Aprendizagem por competências: projetos, interdisciplinaridade e protagonismo estudantil / Learning by competencies: projects, interdisciplinarity and student protagonism

Samuel Thomazini de Oliveira, Blasius Silvano Debald

Abstract


A educação formal no Brasil tem sido influenciada por processos organizacionais diversos. Essa constatação implica em considerarmos uma série de ações e medidas para melhorar a qualidade da educação básica, técnica e superior no país. O objetivo desse estudo foi avaliar as potencialidades e os desafios emergentes no processo de aprendizagem por projetos para o desenvolvimento de competências profissionais e para vida no curso de Graduação em Educação Física de um Centro Universitário da região da Grande Vitoria - ES. Os dados foram coletados por meio de formulário eletrônico enviado para uma população de 125 estudantes cuja amostra constituiu-se de 32 respondentes. Há uma concordância de 81,3% dos alunos sobre as potencialidades e favorecimentos do desenvolvimento de competências profissionais e para vida nos projetos e desafios vivenciados no curso e 87,5% declaram ter desenvolvido habilidades e competências profissionais e para vida. O caráter interdisciplinar é um elemento presente, atuando de maneira importante para o desenvolvimento de competências profissionais e para vida, no entanto, a concordância parcial sugere a necessidade de identificação e aprofundamento sobre questões no âmbito de projetos compartilhados por mais de um professor(a). Sobre os desafios de ser Protagonista, o grau de importância atribuido por 75% dos edstudantes reflete um resultado significativo para o processo de mudança de mentalidade dos sujeitos e para o curso. Concluimos que as potencialidades do modelo educacional em processo de desenvolvimento estão diretamente relacionadas à aprendizagem de competências e para vida de grande parte dos discentes. Os aspectos multiprofissionais mediados por professores de duas ou mais áreas não foram valorizados significativamente. Considera-se importante o protagonismo discente, entretanto, a resolução de problemas e trabalho em grupo de forma colaborativa apresentam-se como desafio com menor concordância sobre sua importância e motivação.


Keywords


aprendizagem por competências, projetos interdisciplinares, protagonismo estudantil.

References


BALTHAZAR, A. Questões essenciais para o protagonismo estudantil. Curso de Pós-graduação Uniamérica: Docência na Educação Contemporânea. 2019.

CORREIA, Waydja Cybelli Cavalcanti; OLIVEIRA, Gilvaneide Ferreira de. Reflexões sobre a prática da interdisciplinaridade através da metodologia Project Based Learning: um estudo de caso no ensino de Engenharia. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, e013597, p. 1-17, 2020.

CULLIER, Luciana Santos; SOUZA, Claudia Teresa Vieira de. Metodologias ativas na formação do professor de Educação Física. Revista Práxis. 2017.

DAL LIN, Alessandra; VALENTE, Eunice Lopez; PRESTES, Irene C. Picone; LIMA, Jonas Castiglioni; FONTOURA, Mariana Fogliatto; RODRIGUES, Neliffer H. Salvatierra. Aprendizagem por projeto no ensino superior: análises preliminares nos cursos de Educação Física, Design de Moda, Psicologia e Engenharia Elétrica. Revista Tuiuti: Ciência e Cultura. Curitiba, 2019.

ESPÍNOLA, Hugo. Reflexos do autoconhecimento docente na autonomia e protagonismo estudantil em ambientes de aprendizagem. Foz do Iguaçu: MBA UniAmérica. 2019.

FAVA, Rui. Educação para o século XXI: a era do indivíduo digital. São Paulo: Saraiva, 2016.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4. ed. São Paulo, Atlas, 2002

Di LÊU, Maria de Fátima Araújo. A influência do ensino híbrido no processo de aprendizagem dos estudantes em um curso de fisioterapia de uma instituição de ensino superior da cidade do Recife-PE. Orientador: Daniel Gonzalez. 2018. 166 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Educação) - UNIVERSIDAD AUTÔNOMA DE ASUNCIÓN FACULDADE HUMANÍSTICA Y DE LA COMUNICACIÓN, Asunción, Paraguay, 2018.

PASQUALETTO, Terrimar Ignácio; VEIT, Eliane Angela Brasil; ARAUJO, Ives Solano. Aprendizagem Baseada em Projetos no Ensino de Física: uma Revisão da Literatura. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. 2017.

PEREIRA, T. S.; PROBST, M. Pedagogia de projetos: um estudo sobre a construção do conhecimento e da autonomia dos estudantes. EDUCERE. Revista da Educação, Umuarama, v. 20, n. 1, 2020.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Tradução. Patrícia Chttoni Ramos. Porto Alegra. Artmed. 2000. Reimpressão 2008.

SOUZA, Zilmar Rodrigues de; BIELLA, Jaime. Currículo Baseado em Competências. Natal. SESI, 2010.

ZABALA, Antoni; ARNAU, Laia. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre. artmed, 2014 [e-pub].




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-251