Caracterização química do resíduo da biomassa da algaroba para fins de estudos energéticos / Chemical characterization of algaroba biomass waste for energy studies

Ingrid Lelis Ricarte Cavalcanti, Isaac Anderson Alves de Moura, Arturo Dias da Cruz, Marta Célia Dantas Silva, Riuzuani Micheli Bezerra Pedroza Lopes

Abstract


Com a expansão energética, o uso da biomassa se estabelece como uma das fontes para produção de energia, e isto ocorre desde os primórdios da sociedade, destacando-se como pioneira em relação aos combustíveis fósseis. As diversas opções de beneficiamento da biomassa para o seu uso energético fomentam a necessidade de estudos acerca do seu potencial e características físico-químicas, a fim obter um melhor aproveitamento desta matéria-prima. Partindo disto, o presente trabalho concerne na caracterização química e energética do resíduo da biomassa da espécie Algaroba (Prosopis juliflora), proveniente da poda arbórea do município de João Pessoa – PB. Com as análises realizadas encontrou-se que a média do poder calorífico superior das amostras do resíduo da algaroba foi de 18,94 MJ/Kg, maior que o poder calorifico de diversos combustíveis sólidos de origem vegetal, evidenciando a possibilidade do seu uso como produto energético.


Keywords


Prosopis juliflora, Poder Calorífico, Poda arbórea.

References


ASTM. D2015. Test Method for Gross Calorific Value of Coal and Coke by the Adiabatic Bomb Calorimeter, 2000.

ASTM. E1755. Test Method for Ash in Biomass, 2001.

ASTM. E872. Test Method for Volatile Matter in the Analysis of Particulate Wood Fuels, 1998.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 8633: determinação do

poder calorífico superior. Rio de Janeiro, 1984.

CARNEIRO JUNIOR, J. A. DE M. Desenvolvimento experimental de um reator em batelada para torrefação de biomassa. 2015. 73 f. (Dissertação.) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Industrial da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

COUTO, L. C; COUTO, L; WATZLAVIC, L. F; FARINHA, L. Vias de valorização energética.

Biomassa & Energia, v. 1, n. 1, 2004.

CUNHA, A. B. Análise das propriedades físicas, mecânicas e energéticas da parte aérea e tronco de algaroba (prosopis juliflora). 2012. 40 f. Monografia. (ENGENHARIA FLORESTAL) - UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA, BRASILIA, 2012.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Papel da Biomassa na Expansão da Geração de Energia Elétrica. Documento de Apoio ao PNE 2050, [S. l.], 2018.

KLAUTAU, J. V. P. Análise Experimental de uma Fornalha a lenha de Fluxo Cocorrente Para Secagem de Grãos. Dissertação (mestrado em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental) PPGERHA, UFPR. Curitiba: 2008.

MELO, M. C. S.; NEVES, G. A.; MENEZES, R. R.; FERREIRA, H. C.; NÓBREGA, A. C.

V.; MARINHO, E. P. Cal produzida a partir de cinza de biomassa rica em cálcio. Cerâmica, [S. l.], 2018.

MENEZES, M. J. S. Poder calorífico e análise imediata da maravalha de pinus (pinus sp) e araucária (araucaria angustifolia) de reflorestamento como resíduos de madeireira. 65

f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Energia na Agricultura) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, CASCAVEL, 2013

PEREIRA, J. C. D.; LIMA, P. C. F. Comparação da qualidade da madeira de seis espécies de algarobeira para produção de energia. Colombo, [S. l.], ed. n. 45, 2002. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/152661/1/Paulo.pdf. Acesso em: 13 ago. 2019.

SILVA, S. A. DA; SOUZA, A. G.; CONCEIÇÃO, M. M. DA; ALENCAR, A. L. S.; PRASAD,

S.; CAVALHEIRO, J. M. O. Estudo termogravimétrico e calorimétrico da algaroba. Química Nova, [S. l.], v. 24, n. 4, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/qn/v24n4/a06v24n4. Acesso em: 13 jul. 2019.

SILVA, L. L. H. da; Oliveira, E. de; Calegari, L.; Pimenta, M. A. C.; Pimenta, A. S; Dantas,

M. K. L. Características energéticas do carvão vegetal de aroeira (Myracrodruon urundeuva Allemão) e leucena (Leucaena leucocephala (Lam.) R. de Wit). Ciência Florestal, Santa Maria, v. 28, n. 1, 2018.

VALE, A.T; MENDES, R.M.; AMORIM, M.R.S.; DANTAS, V.F.S. Potencial Energético da

Biomassa e Carvão Vegetal do Epicarpo e da Torta de Pinhão Manso (Jatropha curcas). Cerne, Lavras, v. 17, n. 2, 2011.

VASSILEV, S. V. An overview of the organic and inorganic phase composition of biomass.

Fuel, v.89, n.5, p. 1-33. 2011.

VASSILEV, S. V. An overview of the chemical composition of biomass. Fuel, v. 89, n. 5, p. 913–933, 2010.

VIEIRA, A. C. Caracterização da biomassa proveniente de resíduos agrícolas. 72 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Energia na Agricultura) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, CASCAVEL, 2012.

WIONZEK, F. B. Influência do espaçamento nas propriedades energéticas e biomassa de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage. 76 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Bioenergia, área de concentração em Biocombustíveis) - Universidade Estadual do Centro- Oeste, GUARAPUAVA, 2014




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-061

Refbacks

  • There are currently no refbacks.