Formação dos professores de ciências naturais: reflexões sobre inclusão escolar / Training of teachers of natural sciences: reflections on school inclusion

Authors

  • Airton dos Reis Pereira
  • Mírian Rosa Pereira
  • Kleylson Lima das Virgens
  • Shirlei Dias Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.34115/basr.v2i2.441

Keywords:

Formação de Professores, Inclusão Escolar, Materiais Didáticos Acessíveis.

Abstract

O presente trabalho apresenta uma discussão sobre a formação dos professores de Ciências Naturais voltada para educação inclusiva. Neste contexto, a prática docente que subsidia o fazer pedagógico na construção de conhecimento para alunos com deficiência, de maneira que se torne imprescindível a formação inicial e continuada, sendo estas as bases de sustentação à formação humana, garantia de direito, considerando-se os elementos acessíveis ao conteúdo, ao ensino e à aprendizagem na área de ciências. Tem-se como intuito, apresentar as contribuições para formação dos professores da área de ciência naturais no processo de inclusão educacional, bem como, as reflexões como um contraponto em relação às atividades desenvolvidas na perspectiva inclusiva. Para tanto, o estudo está fundamentado em uma metodologia de referência bibliográfica, com análise de entrevistas e produção de materiais didáticos realizados pelos professores participantes, da rede pública de Marabá/PA, do projeto de pesquisa “Saberes e práticas da formação docente: da avaliação da educação inclusiva à produção de materiais didáticos destinados às pessoas com deficiência”, da Universidade do Estado do Pará, Campus VIII/Marabá. Os resultados obtidos apontam fragilidade e inexistência de formação docente que atendam às especificidades da educação especial. Desta forma, é possível dizer que o currículo da formação docente, desenhado pelo Estado, não contempla a singularidade do cenário educacional e, diante dessa realidade, os encontros formativos do Projeto de Pesquisa consolidaram-se, entre os professores, como possibilidade de superação das lacunas deixadas durante a formação inicial e escassez de materiais apropriados para ensino dos alunos com deficiência, caracterizando-se, com isso, uma formação continuada.

References

BRASIL. Decreto Nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2009/decreto-6949-25-agosto-2009-590871-publicacaooriginal-115983-pe.html> Acesso em: 16/05/2017.

DINIZ, Debora. BARBOSA, Lívia; SANTOS, Wederson. Deficiência, direitos humanos e justiça. In. DINIZ, Debora; SANTOS, Wederson. Deficiência e discriminação. Brasília: LetrasLivres: EdUnB, 2010.

SALGADO, Simone da Silva. Inclusão e Processos de Formação. In. SANTOS, Mônica Pereira dos; PAULINO, Marcos Moreira. Inclusão em educação: culturas, políticas e práticas. São Paulo: Cortez, 2008.

SANTOS, Júlio Maia F. dos. Dimensões e diálogos de exclusão: um caminho para inclusão. In. SANTOS, Mônica Pereira dos; PAULINO, Marcos Moreira. Inclusão em educação: culturas, políticas e práticas. São Paulo: Cortez, 2008.

SILVA, Kátia Regina Xavier da. Expressão da criatividade na prática pedagógica e a luta pela inclusão em educação: tecendo relações. In. SANTOS, Mônica Pereira dos; PAULINO, Marcos Moreira. Inclusão em educação: culturas, políticas e práticas. São Paulo: Cortez, 2008.

TRIVIÑOS, Antônio. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

Published

2018-09-05

Issue

Section

Artigos originais