Perfil da piscicultura praticada no municipio de Alenquer, baixo Amazonas, Pará / Profile of pisciculture practiced in the municipality of Alenquer, lower Amazonas, Pará

Yana Karine da Silva Coêlho, Carlos Augusto Guimarães Farias Filho, Wildes Cley da Silva Diniz, Diego Maia Zacardi

Abstract


No Brasil, o quadro contemporâneo mostra-se extremamente favorável à piscicultura, sobretudo de espécies nativas, na qual correspondem ao setor de produção que mais cresce no mundo e que pode ser utilizada como recurso de desenvolvimento social e econômico, além de possibilitar o uso dos recursos hídricos locais. Neste contexto, o trabalho apresenta a caracterização e análise da piscicultura realizada na zona rural do município de Alenquer, Pará. Durante os anos de 2017 a 2019, foram realizadas investigações a 71 agentes produtivos por meio da aplicação de formulários semiestruturados que abordavam aspectos sociais do piscicultor e técnicos sobre as criações de peixes. Os produtores são em sua maioria do sexo masculino (76,06%), com idade média de 44,02 anos (±14,76) e baixo grau de escolaridade. A piscicultura na região é direcionada para o tambaqui e o híbrido tambatinga, sendo realizada de forma extensiva e rudimentar, majoritariamente em caráter familiar e pouca organização comercial, praticada geralmente em açudes, sem qualificação ou suporte técnico visando atender a subsistência e/ou como complemento da renda. Os produtores não realizam o monitoramento da qualidade da água e muitas propriedades apresentam falhas na gestão e manejo empregado, além de enfrentarem inúmeros entraves para a realização da atividade, como o alto custo dos insumos (ração), o roubo do pescado e a ausência de assistência técnica, indicando a falta de organização e incentivo por parte de políticas públicas na atividade, fatores que acabam por comprometer o desenvolvimento e a permanência de produtores no setor.


Keywords


produção de peixes, piscicultura familiar, extensiva, região Norte

References


BRABO, M. F. Piscicultura no estado do Pará: situação atual e perspectivas/Fish farming in Pará State: current status and perspectives. Acta of Fisheries and Aquatic Resources, v. 2, n. 1, 2014.

BRABO, M. F., JÚNIOR, A. D. L. R., COSTA, J. W. P., DA SILVA REIS, T., CAMPELO, D. A. V., & VERAS, G. C. A piscicultura na área de influência de um grande projeto de mineração na Amazônia Brasileira. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca, 10(1), 69-82. 2017

BRABO, M. F.; VILELA, M. R. P.; REIS, T. S.; DIAS, C. L.; BARBOSA, J.; VERAS, G. C. Viabilidade econômica da produção familiar de matrinxã em canais de igarapé no estado do Pará, 2014. Informações Econômicas. 45(4): 39-45. 2015

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução normativa n º09, de maio de 2008. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Judiciário, Brasília, 2008.

CAPUTO, M.; RODRIGUES, R.; VANCONCELOS, D. Nomenclatura estratigráfica da bacia do Amazonas; histórico e atualização. In: XXVI Congresso Brasileiro de Geologia. Belém. Sociedade Brasileira de Geologia, 3: 35-46. 1972.

CASACA, J.M. As carpas: o policultivo integrado no sul do país. Rev. Pan. Aquic., 7(42): 16-20. 1997

COSTA-PIERCE, B.A. The ‘blue revolution’: aquaculture must go green. J. World Aquac. Soc., 33(4): 4-5. 2002

DEBUS, D. Diagnóstico da piscicultura na agricultura familiar dos municípios de Toledo-PR e Maripá-PR. Dissertação (Mestrado). 2016. 80p. – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2016

FAO – Food and Agriculture Organization. The State of World Fisheries and Aquaculture 2018 - Meeting the sustainable development goals. Rome. 2018

GUIMARÃES, S.F.; STORTI FILHO, A. Produtos agrícolas e florestais como alimento suplementar de tambaqui em policultivo com jaraqui. Revista de Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.39, n.3, p.293-296, 2004

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção da Pecuária Municipal. Brasil. Rio de Janeiro, 2017

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1° de julho de 2018.

LIMA, C. A. S. Caracterização e diagnóstico do perfil socioeconômico da piscicultura no estado do Amazonas. Dissertação (Mestrado). 2018. 239p - Universidade Federal do Amazonas.

MIYAJIMA, G.; Piscicultura: oportunidade de negócio e desenvolvimento no estado de Rondônia. Banco da Amazônia: Revista Contexto Amazônico, ano 1, n. 12, nov. 2008. 4p.

MPA - Ministério da Pesca e Aquicultura. Censo aquícola nacional, ano 2008. República Federativa do Brasil. Brasília. 2013

OSTRENSKY, A. & BOEGER, W.A. Principais problemas enfrentados atualmente pela aquicultura brasileira. In: A. Ostrensky, J.R. Borghetti & D. Soto. Aquicultura no Brasil: o desafio é crescer (pp.135-158). Brasília: SEAP. 2008.

PENROD, J.; PRESTON, D.B., CAIN, R. & STARKS, M.T. A discussion of chain referral as a method of sampling hard-to-reach populations. Journal of Transcultural nursing, vol 4. nº 2.April, 2003. 100-107p.

ROCHA, I. de P. & ROCHA, D. M. Panorama da Produção Mundial e Brasileira de Pescado, com Ênfase para o Segmento da Aqüicultura. 2010, 9p. Disponível em: . Acesso em 29 de maio de 2019.

SCHIRMER, G. J. & CARDOSO, E. S. A piscicultura na dinâmica socioeconômica do município de Agudo-RS. Boletim Gaúcho de Geografia. Porto Alegre: BGG, n. 36, p. 23-28, mai. 2011.

SEBRAE- Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas. Aquicultura no Brasil: Série Estudos Mercadológicos. Brasília. p.76. 2015

SIDÔNIO, L.; CAVALCANTI, I.; CAPANEMA, L.; MORCH, R.; MAGALHÃES, G.; LIMA, J.; BURNS, V.; JÚNIOR, A. J. A.; MUNGIOLI, R. Panorama da aquicultura no Brasil: desafios e oportunidades. Brasília. 2012. In: Agroindústria, BNDES Setorial 35, p. 421-463. 2012.

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará. Abrangência: Alenquer. Disponível em:< https://www2.mp.pa.gov.br/sistemas/gcsubsites/upload/53/alenquer(4).pdf> Acessado em: 03 ago. 2019.

SOUZA, J. A. P. L. de L. Estudo de impactos sociais, econômicos e ambientais, ocasionados pela piscicultura em tanques-rede na região de Paulo Afonso-BA. Dissertação (Mestrado) 2002. 77p – Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente, Universidade Federal do Tocantins, Palmas.

TRIOLA, M. Uma Introdução à Estatística. 2005

ZACARDI, D. M.; LIMA, M. A. S. de; NASCIMENTO, M. M.; ZANETTI, C. R. M. Caracterização socioeconômica e produtiva da aquicultura desenvolvida em Santarém, Pará. ActaFish. v5. p.102-112. 20174




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-284

Refbacks

  • There are currently no refbacks.