Uma análise do cenário do transporte ferroviário de cargas / An analysis of the rail freight scenario

Authors

  • Pablo Roberto Sgrott
  • Elisete Santos da Silva Zagheni

DOI:

https://doi.org/10.34115/basrv4n6-048

Keywords:

Transporte Ferroviário de Carga, Carga Ferroviária, Trem de Carga.

Abstract

Com o aumento do transporte de mercadorias no mundo, o modo ferroviário vem tendo cada vez mais atenção no Brasil e principalmente no cenário mundial, onde o sistema ganha mais atenção. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é analisar o cenário do transporte ferroviário de cargas, a partir do levantamento bibliográfico, realizar uma análise bibliográfica das contribuições quanto ao transporte ferroviário de cargas e identificar avanços e tendências. Para isso, primeiramente realizou-se uma análise bibliométrica, verificando artigos, autores e principais filiações relacionadas ao foco do estudo e posteriormente realizou-se uma leitura detalha dos artigos definidos como importantes para o tema. Por fim, verificou-se quais são as tendências futuras de avanços no setor ferroviário destinado ao transporte de cargas utilizando os dados obtidos no estudo bibliográfico. Dentre as principais tendências de estudos estão: melhorias na operação de transporte, sustentabilidade e busca por novas tecnologias.

References

ABBASSI, Abderrahman; ALAOUI, Ahmed Elhilali; BOUKACHOUR, Jaouad. Modelling and solving a bi-objective intermodal transport problem of agricultural products. INTERNATIONAL JOURNAL OF INDUSTRIAL ENGINEERING COMPUTATIONS, Marrocos, v. 9, n. 4, p. 439-460, 2018.

AFONSO, M. H. F. et al. Como Contruir Conhecimento Sobre o Tema de Pesquisa?: Aplicação do Processo Proknow-C na Busca de Literatura Sobre Avaliação do Desenvolvimento Sustentável. RGSA, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 47-62, 2011.

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES - ANTT. Transporte Ferroviário de Cargas no Brasil. Disponível em: https://www.antf.org.br/wp-content/uploads/2017/08/Palestra-vilaca-2013-ANTF-Encontro-de-Ferrovias.pdf. Acesso em: 20 mar. 2019.

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES. Estudos e pesquisas para subsidiar o aprimoramento do arcabouço regulatório do transporte ferroviário de passageiros. Disponível em: http://www.antt.gov.br/backend/galeria/arquivos/Produto_94Estudo_de_caso__Alemanha.pdf. Acesso em: 18 mai. 2019.

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES. Ferrovias. Disponível em: http://www.antt.gov.br/ferrovias/index.html. Acesso em: 21 abr. 2019.

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES. Ferroviário. Disponível em: http://www.antt.gov.br/cargas/arquivos_old/Ferroviario.html. Acesso em: 6 mar. 2019.

ANDRADE, F. S. D. Análise bibliométrica da produção científica de pesquisadores e referências de um periódico da engenharia de produção. Dissertação (Mestrado), Porto Alegre, 2012.

APROSOJA. Ferrovias são destaque durante Missão Rússia. Disponível em: http://www.aprosoja.com.br/comunicacao/release/ferrovias-sao-destaque-durante-missao-russia. Acesso em: 12 mai. 2019.

ARAÚJO, Carlos Alberto. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, 2006.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA FERROVIÁRIA. Logística: Trem versus caminhão. Disponível em: https://abifer.org.br/logistica-trem-versus-caminhao/. Acesso em: 7 jun. 2019.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTADORES FERROVIÁRIOS - ANTF. Informações Gerais. Disponível em: https://www.antf.org.br/informacoes-gerais/. Acesso em: 20 mar. 2019.

BENAVIDES, G. R. L; BENAVIDE, R. S. L. Socio-economic benefits for the economic integration of public goods: passenger and cargo train. REICE-REVISTA ELECTRONICA DE INVESTIGACION EN CIENCIAS ECONOMICAS, Nicarágua, v. 6, n. 11, p. 76-86, jan. 2018.

BIBLIODIGITAL UNIJUÍ. O transporte de cargas no Brasil e sua importância para a economia. Disponível em: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/3003/O%20Transporte%20de%20Cargas%20no%20Brasil%20e%20sua%20Import%c3%a2ncia%20para%20a%20Economia.pdf?sequence=1. Acesso em: 19 mar. 2019.

