Crescimento dos mestrados profissionais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) / Growth of professional masters at the Federal University of Santa Catarina (UFSC)

Authors

  • Sabrina Fonseca de Conto
  • Rogério da Silva Nunes

DOI:

https://doi.org/10.34115/basr.v2i4.534

Keywords:

Mestrado profissional. Universidade Federal de Santa Catarina. Pós-graduação. Formação de nível superior.

Abstract

O Mestrado Profissional é uma modalidade de Pós-Graduação stricto sensu voltada para a capacitação de profissionais, mediante o estudo de técnicas, processos, ou temáticas que atendam a alguma demanda do mercado de trabalho. Este artigo tem como objetivo analisar o crescimento dos Mestrados Profissionais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Investiga os Mestrados Profissionais no Brasil desde a publicação do Parecer n° 977/65, do Conselho Nacional de Educação (CNE). Utiliza como procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica, exploratória, com abordagem qualitativa e elementos de estudo de caso. Os resultados apresentam que o número de cursos de Mestrados Profissionais na UFSC aumentou consideravelmente a partir de 2009 e representam hoje 24% do total de cursos de mestrado da instituição, contando com 515 alunos regularmente matriculados no último ano. Por fim, é possível concluir que este aumento ocorreu após a caracterização do Mestrado Profissional, a partir da publicação da Portaria Normativa MEC Nº 17, de 28 de dezembro de 2009 e que o número de alunos matriculados nos cursos de Mestrado Profissional na UFSC mais que dobrou nos últimos cinco anos.

References

BALBACHEVSKY, E. A pós-graduação no Brasil: novos desafios para uma política bem-sucedida. In: BROCK, C.; SCHWARTZMANN, S. Os desafios da educação no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

BARROS, E. C. de; VALENTIM, M. C.; MELO, M. A. A. O debate sobre o mestrado profissional na Capes: trajetória e definições. RBPG, Brasília, v.2, n.4, p. 124-138, jul.2005.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Parecer nº 977, de 03 de dezembro de 1965. Disponível em:<http://www.capes.gov.br/legislacao/53-conteudo-estatico/servicos/2339-pareceres>. Acesso em: 06 ago. 2017.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Plataforma Sucupira. Disponível em:<https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/>. Acesso em: 28 jul. 2017.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Portarianº 080, de 16 de dezembro de 1998. Dispõe sobre o reconhecimento dos mestrados profissionais e dá outras providências.Disponível em: <http://capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/avaliacao-n/1892015-Portaria-CAPES-080-1998.pdf>. Acesso em: 28 jul. 2017.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Portaria Capes nº 17, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes. Disponível em: https://www.capes.gov.br/legislacao/53-conteudo-estatico/servicos/2340-portarias>. Acesso em: 25 jul. 2017.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Mestrado Profissional: o que é?Brasília, DF: Capes, 2014. Disponível em: <http://capes.gov.br/avaliacao/sobre-a-avaliacao/mestrado-profissional-o-que-e>. Acesso em: 25 jul. 2017.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). MEC institui modalidade de doutorado profissional. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/8328-portaria-institui-doutorado-profissional>. Acesso em: 28 jul. 2017.

______. Ministério da Educação. VPlano Nacional de Pós-Graduação: PNPG 2011-2020. Brasília, DF: Capes, 2010. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/plano-nacional-de-pos-graduacao>. Acesso em: 25 jul. 2017.

FISCHER, T. Mestrado profissional como prática acadêmica.RBPG, v. 2, n. 4, p. 24-29, jul. 2005.Disponível em: <http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/74>. Acessoem: 31 jul. 2017.

FISCHER, T; ANDRADE, C. Opportunities and risks in training managers: a narrative of the Brazilian experience with professional master’s programs.Business Education and Emerging Market Economies: Trends and Prospects Conference, USA, november 7, 2003.

GOLDENBERG, M.A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Record, 1999.

NECKEL, Roselane; KÜCHLER, Alita Diana Corrêa (Org.). UFSC 50 anos: trajetórias e desafios. Florianópolis: UFSC, 2010. 480 p.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Departamento de Planejamento e Gestão da Informação. Disponível em: <http://dpgi.seplan.ufsc.br/>. Acesso em: 19 ago. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Estrutura UFSC. Disponível em: <http://estrutura.ufsc.br/>. Acesso em: 28 jul. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Pró-Reitoria de Pós-Graduação. Disponível em: <http://propg.ufsc.br/>. Acesso em: 28 jul. 2017.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 14. ed. São Paulo: Atlas, 2013. 94 p.

Published

2018-10-01

Issue

Section

Artigos originais