Análise da qualidade da água de chuva no bairro da Boa Vista – estudo de caso / Rain water quality analysis in the Boa Vista - case study

Eduardo Antonio Maia Lins, Sérgio Carvalho Paiva, Letícia Ramos Albuquerque Silva, Ana Carolina Albuquerque Barbosa, Anna Kattaryne Cavalcante Santos, Josiclécia de Souza Ferreira

Abstract


A chuva ácida, no sentido mais amplo, pode ser traduzida como uma devolução da poluição que o homem cria sobre a superfície terrestre. Em longo prazo, seus efeitos constituem um importante indicador das condições de degradação do meio ambiente, estando, portanto, ligada à qualidade do ar sobre as áreas fortemente urbanizadas. Esta chuva dita ácida, também pode ser neve ou neblina, traz consigo tudo o que é nocivo, os agentes químicos, resíduos industriais, que tanto prejudica o ar atmosférico quanto os seres vivos e infraestruturas. Dessa forma, a ocorrência da chuva ácida nas cidades pode afetar tanto na saúde da população como causar danos a patrimônios públicos. Diante desse fato, foi realizado um estudo de caso levando em consideração a região metropolitana de Recife, capital do estado de Pernambuco, mais especificamente no bairro da Boa Vista, no estudo foram analisados parâmetros de acordo com a Associação Americana de Saúde Pública - APHA, AWWA, WEF, 2012. Realizaram-se 59 coletas da água da chuva em diferentes dias dos meses de setembro 2017 a Junho 2018, importantes para analisar a presença da chuva ácida. As análises da água de chuva nesse período apresentaram-se levemente ácida, mesmo contendo trinta e sete das amostras alcalinas, ou seja, acima de sete o que cientificamente são aceitas, mas a acidez encontrada nas 22 amostras coletas das chuvas no bairro da Boa Vista pode trazer impactos para as edificações e ao ambiente. Nas análises dos parâmetros foram encontradas as concentrações de sulfato, cálcio, magnésio, sódio e potássio nas águas precipitadas com média de 0,18 mg/L de SO4-2, 11,29 mg/L de Ca+2, 3,09 mg/L de Mg+2, 3,05 mg/L de Na+ e 0,19 mg/L de K+. Por isso, nota-se uma variação significante na água da chuva ideal e é observada na prática, essa diferença possivelmente está relacionada com o alto fluxo de veículos e construção civil presentes na cidade do Recife mais especificamente no centro da cidade onde esta localizada a região de estudo.

Keywords


Chuva ácida, Impactos, Investigação.

References


BAYNOSA, Richard C.; ZAMBONI, William A. The effect of hyperbaric oxygen on compromised grafts and flaps. Undersea and Hyperbaric Medicine, v. 39, n. 4, p. 857, 2012.

CETESB. Qualidade do Ar no Estado de São Paulo. 2011. Governo do Estado de São Paulo – Secretaria do Meio Ambiente, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. São Paulo, SP.

DOURADO, T.A. 2016. Avaliação do Teor de Metais em Material Particulado MP2,5 e MP10 nas cidades de Goiânia – GO e Rio Claro – SP empregando a Técnica de Fluorescência de Raios X Dispersiva em Energia (EDXRF). Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, Dissertação de Mestrado, 108 p.

FORNARO,A., Águas de chuva: Conceitos e breve histórico, Revista USP, São Paulo, n.70, p. 78- 87, junho/agosto 2006.

NERY, J.T; CARFAN, A.C., Glossário de Termos Técnicos em Meteorologia e Climatologia. Jundiaí, Paco Editorial. 2013.416p

SANTOS, V & GASTMANS, D. Composição Química da Água de Chuva em Rio Claro (SP). Revista do Instituto Geológico, v. 37, p. 45-60, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-164

Refbacks

  • There are currently no refbacks.