Patologias por umidade: causas e consequências da formação de eflorescência nas edificações / Pathologies caused by moisture: causes and consequences of efflorescence formation in buildings

Pedro Henrique Alves Freitas, Francisca Lilian Cruz Brasileiro, Jose Ronildo Ribeiro Costa, Madson Linhares Magalhães, Mariana Medeiros Ximenes, Sarah Denise Vasconcelos, Saulo Passos Ramos

Abstract


As patologias em edificações ainda são problemas muito comuns, apesar do avanço em técnicas e métodos que a construção civil vem desenvolvendo ao longo dos anos. Técnicas preventivas ao surgimento das patologias se mostram como o modo mais eficaz de diminuição de seu aparecimento nas construções, apesar de existirem atualmente métodos de remediá-las. O objetivo desse estudo foi discutir causas e consequências de manifestações patológicas de construção ocasionadas pela presença de água. Por fim, pode-se concluir que o sucesso de uma construção depende de muitos fatores, mas primordialmente do fator humano. A gestão com esses pormenores resulta na qualidade gerencial .


Keywords


patologias, umidade, eflorescência.

References


BELON, K. Principais manifestações patológicas ocasionadas pela umidade: uma revisão bibliográfica. In: SIMPÓSIO PARANAENSE DE PATOLOGIAS DAS CONSTRUÇÕES. 4º, Florianópolis – SC. p. 112 – 123, 2019.

CARASEK, H. Argamassas. Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. Carasek, H. São Paulo, Ibracon, 2010. Disponível em: < http://aquarius.ime.eb.br/~moniz/matconst2/argamassa_ibracon_cap26_apresentaca o.pdf>, Acesso em: 15 nov. 2020.

CARVALHO, Y. M; PINTO, V. G. Umidade em edificações: conhecer para combater. ForScience: Revista científica do IFMG, v. 6, n.3, jul. – dez. 2018.

CUNHA, E. H. Impermeabilização. 2016. 105 p.

FERREIRA, J. A. A. Técnicas de Diagnóstico de Patologias em Edifícios. Porto, 2010.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GONÇALVES, E. A. B. Estudo de Patologias e suas causas nas Estruturas de Concreto Armado de obras de Edificações. 174 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) - Rio de Janeiro, 2015.

IANTAS, L. Cr. Estudo de caso: Análise de Patologias Estruturais em Edificação de Gestão Pública. Monografia (Especialização em Construção de obras púbicas) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

JONOV, C. M. P; SILVA, A. P. Falhas e Patologias dos Materiais de Construção. Belo Horizonte, 2016.

MACEDO, Eduardo Augusto Venância Britto de. Patologias em obras recentes de construção civil: análise crítica das causas e consequências. 114 f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2017.

MARINHO, M. I. M. Diagnóstico de patologias associadas à humidade utilizando técnicas não destrutivas. 160 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade do Porto, 2014.

MORAIS, J. M. P. et al. Analysis of pathological manifestations in reinforced concrete structures: a review. Research, Society and Development, , v. 9, n. 7, p. e759974964, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i7.4964.

MONTECIELO, J; EDLER, M. A R. Patologias ocasionadas pela umidade nas edifica- Engenharia Multidisciplinar. 2016.

OLIVEIRA, D. F. Levantamento de causas de patologias na construção civil. 103 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

RIBEIRO, I. J. C. et al. Implantação de métodos de tratamento para combater eflorescências.Revista Principia, João Pessoa, n. 38, p. 43-53. jan. – mar. 2017.

SILVA, E. M. Manifestações patológicas em revestimentos: análise e terapia. 64 f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria – RS, 2016.

SOUZA, M. F. Patologias ocasionadas pela umidade nas edificações. 64 F. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Construção Civil) – Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte – MG, 2008.

SOUZA, A. P. Levantamento de patologias em obras residenciais de baixa renda devido à ausência de controle tecnológico de materiais. 71 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro – RJ, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-269