BRICE, Daniel; MARINOV, Marin; RÜGER, Bernhard. A Newly Designed Baggage Transfer System Implemented Using Event-Based Simulations. Urban Rail Transit, Reino Unido, v. 1, n. 4, p. 194-214, 2015.

BRUCKMANN, D. et al. Swiss Split: a holistic approach to the distribution of containers to private sidings. European Transport Research Review, Suiça, v. 8, n. 4, 2016.

BUENO, A F; ALENCAR, L H. The maturity of rail freight Logistics Service Providers in Brazil. Produção, Mato Grosso, v. 26, n. 2, p. 359-372, abr. 2016.

BUREAU OS TRANSPORTATION STATISTICS. Freight Transportation. Disponível em: https://www.bts.gov/. Acesso em: 19 mai. 2019.

BUTKO, T. et al. DEVELOPMENT OF THE METHOD FOR MODELING THE PROPAGATION OF DELAYS IN NON­CYCLIC TRAIN SCHEDULING ON THE RAILROADS WITH MIXED TRAFFIC. Eastern-European Journal of Enterprise Technologies, Ucrânia, v. 1, n. 3, p. 30-39, 2018.

BUTKO, Tetiana; PROKHOROV, Viktor; CHEKHUNOV, Denys. Devising a method for the automated calculation of train formation plan by employing genetic algorithms. Eastern-European Journal of Enterprise Technologies, Ucrânia, v. 1, n. 3, p. 55-61, mar. 2017.

CENTRAL INTELLIGENCE AGENCY. The World Factbook. Disponível em: https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/rs.html. Acesso em: 12 mai. 2019.

CHAN, M. H. T. The Belt and Road Initiative : The New Silk Road: a research agenda. Journal of Contemporary East Asia Studies, China, v. 7, n. 2, p. 104-123, 2019. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/24761028.2019.1580407>. Acesso em: 13 jun. 2019.

CHANG, Sang-hoon; YOUN, Seok-min; KIM, Jung-hoon. A study on a substation static load model including the mobility of a railway load. Transactions of the Korean Institute of Electrical Engineers, Coréia do Sul, v. 64, n. 2, p. 315-323, 2015.

COELHO, D. J. C; VASCONCELOS, A. L. F. D. S; COELHO, H. F. C. Análise Bibliométrica da Produção Científica sobre Balanced Scorecard nos Eventos Nacionais e Internacionais de Contabilidade em 2010-2015. X Seminário UFPE de Ciências Contábeis, Pernambuco, p. 1-15, 2015.

COLAVITE, Alessandro Serrano; KONISHI, Fabio. A matriz do transporte no Brasil: uma análise comparativa para a competitividade. XII SEGeT, Resende, p. 1-12, out./2015. Disponível em: <https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos15/802267.pdf>. Acesso em: 4 mai. 2019.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE - CNT. O Sistema Ferroviário Brasileiro. Disponível em: http://cms.cnt.org.br/Imagens%20CNT/Site%202015/Pesquisas%20PDF/Transporte%20e%20Economia%20%E2%80%93%20O%20Sistema%20Ferrovi%C3%A1rio%20Brasileiro.pdf. Acesso em: 17 abr. 2019.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES E LOGÍSTICA. Modal Ferroviário. Disponível em: https://cnttl.org.br/modal-ferroviario. Acesso em: 2 abr. 2019.

DEDIK, M. et al. Proposal of the measures to increase the competitiveness of rail freight transport in the EU. Nase More, Eslováquia, v. 65, n. 4, p. 202-207, out. 2018.

DNIT. Histórico. Disponível em: https://189.9.128.64/ferrovias/historico/historico.com. Acesso em: 6 mai. 2019.

DOLINAYOVÁ, A. et al. Methodology for the tariff formation in railway freight transport. Nase More, Eslováquia, v. 65, n. 4, p. 297-304, out. 2018.

DRUMMOND, José Augusto. As grandes ferrovias e o capitalismo monopolista nos EUA do século XIX. Topoi, Rio de Janeiro, v. 14, n. 26, p. 179-183, jan. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/topoi/v14n26/1518-3319-topoi-14-26-00179.pdf>. Acesso em: 1 abr. 2019.

