Avaliação do impacto sobre a saúde humana ocasionado por obras de macrodrenagem do Igarapé Tucunduba, Belém/PA / Impact assessment on human health from macrodrenage works of Igarapé Tucunduba, Belém/PA

Authors

  • Marcos Vinicius da Silva Rebêlo
  • Rafaela Peres
  • Cinthya Karen Assunção do Rosário Duarte
  • Francisca Nara da Conceição Moreira
  • Mateus da Silva Rebêlo
  • Jorge Fernando Hungria Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.34115/basr.v2i5.573

Keywords:

Macrodrenagem, saneamento, saúde pública.

Abstract

Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência de uma obra de macrodrenagem nos índices de saúde pública da população que vive as margens do igarapé Tucunduba no município de Belém do Pará, bem como avaliar a ocorrência de doenças na população que vive as margens do igarapé Tucunduba e se o avanço de uma obra de macrodrenagem na bacia melhorou o bem-estar físico mental e social da população. Para o estudo foram utilizados dados de saúde pública e saneamento anterior ao projeto de saneamento integrado da bacia do Tucunduba e comparados com dados de saúde e saneamento após a conclusão da primeira etapa do projeto, onde já temos a conclusão de aproximadamente metade do total do projeto, foram realizadas também visitas ao campo com o objetivo de investigar e fazer  o registro fotográfico e aplicação de questionário acerca de doenças que acometem a população que vive as margens deste igarapé,a partir da análise realizada, observou-se que as mesmas doenças continuam a ser contraídas pela população em proporções semelhantes ao registrado anteriormente as obras, contribuíram para esse resultado a conclusão de somente metade do projeto de macrodrenagem e os hábitos especialmente de crianças de tomar banhos e utilizar o igarapé Tucunduba como área de lazer. Apesar da diminuição das enchentes ao longo da bacia, que pode ser atribuído às obras de macrodrenagem, grande parte dos moradores afirma que se fazem necessárias obras nos demais cursos d’água que contribuem no igarapé Tucunduba, se faz presente também à falta de lugares para o lazer especialmente das crianças e a falta de campanhas de educação ambiental para parte da população voltada especialmente acerca da disposição inadequada dos resíduos sólidos.

References

AGUIAR, S A. de. Degradação socioambiental: um estudo sobre a população residente na proximidade da foz do igarapé Tucunduba (Belém – Pará). 2000. 45f. Monografia (Especialização em Educação Ambiental) – Núcleo de Meio Ambiente (NUMA), Universidade Federal do Pará, Belém, 2000.

BELÉM. Prefeitura Municipal de Belém. Indicadores da cidade de Belém. SEGEP. Belém, 2001.

Censo 2010. Disponível em: <http://censo2010.ibge.gov.br/>. Acesso em 06 jun. 2016. HELLER, L.; COLOSIMO, E.A.; ANTUNES, C.M. de F. Evironmental sanitation conditions and health impact: a case-control study. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v.36.

NASCIMENTO, N. O. ; HELLER, L. Ciência, tecnologia e inovação na interface entre as áreas de recursos hídricos e saneamento. Engenharia Sanitária e Ambiental, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 36-48, 2005.

PAES, N.A. ; SILVA, L. A. A.. Doenças infecciosas e parasitárias no Brasil: uma década de transição. Revista Pan-Americana de Salud Publica, v.6, n.2, 1999.

SEROA DA MOTTA, R., REZENDE, L. The impact of sanitation on waterborne deseases in Brazil. In: May, P. H. (ed.). Natural Resource valuation and policy in Brazil: methods and cases. Columbia University Press, 1999.

TUCCI, C.E.M.; MARQUES, D.M.L.M. Avaliação e Controle da Drenagem Urbana. Porto Alegre. Editora ABRH, 1a edição: 2001 vol. 2, p. 548.

TUCCI, Carlos E. M et al. Drenagem Urbana. ABRH. Editora Universitária. UFRGS. 1995. Reimpressão 2015.

WHO (World Health Organization), 1996. Guidelines for Drinking-Water Quality. Geneva: WHO.

Published

2018-10-10

Issue

Section

Artigos originais