Promoção da saúde de pacientes hipertensos: uma revisão integrativa / Health promotion of hypertensive patients: an integrative review

Authors

  • Samyra Maria Lima Sampaio Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Iasmin Belém Silva
  • Cícera Alves de Luna
  • Jéssica Freire Rangel
  • Perla Guimarães Feitosa
  • Fátima Dayanne Wirtzbiki Ferreira
  • Elisabeth Soares Pereira da Silva
  • Joanacele Gorgonho Ribeiro Nobrega
  • Carmelita Maria Silva Sousa
  • Arianna Natália Nogueira Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-097

Keywords:

Enfermagem, Promoção da saúde, Educação em saúde, Hipertensão.

Abstract

Objetivo: Realizar uma revisão na literatura vigente sobre promoção da saúde de pacientes hipertensos. Método: A busca dos estudos foi realizada de forma ampla através do acesso nas bases de dados (MEDLINE), (LILACS), (SCIELO), SCIENCEDIRECT e Banco de dados em Enfermagem. O levantamento foi efetuado a partir dos seguintes Descritores em Ciências da Saúde (DeCS): “Enfermagem”, “Promoção da saúde”, “Educação em saúde” e “Hipertensão”, pesquisadas isoladas e combinadas com o operador booleano "AND". Resultados: A prática de educação em saúde deve ser realizada nos mais variados contextos. A educação em saúde deve envolver os mais variados temas que podem englobar desde o tipo de alimentação que o paciente deve adotar, assim como estilo de vida de uma maneira geral e tratamento farmacológico, pois a não aderência a medicação é um dos fatores que podem prejudicar de maneira importante o modo como o paciente lida com a doença. Vários instrumentos podem ser usados para a promoção da saúde de pacientes hipertensos. Considerações finais: O profissional pode trabalhar de maneira multiprofissional para alcançar os objetivos propostos permitindo maior objetividade e assertividade nas condutas realizadas, fazendo com que o processo de promoção da saúde de pacientes com doenças crônicas acontece de maneira efetiva.

References

ALMEIDA, E. R. et al. A prática da educação em saúde na percepção dos usuários hipertensos e diabéticos. Saúde em Debate, v. 38, n. 101, p. 328–337, 2014.

MACHADO, J. C. et al. Análise de três estratégias de educação em saúde para portadores de hipertensão arterial. Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n. 2, p. 611–620, fev. 2016.

MELO, L. P. DE. Análise biopolítica do discurso oficial sobre educação em saúde para pacientes diabéticos no Brasil. Saúde e Sociedade, v. 22, n. 4, p. 1216–1225, dez. 2013.

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C.; GALVÃO, C. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidencias na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Efer, v. 17, n. 4, p. 758–64, 2008.

PINAFO, E.; NUNES, E. DE F. P. DE A.; GONZÁLEZ, A. D. A educação em saúde na relação usuário-trabalhador no cotidiano de equipes de saúde da família. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 7, p. 1825–1832, jul. 2012.

POMPEO, D. A.; ROSSI, L. A.; GALVAO, C. M. Revisão integrativa: etapa inicial do processo de validação de diagnóstico de enfermagem. Acta Paul Enferm, v. 22, n. 4, p. 434–8, 2009.

RADIGONDA, B. et al. Avaliação do acompanhamento de pacientes adultos com hipertensão arterial e ou diabetes melito pela Estratégia Saúde da Família e identificação de fatores associados, Cambé-PR, Brasil, 2012. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 25, n. 1, p. 1–10, jan. 2016.

SANTOS, F. P. DOS A. et al. Práticas de cuidado da enfermeira na Estratégia Saúde da Família. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, n. 6, p. 1124–1131, dez. 2016.

FERREIRA, E. A. et al. Abandono ao tratamento anti-hipertensivo em idosos: conhecendo seus condicionantes. Rev. enferm. UFPE on line, p. 118–125, 2019.

SOARES, D. S. et al. Perfil de saúde dos homens atendidos em estratégias de saúde da família. J. Health NPEPS, p. 552–565, 2018.

Published

2021-03-12

Issue

Section

Original Papers