ENSSLIN, Leonardo; ENSSLIN, Sandra Rolim; PINTO, H. D. M. Processo de Investigação e Análise Bibliométrica: Avaliação da Qualidade dos Serviços Bancários. RAC, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 325-349, nov. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rac/v17n3/a05v17n3.pdf>. Acesso em: 23 mai. 2019.

GHADERI, Hadi; CAHOON, Stephen; NGUYEN, Hong-oanh. An Investigation into the Non-bulk Rail Freight Transport in Australia. ASIAN JOURNAL OF SHIPPING AND LOGISTICS, Austrália, v. 31, n. 1, p. 59-83, mar. 2015.

HUANG, S. et al. Synchronous control system based on wireless data transmission for 50,000-t heavy-haul trains. SAGE journals, China, v. 10, n. 7, p. 1-9, jul. 2018.

ILOS - ESPECIALISTAS EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN. Transporte ferroviário de carga. Disponível em: https://www.ilos.com.br/web/tag/transporte-ferroviario-de-carga/. Acesso em: 9 mai. 2019.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Transporte ferroviário de carga no Brasil. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&view=article&id=1066:catid=28&Itemid=23. Acesso em: 10 abr. 2019.

ISLAM, D. M. Z. et al. Assessing the impact of the 2011 EU Transport White Paper: a rail freight demand forecast up to 2050 for the EU27. European Transport Research Review, Reino Unido, v. 7, n. 22, p. 1-9, jun./2015.

ISLAM, D. M. Z; RICCI, Stefano; NELLDAL, Bo-lennart. How to make modal shift from road to rail possible in the European transport market, as aspired to in the EU Transport White Paper 2011. European Transport Research Review, Reino Unido, v. 8, n. 18, p. 1-14, jun./2016.

ISLAM, D. M. Z; ZUNDER, Thomas H. Experiences of rail intermodal freight transport for low-density high value (LDHV) goods in Europe. EUROPEAN TRANSPORT RESEARCH REVIEW, Reino Unido, v. 10, n. 2, jun./2018.

JUNIOR, E. D. B; ENSSLIN, Leonardo; ENSSLIN, Sandra Rolim. Seleção e análise de um portfólio de artigos sobre avaliação de desempenho na cadeia de suprimentos. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, v. 7, n. 1, p. 113-125, 2012.

JÚNIOR, M. B. M. D. S; MELO, M. S. T. D; SANTIAGO, Maria Eliete. A análise de conteúdo como forma de tratamento dos dados numa pesquisa qualitativa em Educação Física escolar. Movimento, Porto Alegre, v. 16, n. 3, p. 31-49, 2012.

KIM, J; GO, S. Impact of railroads on local economies: Evidence from U.S. history. Journal of Distribution Science, Coréia do Sul, v. 15, n. 4, p. 25-32, abr./2017.

KOLÁR, J. Perspectives and potential of the adriatic sea ports. Nase More, República Tcheca, v. 64, n. 3, p. 71-75, nov. 2017.

KOZACHENKO, D. et al. Evaluation of the transition to the organization of freight trains traffic by the schedule. Transport Problems, Ucrânia, v. 11, n. 1, p. 41-48, 2016.

LACERDA, R. T. D. O; ENSSLIN, Leonardo; ENSSLIN, Sandra Rolim. Uma análise bibliométrica da literatura sobre estratégia e avaliação de desempenho. Gestão & Produção, São Carlos, v. 19, n. 1, p. 59-78, jun./2012.

LI, G. Geographic information system aimed at understanding the actual situation of freight transport. Quarterly Report of RTR, Japão, v. 58, n. 2, p. 113-118, mai. 2017.

LIANG, Xiao-hong; JOHNSON, Daniel. Parcels and mail by high speed rail: A comparative analysis of Germany, France and China. Journal of Rail Transport Planning & Management, Reino Unido, v. 6, n. 2, p. 77-88, mai./2016.

LIN, B. et al. A study of the car-to-train assignment problem for rail express cargos in the scheduled and unscheduled train services network. PLOS ONE, China, v. 13, n. 10, p. 1-18, out. 2018.

LIZBETIN, J; PONICKÝ, J; ZITRICKÝ, V. The throughput capacity of rail freight corridors on the particular railways network. Nase More, República Tcheca, v. 63, n. 3, p. 161-169, jul. 2016.

