Influência da aplicação de inseticidas no índice de infestação de coração morto em cana de açúcar/ Influence of the application of insecticides on the index of dead heart infestation in sugar cane

Manoel Henrique Reis de Oliveira, Rodrigo Fernandes de Souza, Verônica Neia Ribeiro, Eloisa Aparecida da Silva Ávila, Sara Raquel Mendonça, Matheus Vinicius Abadia Ventura, João Paulo Silva Carvalho, Aline Barbosa Arruda

Abstract


A presença de coração morto em cana de açúcar é reflexo do ataque da broca-da-cana (Diatraea saccharalis) sendo que 1% de intensidade de infestação reduz em média 0,77% da produtividade, 0,25% de açúcar e 0,20% de Álcool (GALLO et al., 2002). Um dos métodos de controle utilizados é o uso de diferentes inseticidas. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência de dois inseticidas no índice de infestação de broca. O experimento foi conduzido no Pólo do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) Goiás Norte em Goianésia GO, utilizando-se delineamento de Blocos casualizados com três repetições. Cada parcela foi composta por quatro linhas de plantas espaçadas com 1,5 m, com 100 metros de comprimento e 18 gemas por metro linear. Os tratamentos avaliados foram: T1 = Regente + Altacor + Prori Xtra nas dosagens recomendadas; T2 = duas vezes a dose recomendada de Altacor; T3: dose recomendada de Altacor; T4 = Regente + Altacor em dosagens recomendadas e T5 = Testemunha sem aplicação. Avaliou-se aos 60 dias após o plantio a intensidade de infestação (i.i) de coração morto e aos 90 dias o stand de plantas. Foi realizado ao fim do experimento a análise econômica com base nos custos de produção e produtividades. Os dados foram submetidos a analise variância pelo software estatístico Assistat. Para a intensidade de infestação, observou-se que o melhor tratamento foi o T4 frente aos demais com i.i. média de 0,66% enquanto o pior tratamento foi a testemunha com 4,35%. Quanto ao stand observou-se influência significativa apenas para o T1 sendo este tratamento o que apresentou maior número de plantas por hectare (média de 87.870). A análise econômica foi baseada nas revendas comerciais na Região de Goianésia em Abril de 2016, sendo que o custo de produção por hectare na região é de R$ 2500,00, onde o custo de aplicação foi de R$ 20,00/ha e a venda de tonelada da cana é em média R$ 51,00, diante deste exposto excluindo a testemunha o que teve menor custo de aquisição foi o Tratamento Alt. (Altacor na dose recomendada, apresentando ainda maior produtividade e maior retorno econômico, enquanto que Reg+Alt+PrioX é relativamente alto que se torna viável quando a produtividade for alta, porém a testemunha apresentou alto retorno econômico, mas é uma prática arriscada onde houver altas taxas de infestação de lagartas causadoras do “Coração Morto”.


Keywords


Saccharum, Diatraea saccharalis, inseticidas, danos.

References


BRZEZINSKI, C.R; ABATI, J; HENNING, F.A; FRANÇA-NETO, J.B; HENNING, A.A. Eficiência de fungicidas para controle da ferrugem asiática da soja e sua influência na produtividade e na qualidade de sementes. Informativo Abrates, v. 22, nº3, p. 84-87, 2012.

CANAOESTE. Pragas da Cana. Disponível em: < http://www.canaoeste.com.br/conteudo/pragas-na-cana >. Acesso em: 03 Maio 2016.

CESNIK, R. MIOCQUE, J. Melhoramento da Cana-de-açúcar. Brasília: Embrapa,

307 p.

COUTINHO, C.F.B., TANIMOTO,S.T., GARBELLINI,G.S., TAKAYAMA,M., AMARAL,R.B., MAZO, J.H., MACHADO, S.A.S. Pesticidas: Mecanismo de Ação, degradação e toxidez. Pesticidas: r.ecotoxicol e meio ambiente, Curitiba, v.15, p 65-72, jan/dez. 2005.

CRUZ, I. A Broca da Cana-de-Açúcar, Diatraea saccharalis, em Milho, no Brasil. Embrapa Milho e Sorgo. Sete Lagoas, MG, ANO 2007. 12p. (Circular Técnica 90).

GONRING, A. H. R; SILVA , F. M. A.; FERNANDES, M. Altacor® (Rynaxypyrtm) um novo modo de ação no controle do bicho mineiro do cafeeiro. Disponível em , Acesso em 19 de maio de 2016.

JENDIROBA, E, 2006 Manejo das principais pragas da cana-de-açúcar. In: SEGATO, S.V.; PINTO, A. de S.; NÓBREGA, J.C.M.; PINTO, A. de S.

MENA, E.F.G. Toxicidade de inseticidas a Diatraea saccharalis (Fabr., 1794) (Lepidoptera:Crambidae) e Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (Hymenoptera: Braconidae). Piracicapa, 2010 p.61. (dissertação de Mestrado).

OLIVEIRA, F.G.L.; ANDRADE, C.F.S. Ocorrência de Diatraea saccharalis (Lepidoptera; Pyralidae) em plantações de cana-de-açúcar (Magnoliophyta; Poaceae) em diferentes localidades, no município de Paraty (RJ). Ciência et Praxis v. 2, n. 4. 2009.

STACKE, R.F.; GUEDES, J.V.C.; STEFANELO, L.S.; TOMAZI, B.R.; BOSCHETTI, M.J.; GAGLIARI, D.; ARNEMANN, J.A. Ocorrência e Infestação de Diatrea Saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Cambidae) em saldo do jacuí-RS. Disponível em: < http://www.unifra.br/eventos/sepe2012/Trabalhos/6843.pdf >. Acesso em: 01 Outubro 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-334

Refbacks

  • There are currently no refbacks.