Ensino de ciências por investigação e aulas de acompanhamento pedagógico: análise do processo de aprendizagem de um grupo de estudantes do ensino fundamental / Teaching of research sciences and pedagogical accompaniment classes: analysis of the learning process of a group of elementary students

Authors

  • Isabella Guedes Martinez
  • Elias Batista dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.34115/basrv3n3-010

Keywords:

ensino de Ciências por investigação, estudantes do ensino fundamental II, experimentos.

Abstract

O presente trabalho se insere no contexto do ensino de Ciências por investigação, em que a interação e a colaboração são consideradas como sendo essenciais. Dessa maneira, em consonância com a perspectiva do ensino de Ciências por investigação, defendemos que o processo de ensino-aprendizagem é relacional e, de maneira recursiva e interdependente, pode se constituir como favorecedor do processo de aprendizagem e do desenvolvimento humano tanto na perspectiva do indivíduo quanto na perspectiva do grupo de trabalho em que está inserido. Ao elaborar a presente investigação, nosso objetivo foi analisar o processo de aprendizagem desenvolvido pelo grupo de estudantes que se voluntariou em participar de uma ação pedagógica inspirada nos princípios do ensino de ciências por investigação. Para tanto, utilizamos o espaço-tempo de uma instituição escolar que trabalha com metodologias ativas em seu cotidiano pedagógico. Com o intuito de favorecer a produção de subsídios empíricos pelos participantes, foram utilizados dinâmicas conversacionais e a construção de um portfólio por parte dos integrantes do grupo de trabalho. Os resultados indicaram que a utilização dos princípios do ensino de Ciências por investigação, no contexto da sala de aula, pode se constituir como um espaço-tempo em que os estudantes exercitam a autonomia, o protagonismo e a criatividade em seu processo de aprendizagem.

 

References

BACICH, Lilian. MORAN, José (Orgs.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática [recurso eletrônico]. Porto Alegre: Penso, 2018. e-PUB.

BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (Org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

BAPTISTA, M. L. M. Concepção e implementação de atividades de investigação: um estudo com professores de física e química do ensino básico (Dissertação de doutoramento), 2010.

BARBOSA, E. & MOURA, D. Metodologias ativas de aprendizagem na educação profissional e tecnológica. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n.2, p.48-67, maio/ago. 2013. Disponível em www.senac.br/media/42471/os_boletim_web_4.pdf

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Tradução Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CARVALHO, A. M. P. Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

CARRANO, P. Juventude e participação no Brasil: interdições e possibilidades. Democracia Viva, 30, 3-05, 2006.

FREIRE, P. R. N. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 16ª ed. 2009.

GONZÁLEZ REY, F. L. O social na psicologia e a psicologia social: a emergência do sujeito. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

GONZÁLEZ REY, F. L. A imaginação como produção subjetiva: as ideias e os modelos de produção intelectual. In: Albertina Mitjáns; Patricia Alvarez. (Org.). O sujeito que aprende: diálogo entre a psicanálise e o enfoque histórico-cultural. 1ed.Brasília: Liber Livro, 2014, v., p. 35-62.

GONZÁLEZ REY, F. L.; MITJÁNS MARTÍNEZ, A. Subjetividade: teoria, epistemologia e método. Campinas: Alínea, 2017.

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: Um novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012. p. 15-25.

MITJÁNS MARTÍNEZ, A. Criatividade, personalidade e educação. Campinas: Papirus, 1997.

MITJÁNS MARTÍNEZ, A.; GONZÁLEZ REY, F. L. Psicologia, Educação e Aprendizagem Escolar: avançando na contribuição da leitura cultural–histórica. São Paulo: Cortez, 2017.

POZO, J. I.; CRESPO, M. A. G. A aprendizagem e o ensino de ciências: Do Conhecimento Cotidiano ao Conhecimento Científico. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

TACCA, M. C. V. R.; GONZÁLEZ REY, F. L. Produção de sentido subjetivo: as singularidades dos estudantes no processo de aprender. Psicologia: ciência e profissão, v. 28, n. 1, p. 138-161, 2008.

VICENTIN, J., SANTOS, S. A. Ciências: o ensino do conceito de pressão a partir de uma abordagem integradora, com o apoio de mapas conceituais, diagramas adi (atividades demonstrativo-interativas) e experimentos alternativos no 9º ano do ensino fundamental. Aprendizagem Significativa em Revista/Meaningful Learning Review – V5(1), pp. 75-100, 2015.

Published

2019-07-01

Issue

Section

Artigos originais