LUCIAN, Rafael. Repensando o uso da escala Likert: tradição ou escolha técnica?. Revista Brasileira de Pesquisas de Marketing, Opinião e Mídia, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 12-28, jan. 2016.

MA, C; LAUTALA, P T. Railway education today and steps toward global education. 2011 Joint Rail Conference, China, v. 1, n. 1, p. 531-540, mar. 2011.

MARQUEZ, Luis. The Colombian railways: 4 recurring subjects in the literature. ESTUDIOS GERENCIALES, Colômbia, v. 33, n. 143, p. 187-194, 2017.

MARTINIS, V. D. et al. Feedforward Tactical Optimization for Energy-Efficient Operation of Freight Trains: The Swiss Case. TRANSPORTATION RESEARCH RECORD, Suiça, v. 2672, n. 10, p. 278-288, dez. 2018.

MASEK, J. et al. PROPOSAL AND APPLICATION OF METHODOLOGY OF REVITALISATION OF REGIONAL RAILWAY TRACK IN SLOVAKIA AND SERBIA. PART 2: STATE OF REGIONAL TRANSPORT IN SLOVAKIA AND SERBIA. TRANSPORT PROBLEMS, Eslováquia, v. 10, n. 4, p. 107-119, 2015.

MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA. Transporte Ferroviário. Disponível em: http://www.transportes.gov.br/ultimas-noticias/52-sistema-de-transportes/2849-transporte-ferroviario.html. Acesso em: 28 mar. 2019.

MINISTÉRIO DA INFRAESTRUTURA. Transporte ferroviário de cargas no Brasil cresce 30% em 10 anos. Disponível em: http://transportes.gov.br/ultimas-noticias/5004-transporte-ferrovi%C3%A1rio-de-cargas-no-brasil-cresce-30-em-10-anos.html. Acesso em: 16 abr. 2019.

MOLNAR, V. et al. Selection and allocation of a warehouse linked to reloading terminal and seaport. Nase More, Eslováquia, v. 65, n. 4, p. 169-173, out. 2018.

NASTARI, Plínio M. A Integração Ferroviária da China com a Europa. Mercado & Negócios, São Paulo, 2017.

O BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO - BNDES. Ferrovias de carga brasileiras: Uma análise setorial. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/14136/2/BNDES-Setorial-46_Ferrovias_P.pdf. Acesso em: 15 mai. 2019.

O BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO. As ferrovias no transporte de cargas brasileiro. Disponível em: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/conhecimento/noticias/noticia/ferrovias. Acesso em: 21 mar. 2019.

PETRI, Massimiliano; PRATELLI, Antonio; FUSCO, Giovanni. Data Mining and Big Freight Transport Database Analysis and Forecasting Capabilities. TRANSACTIONS ON MARITIME SCIENCE-TOMS, Itália, v. 5, n. 2, p. 98-99, out. 2016.

PIN, G. G. et al. Logística Ferroviária: Utilização da malha ferroviária no estado do Espírito Santo e as situações de seguridades vividas no estado. Revista Científica da FACCACI, Espírito Santo, v. 3, n. 2, p. 18-31, jul. 2018. Disponível em: <http://revistacientifica.faccaci.edu.br:8090/ojs/index.php/teste/article/view/41/39>. Acesso em: 7 mar. 2019.

PORTER, Alan L. How "tech mining" can enhance R&D management. Research Technology Management, EUA, v. 50, n. 2, p. 15-20, 2007.

REVISTA FERROVIÁRIA. Ferrovias de volta aos trilhos. Disponível em: http://www.revistaferroviaria.com.br/detalhe-noticias.asp?InCdMateria=29584&InCdEditoria=2. Acesso em: 11 mai. 2019.

RFI - AS VOZES DO MUNDO. Por que o Brasil abandonou os trens e as ferrovias?. Disponível em: http://br.rfi.fr/brasil/20180606-por-que-o-brasil-abandonou-os-trens-e-ferrovias. Acesso em: 7 jun. 2019.

ROQUEL, K. I. D; FILLONE, Alexis; YU, Krista Danielle. CO-BENEFIT ASSESSMENT OF LOGISTICS OPTIMIZATION PROGRAMS: THE CASE OF THE PHILIPPINE GREATER CAPITAL REGION. INTERNATIONAL JOURNAL OF GEOMATE, Itália, v. 15, n. 48, p. 121-128, ago./2018.

