Análise comparativa no torneamento do aço inox aisi 304 utilizando diferentes métodos de aplicação de fluido / Comparative analysis in turning aisi 304 stainless steel using different fluid application methods

Authors

  • Arthur Eric Bachmann
  • William Luiz Oliveira
  • Sérgio Mateus Brandão

DOI:

https://doi.org/10.34115/basrv4n6-023

Keywords:

Usinagem, Fluido de Corte, Aço Inoxidável, Sustentabilidade.

Abstract

As diversas finalidades que são destinados aos aços inoxidáveis crescem a cada dia. Porém sua utilização é mais indicada em situações onde há químicos corrosivos combinados com esforços mecânicos. O objetivo deste trabalho é determinar as condições de usinagem para a produção de peças em aço inoxidável AISI 304 empregando os métodos de usinagem abundante e a seco. Os métodos utilizados atualmente consomem grande quantidade de fluido de corte e necessitam de um sistema de pressurização. Nesse contexto ressurge a usinagem a seco como opção para economia ou até a eliminação do fluido de corte. Um dos parâmetros para análise da eficácia deste método é a temperatura. Utilizando um sensor de temperatura instalado no porta ferramentas de uma máquina com comando numérico computadorizado e com o auxílio do software Arduino que recebe os dados enviados pelo sensor de temperatura. Diante disso foi feita a leitura e plotados gráficos dos experimentos. Analisou-se que o método de usinagem a seco tem resultados satisfatórios comparados ao método abundante, indicando que há possibilidades de usinagem a seco em larga escala. As vantagens englobam economia de fluido de corte, menor agressão ao meio ambiente e ao operador da máquina, podendo se concluir que o método de usinagem a seco se torna eficiente devido a sua forma sustentável, econômica e sem perca na qualidade superficial.

References

AK S, Stainless Steel Comparator. West Chester, 2015.

A. International, Alloy Digest Sourcebook: Stainless Steels. Materials Park, 2000.

R. Metais, “Rol Metais - AISI 304.” [Online]. Available: http://rolmetais.com/ficheiros/fichas_tecnicas/FT_23_ficha_tecnica_AISI_304_Site.docx.pdf. [Accessed: 13-May-2018].

F. Teixeira Filho, “A utilização de fluido de corte no fresamento do aço inoxidável 15-5PH,” Unesp, 2006.

V. Naves, “Usinagem do aço inoxidável austenístico ABNT 316 UF com aplicação de fluido de corte a alta pressão,” Universidade Federal de Uberlândia, 2013.

D. Peckner and I. . Bernstein, Handbook of Stainless Steels. New York: McGraw-Hill, 1977.

A. Sandvik Coromant, Modern Metal Cutting. Sweden, 1994.

K. Atul P, J. Girish G, and S. Vikas G, “Dry Turning of AISI 304 austenitic stainless steel using AlTiCrN coated insert produced by HPPMS technique,” Procedia Eng., vol. 64, pp. 737–746, 2013.

AB Sandvik Coromant, “Esqueça a alegação de que o aço inoxidável é difícil de usinar,” O Mundo da Usinagem, vol. 1, no. 1, 2001.

W. Gennari and A. . Machado, “Melhorias na usinabilidade dos aços inoxidáveis,” Máquinas e Met., no. 404, pp. 84–98, 1999.

J. Kaminski and B. Alvelid, “Temperature reduction in the cutting zone in water-jet assisted turning,” J. Mater. Process. Technol., no. 106, pp. 68–73, 2000.

L. E. de Â. Sanchez, G. L. Palma, I. Marinescu, D. L. Modolo, L. J. Nalon, and A. E. Santos, “Effect of different methods of cutting fluid application on turning of a difficult-to-machine steel (SAE EV-8),” J. Eng. Manuf., pp. 220–234, 2012.

R. P. Zeilmann, B. Fernando M, and S. Vania, “PROCESSOS DE USINAGEM E RESPONSABILIDADE AMBIENTAL ATRAVÉS DA REDUÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE FLUIDOS DE CORTE,” Universidade de Caxias do Sul.

S. P.S and N. B.K.A, “Dry Machining: Machining os the future,” J. Mater. Process. Technol., vol. 101, 2000.

K. F, K. T, G. K, F. R, Z. V, P. M, and E. G, “Improved Cutting Processes with Adapted Coating Systems,” Lab. Mach. Tools Prod. Eng., 1998.

K. F and E. G, “Dry Cutting,” CIRP Ann., vol. 46, no. 2, pp. 519–526, 1997.

N. A. Abukhshim, P. T. Mativenga, and M. A. Sheikh, “Investigation of heat partition in high speed turning of high strength alloy steel,” Int. J. Mach. Tools Manuf., vol. 45, 2005.

D. O’Sullivan; and C. M, “Temperature measurement in single point turning,” J. Mater. Process. Technol., vol. 118, pp. 301–308, 2001.

R. Komanduri and Z. B. Hou, “A review of the experimental techniques for the measurement of heat and temperatures generated in some manufacturing processes and tribology,” Tribol. Int., vol. 34, 2001.

A. . Machado, A. . Abrão, R. T. Coelho, and M. B. da Silva, Teoria da Usinagem dos Materiais, 2nd ed. São Paulo: Blucher, 2011.

A. R. Machado, R. T. Coelho, A. M. Abrão, and M. B. da; Silva, Teoria da Usinagem dos Materiais. São Paulo: Editora Edgard Blucher, 2009.

Published

2020-11-26

Issue

Section

Artigos originais