Casa De Pedra: O ‘‘Saber Fazer’’ no século XX/ Stone House: The ‘‘ Know-How ’’ in the 20th century

Janielle Borges Brandão, Maria Betânia Guerra Negreiros Furtado

Abstract


O presente artigo tem como foco uma edificação erguida em pedra e barro, em meados do século XX. A denominada Casa de Pedra situa-se no povoado Oitis, zona rural do município piauiense de Picos, a 313 Km da capital Teresina. O objetivo deste estudo é identificar quais foram as referências que levaram o construtor do edifício a optar pela alvenaria de pedra argamassada, quando na região, a técnica construtiva comumente utilizada é a taipa de mão, senão a alvenaria de tijolo. Pretende-se também discursar sobre a permanência do uso da alvenaria de pedra no século XX, um sistema construtivo bastante antigo. O estudo faz uma relação com outro edifício localizado nas imediações, no povoado Gameleira, que utiliza o mesmo sistema construtivo, sendo os dois imóveis os únicos exemplares existentes dentro do recorte espacial. A importância da pesquisa é ressaltada pela abordagem que se faz sobre o uso da antiga técnica – introduzida no Brasil com os primeiros colonizadores portugueses, ainda no século XVI – ser alvo de interesse já em meados do século XX passado por populações sertanejas que trabalham com a arquitetura vernácula, em uma região que não tem a pedra como material comumente utilizado como material construtivo. O trabalho baseia-se em revisão bibliográfica no acervo da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Piauí (IPHAN); em obras de autores renomados na área, além da realização de visitas de campo, levantamento de dados físicos, registros fotográficos e entrevistas com os contemporâneos do proprietário da edificação. O resultado almejado é conferir visibilidade à arquitetura vernácula piauiense através desse exemplar, erguido com técnica pouco usada na arquitetura popular piauiense, que resiste, mesmo após as transformações sofridas devido as intempéries e a ação antrópica.


Keywords


Arquitetura vernácula; Arquitetura popular; Arquitetura piauiense; Pedra; Barro.

References


AGUIAR, Robério Bôto de; GOMES, José Roberto de Carvalho (Org.). Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea do estado do Piauí: diagnóstico do município de Picos. Fortaleza: CPRM - Serviço Geológico do Brasil, 2004.

ANDRADE, Francisco de Carvalho Dias de. A história da arquitetura como morfologia da nação brasileira. In: ANDRADE, Francisco de Carvalho Dias de. Uma poética da Técnica: A produção da arquitetura vernacular no Brasil. Orientador: Professor Dr. Marcos Tognon. 2012. Tese (Doutor em História da Arte) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, 2016. f. 364. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/320977. Acesso em: 29 set. 2019

ARAÚJO, Raimunda Barbosa de. Entrevista concedida à Janielle Borges Brandão, em dezembro de 2018.

BARBOSA, José Conceição. Entrevista concedida à Janielle Borges Brandão, em dezembro de 2018.

BARRETO, Paulo Thedim. O Piauí e sua Arquitetura. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Vol. 2. Rio de Janeiro, 1938.

BORGES, Francisco Valdivino. Entrevista concedida à Janielle Borges Brandão, em outubro de 2019.

BRAGA, Márcia. Conservação e restauro: arquitetura. Rio de Janeiro: Editora Rio, 2003.

BRUAND, Yves. Arquitetura Contemporânea no Brasil. São Paulo: Editora Perspectiva, 2010.

CASTRIOTA, Leonardo (org.). Mestres Artífices de Minas Gerais: Cadernos de memória. Brasília-DF: IPHAN, 2012. 160 p.

FERREIRA, Murilo (coord.). Cidades do Piauí testemunhas da ocupação do interior do Brasil durante o século XVIII: Conjunto Histórico e Paisagístico de Oeiras: dossiê de tombamento. Teresina: IPHAN, 2010. 137 p.

CURTIS, Júlio Nicolau Barros de. Vivência com a arquitetura tradicional do Brasil: registros de uma experiência técnica e didática. Porto Alegre: Ed. Ritter dos Reis, 2003.

GERHARDT, Tatiana; SILVEIRA, Denise. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. 120 p. E-book.

LEMOS, Carlos A. C. A casa brasileira. 1.ed. São Paulo: Contexto, 1989.

LEMOS, Carlos A. C. Moradia popular no trópico. In: LEMOS, Carlos A. C. Da taipa ao concreto: crônicas e ensaios sobre a memória da arquitetura e do urbanismo. São Paulo: Três Estrelas, 2013. p. 243 - 246.

MELO, Arnaldo; RIBEIRO, Maria. História da construção: os materiais. Braga: CITCEM, 2012.

MENDES, Chico; VERÍSSIMO, Chico; BITTAR, William. Arquitetura no Brasil: de Cabral a Dom João VI. Rio de Janeiro: Imperial Novo Milênio, 2007.

NUNES, Odilon. Estudos de História do Piauí. Teresina: academia piauiense de Letras, 2014.

VARÃO, Maria Goreth de Sousa (Org.). Picos: histórias que as famílias contam. Teresina: EDUFPI, 2007. 76 p.

VASCONCELLOS, Sylvio de. Arquitetura no Brasil: Sistemas Construtivos. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 1979.

WEIMER, Günter. Arquitetura popular brasileira. 2ª edição. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-207

Refbacks

  • There are currently no refbacks.