Escuta ativa como fator comportamental facilitador para o gerenciamento de projetos em engenharia / Active listening as a facilitating behavioral factor for project management in engineering

Marcus Solon Sá de Oliveira

Abstract


O objeto deste estudo está relacionado com a área de gerenciamento de projetos, e justifica-se pela contribuição na ampliação do conhecimento sobre o uso da escuta ativa como fator comportamental facilitador no gerenciamento de projetos. Objetivo geral: Conhecer, mediante uma revisão sistemática, resultados de pesquisas que tratem do uso da escuta ativa como fator comportamental facilitador para o gerenciamento de projetos em engenharia. Objetivos específicos: Discutir se a escuta ativa gera confiança e credibilidade para um gestor de projetos e reduz falhas na comunicação. Avaliar se a escuta ativa é uma habilidade a ser exigida na seleção de gerentes de projetos. Analisar se a escuta ativa ajuda na qualidade do relacionamento interpessoal e no comprometimento da equipe com o gerenciamento de projetos. Identificar o que ocorre com os gestores de projetos quando suas habilidades humanas prevalecem sobre as habilidades técnicas. O método utilizado ocorreu em oito etapas: delimitação da questão a ser pesquisada; escolha das fontes de dados, eleição das palavras-chave; busca e armazenamento dos resultados; seleção de artigos pelo resumo, de acordo com os critérios de inclusão e exclusão; extração dos dados dos artigos selecionados; avaliação dos artigos e síntese e interpretação dos dados. Os resultados revelam que a escuta ativa: melhora o alinhamento do discurso, deixa a equipe entrosada, gera confiança e credibilidade para o gestor de projetos, reduz falhas na comunicação e é uma virtude desejada pelas empresas para um bom gestor; é uma habilidade a ser exigida na seleção de gerentes de projetos; contribui para a qualidade do relacionamento interpessoal e no comprometimento. Entretanto, quando as habilidades humanas sobrepõem as habilidades técnicas os gestores se tornam referencia positiva e obtém maior êxito na gestão de projetos. Para discurssão temos: A ausência de palavras como qualidade de vida, criatividade e empreendedorismo reflete que os aspectos comportamentais são tratados, apenas, como instrumentos para o desempenho do projeto e satisfação do cliente e não como forma de gerar qualidade de vida no trabalho? A falta de autoconhecimento por parte do gestor de projetos pode prejudicar o uso da escuta ativa em sua ação profissional?  Concluímos que a escuta ativa é uma virtude desejada pelas empresas na seleção de um bom gestor e essencial para o sucesso do gerenciamento de projetos, gera confiança e credibilidade, reduz falhas na comunicação e ajuda no relacionamento interpessoal.


Keywords


engenharia, escuta ativa, fator comportamental, gerenciamento de projetos.

References


BALDWIN, Timothy. RUBIN, Robert. BOMMER, William. Desenvolvimento de Habilidades Gerenciais. Editora Campus, 2008, Rio de Janeiro.

BRANDÃO, Francisco Thiago; PHILYPPIS JUNIOR, Nikiforos. O Gerenciamento das Aquisições e Partes Interessadas na Gestão de Subcontratadas em Projetos de Construção Civil. Gestão e Gerenciamento, [S.l.], v. 11, n. 11, p. 30-40, abr. 2020. ISSN 2447-1291. Disponível em: . Acesso em: 23 jan. 2022.

CARLI, Gabriela Compiani Coutinho. Desafios e perspectivas da comunicação e relações interpessoais no gerenciamento de projetos com equies remotas na américa latina–estudo de caso. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. Business School São Paulo (BSP). Disponível em: https://www.sobratt.org.br/site2015/wp-content/uploads/2016/08/TCC-Final-Gabriela-Compiani-Coutinho-Carli.pdf. Acesso em: 23.01.2022.

CASALE, Adriana. Aprendizagem Baseada em Problemas: desenvolvimento de competências para o ensino em engenharia. 2013. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-12092013-085201/en.php. Acesso em: 23.01.2022.

DA SILVA, Edson Coutinho; DE CARVALHO SASSO, Aline Saran. Gerente de projetos: habilidades humanas e comportamentais. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, v. 6, n. 1, p. 3, 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Edson-Da-Silva-2/publication/301675367_Gerente_de_Projetos_Habilidades_Humanas_e_Comportamentais/links/5720e8da08aefa6488a05052/Gerente-de-Projetos-Habilidades-Humanas-e-Comportamentais.pdf. Acesso em: 22.01.2022.

DIAS, Daiane Souza, PERCIUNCULA, Gabriela, MAFFIA, Juliana ANTONIOLLI, Pedro Domingos, Perfil da liderança na gestão de projetos: uma pesquisa com profissionais da área. Revista de Gestão e Projetos, v. 8, n. 1, p. 72-89, 2017. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/gep/article/view/9661. Acesso em:23.01.2022.

HERTZ, Guilherme Andrew Tomasi. O IMPACTO DA COMUNICAÇÃO EFICAZ NO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS. 2015. Pós-Graduação lato sensu MBA em Gerenciamento de Projetos, Nível de Especialização, do Programa FGV Management. Fundação Getúlio Vargas. Fortaleza/CE. Disponível em: https://www.academia.edu/download/42578229/Guilherme_Hertz_TCC_Completo_-_GP18-Fortaleza.pdf. Acesso em: 23.01.2022.

KOLLER, Sílvia. COUTO, Maria. HOHENDORFF, Jean. Organizadores – Manual de produção científica [recurso eletrônico] / Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Penso, 2014.

LIMA, Luiz Fernando. O efeito da inteligência emocional nas competências interpessoais do gerente de projetos e no sucesso da gestão de projetos. 2015. 112 f. Dissertação (Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão de Projetos) - Universidade Nove de Julho, São Paulo. Disponível em: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1194. Data de acesso:23.01.2022.

NOVAIS, Ana Paula, Gestão da comunicação : eficácia e elementos determinantes. Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Gestão de Projetos da Universidade Presbiteriana Mackenzie, como requisito parcial para a obtenção do grau de Especialista. 2013. São Paulo. Disponível em: https://dspace.mackenzie.br/handle/10899/247. Acesso em: 22.01.2022.

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE, PMI. Um Guia do Conjunto do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos: Guia PMBOK. 4ed. Editora Saraiva. São Paulo/SP, 2008.

SCHERMERHORN, Jonh. Administração. 5a ed. Editora LTC. Rio de Janeiro/RJ, 1999.

SILVA, Diane Aparecida. CLEMENTE, Diego Honorato. TERRA, José. LOPES, Karyn. CARVALHO, Marly. FLEURY, André. ZANCUL, Eduardo. MARX, Roberto. Aspectos comportamentais na gestão de projetos: uma análise bibliométrica (1988-2014). 2017. Disponível em : https://doi.org/10.1590/0104-530X2208-15. Acesso em: 22.01.2022.

VIEIRA, Tatiana Freire. Estudo acerca de como a tecnologia pode auxiliar a comunicação do gerente de projetos. 2013. Disponível em: https://dspace.mackenzie.br/handle/10899/239. Acesso em:23.01.2022.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-230