Horta orgânica como eixo gerador de práticas pedagógicas: um relato ocorrido na associação de pais e amigos dos excepcionais (apae) / Organic garden as a generator of pedagogical practices: one report from the association of parents and friends of the exceptional

Nathalia de França Guimarães, Anderson de Souza Gallo, Emerson Machado de Carvalho, André Luis Corrêa, Rogério Ferreira da Silva

Abstract


O direito da pessoa à educação é assegurado pelo Plano Nacional de Educação, independentemente de gênero, etnia, idade ou classe social. Este acesso implica na apropriação do saber e das oportunidades educacionais oferecidas à totalidade dos alunos, com vista a atingir as finalidades da educação, a despeito da diversidade na população escolar. Neste trabalho, o objetivo foi relatar uma intervenção com alunos com necessidades especiais para o exercício de uma alimentação saudável e socioambientalmente sustentável, utilizando-se da horta como eixo gerador de uma prática pedagógica participativa. O trabalho foi organizado utilizando-se das etapas de imersão (planejamento), implantação da horta (execução), produção de hortaliças e manutenção (verificação, ação e ajuste). Este é um método interativo de gestão que envolve quatro passos, utilizado para o controle e melhoria contínua de processos e produtos. É uma ferramenta baseada na repetição, aplicada sucessivamente nos processos, buscando a melhoria de forma continuada para garantir o alcance das metas necessárias. Os resultados apontam para a sensibilização da necessidade de preservação ambiental por meio do uso sustentável dos recursos naturais; e da necessidade do trabalho coletivo para atingir as metas estabelecidas para as atividades propostas e de futuros projetos. Considera-se interessante ressaltar a importância da inclusão da equipe técnica e administrativa de forma efetiva nas atividades, como forma de promover interação com a comunidade escolar, o que implica no estreitamento das relações extensionistas entre a Universidade e a Instituição de ensino.


Keywords


Agroecologia, Educação ambiental, Alimentos orgânicos, Inclusão.

References


AQUINO, A.M.; NEVES, M.C.P. João das Alfaces. Produção Embrapa. Acessado em 2 de março de 2017. Disponível em , 1996.

ALCÂNTARA, M.H. Guia para desenvolvimento de habilidade básicas, específicas e de gestão. Brasília: Federação Nacional das APAEs, 2001. p. 59.

APAE. Cartilha de Habilidades básicas e de Gestão. Brasília: Federação Nacional das APAEs, 2000. 196p. il.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: adaptações curriculares / Secretaria de Educação Fundamental. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC/SEF/SEESP, 1999. 62p.

CAMARGO, R.; CARVALHO, E. L. J. C.; GUNDIM, D. P.; MOREIRA, J. G.; MARQUES, M. G. Uso da hortoterapia no tratamento de pacientes portadores de sofrimento mental grave. Enciclopédia Biosfera – Centro Científico Conhecer, v. 11, n. 12, p. 3634-3643, 2015.

FEITOSA, V. A.; CABRAL, S. A. A. O.; ALENCAR, M. C. B.; UCHOA, S. A. O.; SILVA, H. M. L. A horticultura como instrumento de terapia e inclusão psicossocial. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 9, n. 5, p. 07-11, 2014.

FREIRE, M. Políticas públicas de alimentação saudável. In: Bönecker M, Sheiham A. Promovendo saúde bucal na infância e adolescência conhecimentos e práticas. SãoPaulo: Ed. Santos; 2004. p.109-131.

GORGULHO, F. O. BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: revisão de literatura – Campinas, SP: [s.n], 2013.

KUNC, N. The need to belong: Rediscovering Maslow's hierarchy of needs. In: VILLA, R. A.; THOUSAND, J. S.; STAINBACK, W.; STAINBACK, S. (Eds.), Restructuring for caring and effective education: an administrative guide to creating heterogeneous schools. Baltimore, MD, England: Paul H. Brookes Publishing, 1992. p. 25-39. Disponível em: https://www.broadreachtraining.com/the-need-to-belong-rediscovering-maslows-hierarchy-of-needs. Acesso em: 08 out. 2019.

LEONEL, W.H.S.; LEONARDO, N.S.T. Concepções de professores da educação especial (APAEs) sobre a aprendizagem e desenvolvimento do aluno com deficiência intelectual: um estudo a partir da teoria vigotskiana. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 20, n. 4, p. 541-554, 2014.

MAGALHÃES, A.M. A horta como estratégia de educação alimentar em creche. 2003. 120 f. Dissertação (Mestrado em Agros ecossistemas) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

MAGALHÃES, A.M.; GAZOLA H. Proposta de Educação Alimentar em Creches. In: Congresso Internacional de Educação Infantil 1. 2002, Bombinhas. Anais. Bombinhas: PMPB, 2002.

POKER, R.B. Dificuldades de aprendizagem e educação inclusiva. Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, v. 5, n. 9, p. 169-180, 2007.

PORTUGAL, S.; SANTOS, W. L. P. EDUCAÇÃO AMBIENTAL EMANCIPATÓRIA NA ESCOLA: participação e construção coletiva. In: Reunião Anual da Anped, 30. Anais. Caxambu – MG, 2007. Disponível em: http://www.anped.org.br/sites/default/files/gt22-3443-int.pdf. Acesso em: 16 out. 2019.

RUSCHEINSKY, A. Educação ambiental: abordagens múltiplas. Porto Alegre: Artmed, 2002.

SILVEIRA FILHO, J. et al. A horta orgânica escolar como alternativa de educação ambiental e de consumo de alimentos saudáveis para alunos das escolas municipais de Fortaleza, Ceará, Brasil. Cadernos de Agroecologia, v.6, n.2, p.1-6, 2011.

SOARES, S. R. F. et al. A horta orgânica como instrumento de ensino-aprendizagem da questão ambiental para pessoas com necessidades educacionais especiais. Educação ambiental em ação, Novo Hamburgo, v. 5, n. 2, 2012. Disponível em: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=1348. Acesso em: 25 set. 2019.

SORRENTINO, M. De Tbilisi a Thessaloniki: a educação ambiental no Brasil. In:

QUINTAS, J. S. (Org.). Pensando e praticando a educação ambiental na gestão do

meio ambiente. Brasília: Ibama, v. 3, 2000. (Coleção Meio Ambiente). Série

Educação Ambiental.

SOUZA, M. Um Plano para Salvar o Planeta. Canal da Turma da Mônica. 2011. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=L3zaoUaHJhQ. Acesso em: 2 de março de 2017

TURANO, W. A didática na educação nutricional. In: GOUVEIA, E. Nutrição Saúde e Comunidade. São Paulo: Revinter, 1990.p 246.

VIEIRA FILHO, G. Gestão da Qualidade Total: uma abordagem prática. L. Campinas: Alinea, 2014, 24 p.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem / L. S. Vigotski; tradução Paulo Bezerra. - São Paulo: Martins Fontes, 2000. (Psicologia e pedagogia)

VIGOTSKII, L. S. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem/ Lev Semenovich Vigotskii, Alexander Romanovich Luria, Alex N. Leontiev; tradução de: Maria da Pena Villalobos. -

ª edição - São Paulo: ícone, 2010. (Coleção Educação Crítica)




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-090

DOI (PDF (Português (Brasil))): https://doi.org/10.34117/bjd.v6i1.6000.g5348

Refbacks

  • There are currently no refbacks.