SANTOS, R. N. M; ALCÂNTARA-ELIEL, Regiane; ELIEL, Ocar. A ciência e o novo estado do conhecimento: a contribuição da ciência da informação. Ci.Inf., Florianópolis, v. 11, n. 22, p. 16-29, 2006.

SANTOS, Sílvio Dos. Transporte Ferroviário: Histórias e Técnicas. 1. ed. Rio de Janeiro: Cengage Learning, 2011. p. 1-264.

SARUCHERA, Fanny. Rail freight transportation concerns of developing economies: A Namibian perspective. JOURNAL OF TRANSPORT AND SUPPLY CHAIN MANAGEMENT, Namíbia, v. 11, n. 1, p. 1-1, mai. 2017.

SICILIANO, G. et al. Adapted cost-benefit analysis methodology for innovative railway services. EUROPEAN TRANSPORT RESEARCH REVIEW, Itália, v. 8, n. 4, p. 1-1, dez./2016.

SIMHA, P. Inter-modal shifts and sustainability: Call for freight transport privatization in the Indian Railways. Periodica Polytechnica Transportation Engineering, Hungria, v. 44, n. 3, p. 187-192, 2016.

SOUZA, J. T. D; FRANCISCO, A. C. D. Avaliação de desempenho sustentável usando mineração de dados: uma análise bibliométrica. Brazilian Applied Science Review, Curitiba, v. 2, n. 7, p. 2255-2264, dez./2018. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BASR/article/view/639/537. Acesso em: mar. 2019.

SPUTNIK BRASIL. Gigante ferroviária russa vê America Latina como região muito promissora. Disponível em: https://br.sputniknews.com/russia/201710189617998-transmashholding-ferroviaria-russa-america-latina-cooperacao-foto-video/. Acesso em: 12 mai. 2019.

TELLES, P. C. S. História da engenharia ferroviária no Brasil. Rio de Janeiro: Notícia e Cia., 2011

THE WALL STREET JOURNAL. Boom Times on the Tracks: Rail Capacity, Spending Soar. Disponível em: https://www.wsj.com/articles/SB10001424127887324034804578348214242291132. Acesso em: 1 abr. 2019.

URBIZAGASTEGUI, Ruben. A produtividade dos autores sobre a Lei de Lotka. Ci. Inf., Brasília, v. 37, n. 2, p. 87-99, 2008.

VASCONCELOS, A. M. D. Dimensões e componentes de análise para avaliação da qualidade em serviços turísticos no Brasil. Projeto de qualificação (Doutorado), Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 1-80, 2014.

WENKE, Rodney; JUNGES, Ivone. Mensuração do economic value added em empresa de transporte ferroviário de cargas. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 4, n. 5, p. 2226-2240, jun./2018. Disponível em: <http://brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/249/209>. Acesso em: 10 abr. 2019.

WIEGMANS, Bart; BEHDANI, Behzad. A review and analysis of the investment in, and cost structure of, intermodal rail terminals. TRANSPORT REVIEWS, Holanda, v. 38, n. 1, p. 33-51, 2018.

WOODBURN, Allan. An analysis of rail freight operational efficiency and mode share in the British port-hinterland container market. TRANSPORTATION RESEARCH PART D-TRANSPORT AND ENVIRONMENT, Reino Unido, v. 51, n. 1, p. 190-202, mar. 2017.

WOODBURN, Allan. An empirical study of the variability in the composition of British freight trains. JOURNAL OF RAIL TRANSPORT PLANNING & MANAGEMENT, Reino Unido, v. 5, n. 4, p. 294-308, dez. 2015.

WOODBURN, Allan. The impacts on freight train operational performance of new rail infrastructure to segregate passenger and freight traffic. JOURNAL OF TRANSPORT GEOGRAPHY, Reino Unido, v. 58, n. 1, p. 176-185, jan. 2017.

WRIGHT, J. T. C; SPERS, Renata Giovinazzo. O país no futuro: aspectos, metodológicos e cenários. Estudos Avançados, São Paulo, v. 20, n. 56, p. 13-28, 2006.

ZHANG, Hongliang; YANG, Jing; YANG, Taoyuan. Multiobjective Optimization Model for Profile Design of Hump Distributing Zone. Mathematical Problems in Engineering, China, v. 2017, n. 2017, p. 1-11, dez. 2017.

Published

2020-12-16

Issue

Section

Artigos originais