O impacto do ensino híbrido na aprendizagem dos estudantes do fundamental II, na disciplina de língua portuguesa / The impact of hybrid teaching on primary II students' learning in portuguese language

Deyva Soares Sampaio, Fernanda Plata das Neves, Marcela De Melo Fernandes

Abstract


O presente artigo explora os impactos do ensino híbrido na aprendizagem dos estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, na disciplina de Língua Portuguesa. Trata-se de uma pesquisa de cunho documental e bibliográfico, pautado na relação entre a aprendizagem adquirida dentro da escola e fora dela. A metodologia utilizada foi através de uma análise documental de plano de aulas e sequências didáticas nas turmas de 6º ano de uma escola Estadual na cidade Itaquaquecetuba- SP. O estudo revelou dados preocupantes sobre o impacto da Pandemia na aprendizagem dos alunos, principalmente no quesito da alfabetização e letramento.


Keywords


ensino híbrido, impacto, língua portuguesa.

References


ALMEIDA, b. o. & Alves, l. R. g. (2020). Letramento digital em tempos de covid-19: uma análise da educação no contexto atual. Debates em educação, 12(28).

ANTUNES, Charles da França; couto marcos Antônio campos. (2020). Alguns apontamentos para uma crítica da educação à distância (ead) na educação brasileira em tempos de pandemia. Revista Tamos.

Ada Ávila Assunção & Dalila Andrade Oliveira - Intensificação do trabalho e saúde dos professores. Educ. Soc., Campinas, Vol. 30, n.107. 2009. Disponível em: . Acesso em 05 de março de 2022.

BACICH, Lilian; TANZI NETO, Adolfo; TREVISANI, Fernando de Mello (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BROD, Fernando A.; RODRIGUES, Sheyla C. Ambiente virtual como espaço de aprendizagem colaborativa no ensino profissionalizante. In: Seminário de Pesquisa Qualitativa: Fazendo Metodologia, 8., 2009, Pelotas. Anais do... Pelotas, 2009.

CORDEIRO, K. M. A. O Impacto da Pandemia na Educação: A Utilização da Tecnologia como Ferramenta de Ensino. 2020. Disponível em: http://oscardien.myoscar.fr/jspui/bitstream/prefix/1157/1/pdf.

Acesso em: 26/11/2021.

CORRÊA, Anderson; PANIAGUA, Edson. A Pandemia de 1918: a Gripe Espanhola em Alegrete. Disponível em:

https://cursos.unipampa.edu.br/cursos/cienciashumanas/files/2020/04/a-pandemia-de-1918-em-alegrete-anderson-correa-e-edson-paniagua.pdf

Acesso em 26/02/2022.

FLORES, Vânia. Metodologias problematizadoras no curso de Pedagogia: uma experiência de aprendizagem com Design Thinking na disciplina de Gestão escolar. In: GODOI, Mailson; GUEDES, Luiz (Orgs.). Metodologias ativas: disrupção na prática pedagógica. Curitiba: CRV, 2019. p. 21-46.

FGV – Fundação Getúlio Vargas - Perda de aprendizado no Brasil durante a pandemia de covid-19 e o avanço da desigualdade e educacional.

Disponível em:

Acesso em 20/02/2022.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GRIFFO, Clenice. Dificuldades de aprendizagem na alfabetização: perspectivas do aprendiz. In. GOMES, Maria de Fátima Cardoso; SENA, Maria das Graças de Castro. Dificuldades de aprendizagem na alfabetização. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. P.

HORN, Michel B.; STAKER, Hearther. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Porto Alegre: Penso. 2015.

LAST JM, ed. a dictionary of epidemiology. Dicionário de epistemologia – 4º edição. ; 2001.

MORAIS, Artur Gomes de; ALBUQUERQUE, Eliana Borges Correia de. Alfabetização e letramento. Construir Notícias. Recife, PE, v. 07 n.37, p. 5-29, nov./ dez, 2007.

MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas. Papirus, 2003.

MORAN, J. M. Desafios na Comunicação Pessoal. 3ª Ed. São Paulo: Paulinas, 2007, p.162-166. Disponível em:

http://www.eca.usp.br/prof/moran/site/textos/tecnologias_eduacacao/midias_educ.pdf. Acesso em: 05/12/2021

MORAN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II, Carlos Alberto de Souza e Ofélia Elisa Torres Morales (org.). Ponta Grossa: - PROEX/UEPG, 2015, p.15-33.

RAUEN, Fábio José. Elementos de iniciação à pesquisa: inclui orientações para a referência de documentos eletrônicos. Rio do Sul: Nova Era 1999.

RIBEIRO, V. M. (Org.). Letramento no Brasil. São Paulo: Global, 2003.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010c. V. 3.

SILVA, Isadora da Silva. Alfabetização e Letramento nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Ufrb, 2018. Disponível em: < http://www.repositoriodigital.ufrb.edu.br/>

Acesso em: 25 de fevereiro de 2022.

SARAGOÇA, J, Neto, A., Pomar, C., & Candeias, A. (2011 Agostos). Efeitos das transições escolares no rendimento acadêmico: Os capitais econômico, cultural e social como fatores explicativos, num estudo longitudinal interdisciplinar com alunos portugueses. Trabalho apresentado no XI Congresso Luso Afro Brasileiro de Ciências Sociais: Diversidades e (Des) Igualdades, Salvador, Brasil.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Currículo Paulista: Etapa Ensino Fundamental – Anos Finais, 2019.

Disponível em:

Acesso em: 07/12/2021

São Paulo. Secretaria da Educação. PROCEDIMENTO PASSO A PASSO: GUIA DE APRENDIZAGEM. Programa Ensino Integral Escola de tempo integral.

Disponível em:

Acesso em: 15/02/2022

SALTINI, Cláudio J.P. Afetividade e Inteligência. Rio de Janeiro: Wak, 2008.

VYGOTSKY, Lev Semyonovitch. A formação social da mente. São Paulo. Martins Fontes. 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-264