Arenas Urbanas: O capital na contramão das cidades sustentáveis / Urban Arenas: The capital against the sustainable cities

Camila Parachini F. Borin, Eduardo Meireles

Abstract


Existe uma batalha (quase) invisível acontecendo nas cidades. O espaço urbano é altamente disputado por diversos capitais e agentes de poder. Como qualquer guerra, esta traz também consequências desastrosas para o meio ambiente e influencia diretamente no conceito de sustentabilidade dentro das cidades. Além do prejuízo ambiental propriamente dito, este artigo busca questionar onde fica o direito à cidade para as pessoas que foram postas à margem desta disputa de interesses.


Keywords


Urbanismo, Direito à cidade, Qualidade de Vida, Sustentabilidade

References


FARIA, A. C. D. et al. Sustentabilidade Urbana e o Desenvolvimento da Cidade de São Francisco (EUA). Desenvolvimento Regional em Debate, Mafra, v. 7, n. 1, p. 214-235, maio 2017. ISSNe 2237-9029.

FARIA, J. H. Por uma Teoria Crítica da Sustentabilidade. Organizações e Sustentabilidade, Londrina, v. 2, n. 1, p. 2-25, jan-jun 2014.

FERRE, F. L. Ecofeminismo, Democracia e Sustentabilidade. XII Seminário Internacional de Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea. Santa Cruz do Sul: CEPEJUR. 2015. p. 17.

IPEA, I. D. P. E. A. Recursos de um Planeta Finito. Desafios do Desenvolvimento, v. 50, maio 2009.

JACOBI, P. Dilemas Socioambientais na Gestão Metropolitana: do Risco à Busca da Sustentabilidade Urbana. Política e Trabalho Revista de Ciências Sociais, João Pessoa, v. 25, p. 115-134, Outubro 2006. ISSN ISSN 0104-8015.

LEFEBVRE, H. O Direito à Cidade. Tradução de Rubens Eduardo Frias. São Paulo: Centauro, 2001. 143 p.

LEITE, C. Cidades sustentáveis? Desafios e oportunidades, Campinas, 118, 2010. Disponivel em: . Acesso em: 30 abril 2019.

MARICATO, E. Para Entender a Crise Urbana. I. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015. ISBN 978-85-7743-285-5.

SANTOS, F. A. D. Análise semiótica do modo como o espaço urbano é expresso por meio da art tecnologia. 16o Encontro Internacional de Arte e Tecnologia - Imginar o Real. Porto: i2ADS – Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade. 2017. p. 55-60.

SEGAUD, M. Antropologia do Espaço: Habitar, Fundar, Distribuir, Transformar. Tradução de Eric R. R Heneault. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2016. 312 p. il.

SHEN, L. et al. An Alternative Model for Evaluating Sustainable Urbanization. Cities, v. 29, n. 1, p. 32-39, Fevereiro 2012.

SHIMBO, L. Sobre os Capitais que Produzem Habitação no Brasil. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, v. 105, p. 119-133, julho 2016.

VALDIVIA, B. Del urbanismo androcéntrico a la ciudad. Hábitat y Sociedad, Sevilha, v. 11, p. 65-84, novembro 2018. ISSN 2173-125X.

VILLAÇA, F. O Território e a Dominação Social. Margem Esquerda Ensaios Marxistas, São Paulo, v. 24, p. 31-36, junho 2015. ISSN 1678-7684.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-077

Refbacks

  • There are currently no refbacks.