Vendas no varejo eletrônico (via internet) no Brasil antes e depois da popularização dos smartphones / Sales in electronic retail (via internet) in Brazil before and after the popularization of smartphones

Authors

  • Daiane Rodrigues dos Santos
  • Brena Ramalho Bastos
  • Julia Barreto Gabriel

DOI:

https://doi.org/10.34115/basr.v2i5.543

Keywords:

E-Commerce, Smartphones, Quebra estrutural Brasil

Abstract

Para que o e-commerce ganhasse espaço considerável nas decisões dos consumidores e vendedores brasileiros, o desenvolvimento dos smartphones foi de extrema importância. Para as empresas, o e-commerce proporciona custos reduzidos associados ao alcance de novos clientes, enquanto que para os consumidores, as maiores vantagens estão na comodidade, na possibilidade de comparação de preços e redução de custos. Dessa forma, o e-commerce beneficia todas as partes envolvidas. O objetivo deste artigo é verificar, utilizando o teste de Toda e Yamamoto (1995), se o avanço no acesso à internet via celular e a popularização dos smartphones contribuíram para que o e-commerce se tornasse uma nova prática de negócios. O artigo também analisou se houve mudança no padrão das vendas no comércio eletrônico brasileiro no período em que os smartphones tornaram-se populares no mundo todo. Para tal avaliação utilizamos o teste de quebra estrutural elaborado por Zeileis et al. (2003). Os resultados dos testes sugerem que as variáveis podem estar relacionadas e que houve quebras estruturais sequenciais nas séries analisadas. Portanto, o advento do smartphone, em conjunto com o aprimoramento das tecnologias e o aumento no volume de acesso à internet via aparelhos móveis, podem ter contribuído para a mudança no volume do e-commerce brasileiro nos últimos anos.

References

BAI, Jushan; PERRON, Pierre. Computation and analysis of multiple structural change models. Journal of applied econometrics, v. 18, n. 1, p. 1-22, 2003.

BECKER, Annie. Ed. Electronic Commerce: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications. IGI global, 2007.

CARVALHO, Marcelo Sávio Revoredo Menezes (2006). A trajetória da Internet no Brasil: do surgimento das redes de computadores à instituição dos mecanismos de governança. Unpublished Estudos de Ciência e Tecnologia no Brasil, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

COSTA, Fabiano Leite. "Comércio eletrônico: hábitos do consumidor na internet." Pedro Leopoldo: Fipel. 2009.

COUTINHO, Gustavo Leuzinger. A era dos smartphones: um estudo exploratório sobre o uso dos smartphones no Brasil. 2015.

DESHMUKH, Sujata P.; DESHMUKH, Prashant; THAMPI, G. Transformation from E-commerce to M-commerce in Indian Context. International Journal of Computer Science Issues, 2013, 10.4. P. 55-60.

E-COMMERCE RADAR 2017. Disponível em < http://neomove.com.br/ftpUpload/uploads/E-book_Atlas_E-commerce_Radar_Consolidado2017.pdf> Acesso em: 4 mai. 2018.

EVANS, Dave. A Internet das Coisas: como a próxima evolução da Internet está mudando tudo. CISCO IBSG, 2011.

FOCHEZATTO, Adelar; KOSHIYAMA, Daniel; ALENCASTRO, Denilson. Testando relações de causalidade entre comércio externo e crescimento econômico em países da América Latina: Evidências de dados em painel e séries temporais. Revista Economia, v.11, n. 3, p. 597-629, Brasília, 2010.

FUTURE OF E-COMMERCE: UNCOVERING INNOVATION. 2015. Disponível em < https://www2.deloitte.com/content/dam/Deloitte/in/Documents/technology-media-telecommunications/in-tmt-future-of-e-commerce-noexp.pdf > Acesso em: 9 jan. 2018.

GOMES, Helton Simões: “Venda de smartphone supera a de celular tradicional pela 1ª vez no Brasil”; Disponível em http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/08/venda-de-smartphone-supera-de-celular-tradicional-pela-1-vez-no-brasil.html Acesso em: 3 mai. 2018

KOHN, Karen; MORAES, Cláudia Herte. O impacto das novas tecnologias na sociedade: conceitos e características da Sociedade da Informação e da Sociedade Digital. In: XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2007.

LESSA, Rodrigo Barcelos. Estudo sobre a Internet Móvel e o m-commerce (Doctoral dissertation, Universidade Luterana do Brasil), 2001.

LOTUFO, Larissa: “Tendências para o comércio digital em 2017”. Disponível em: https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/tendencias-e-commerce-2017/ Acesso em: 4 maio. 2018.

MENDES, Laura Zimmermann Ramayana. E-commerce: origem, desenvolvimento e perspectivas, 2013.

MONTEIRO, Antônio. Escolha seu .com. 1. Ed – São Paulo: Brasport, 2005

MORRONE, H. A demanda e a lucratividade estimulam a acumulação de capital? Uma análise de casualidade de Granger para o Brasil. 19 f. Texto para Discussão. Faculdade de Ciências Econômicas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

SEBRAE: E-COMMERCE BRASIL. Disponível em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/7795e88474cdbf86f6669e3dc204d7a4/$File/5762.pdf Acesso em: 4 mai. 2018

SHIKIDA, Cláudio; PAIVA, Guilherme Leite; JUNIOR, Ari Francisco Araújo. Análise de quebras estruturais na série do preço do boi gordo no Estado de São Paulo. Economia Aplicada, 2016, P. 20.2: 265-286.

SINGH, Prashant. WHAT’S NEXT IN E-COMMERCE: understanding the omnichannel consumers. 2017. Disponível em <http://www.nielsen.com/content/dam/nielsenglobal/vn/docs/Reports/2017/Whats%20next%20in%20e-commerce%20report_oct2017_FINAL.pdf > Acesso em: 9 jan. 2018.

TEIXEIRA, Tarcísio. Comércio eletrônico conforme o marco civil da internet e a regulamentação do e-commerce no Brasil. São Paulo: Saraiva, 2015.

TODA, H.; YAMAMOTO, T.; Statistical inference in vector autoregressions with possibly integrated processes. Journal of Econometrics, v. 66, Issues 1–2, p. 225-250, 1995.

VISSOTTO, Elisa Maria; BONIATI, Bruno Batista. Comércio eletrônico. 2013.

ZEILEIS, Achim; CHRISTIAN, Kleiber; WALTER, Krämer; KURT, Hornik. Testing and dating of structural changes in practice. Computational Statistics & Data Analysis 44, no. 1 109-123. 2003.

Published

2018-10-02

Issue

Section

Artigos originais