Perfil epidemilogico de adolescentes que desenvolveram estrias e sua relação com o processo de depressão/ansiedade/ Epidemilogical profile of adolescents who developed stretch marks and their relationship with the process of depression/anxiety

Authors

  • Tâmilly Grubba Pinheiro
  • Gabriella Soares de Souza

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-264

Keywords:

Adolescência, estrias e depressão.

Abstract

Objetivos: Ao analisar que as estrias são uma atrofia tegumentar adquirida devido ao rompimento das fibras elásticas associada as alterações hormonais comuns na adolescência e pré-adolescência. Realizou-se um levantamento epidemiológico do número de casos de adolescentes com estrias que buscam por tratamento e/ou prevenção na rede pública e privada de saúde, associado com tratamento psicológico.  Métodos: Foi feito um levantamento epidemiológico utilizando como fonte as bases de dados públicas disponibilizadas nos seguintes sites de acesso público: Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), Portal Brasileiro de Dados Abertos, Sistema de Informação de Atenção Básica de Saúde (SIAB) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para facilitar a coleta desses dados, foram analisados especificamente os registros de adolescentes do sexo feminino que se apresentavam na faixa etária dos 13 aos 18 anos e que buscavam métodos para prevenção e/ou tratamento para alterações/distúrbios dermatológicos. Resultados: Foram obtidos 32 cadastros distribuídos de forma aleatória nas bases de dados pesquisadas, os adolescentes apresentavam idade média de 17,7 anos, sendo sempre acompanhado por um responsável, sendo que dos 32 cadastros, 29 foram encaminhadas ao serviço de Psicologia do seu município em função do desenvolvimento de crises de ansiedade, as quais, referiam que o surgimento de estrias poderia prejudicar sua qualidade de vida ou até mesmo limitar seu crescimento profissional. Conclusão: Diante do exposto, evidencia-se que o surgimento de estrias na adolescência e/ou pré-adolescência está intimamente relacionada com surgimento de quadros de depressão e ansiedade, visto que isso ficou mais expressivo na rede pública de saúde, uma vez que, as adolescentes acreditam que é necessário haver uma perfeição em seu biotipo para alcançarem melhores empregos e qualidade de vida, portanto, se houver politicas públicas que visem a conscientização sobre a importância da qualidade de vida física e mental auxiliaria a prevenção do surgimento das referidas comorbidades.

References

GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 13ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. p. 941 – 951.

Einstein. Jornada da Mulher. Hormônios Femininos. Disponível em: https://jornadadamulher.einstein.br/2017/08/23/hormonios-femininos/#:~:text=Os%20principais%20horm%C3%B4nios%20sexuais%20femininos,localizada%20na%20base%20do%20c%C3%A9rebro. Acesso em: outubro de 2020.

Acne na Adolescência. UERF – Adolescência e Saúde, Vol. 1 nº 2 - Abr/Jun – 2004. Disponível em: https://www.google.com/search?q=referencia+abnt+artigo&oq=referencia+abnt+art&aqs=chrome.0.0j69i57j0l6.6823j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8. Acesso em: outubro de 2020.

Martins, Norma Rogéria Moreno. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE. Universidade Estadual do Paraná. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_uel_cien_artigo_norma_rogeria_moreno_martins.pdf. Acesso em: outubro de 2020.

Acne. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acne/23/. Acesso em: outubro de 2020.

Estrias. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/estrias/6/. Acesso em: outubro de 2020.

JÚNIOR, Auvani. SILVA, Rodrigo. SILVA, Vanessa. PAULINO, Edson. Estrias: Fisiopatologia, Principais Tratamentos Estéticos. Disponível em: https://semanaacademica.org.br/system/files/artigos/estrias_fisiopatologia_principais_tratamentos_esteticos.pdf. Acesso em: novembro de 2020.

CORDEIRO, Raquel. MORAIS, Aparecida. Striae Distensae: fisiopatologia. Surgical & Cosmetic Dermatology; Cidade Stélite – Atibaia –SP. 30 de julho de 2009.

Sete Fatos Que Talvez Você Não Saiba Sobre As Estrias. Veja. 7 de fevereiro de 2017. Disponível em: https://veja.abril.com.br/saude/sete-fatos-que-talvez-voce-nao-saiba-sobre-estrias/. Acesso em: novembro de 2020.

BUBNIAK, Gabriela. Estrias na adolescência: por que elas aparecem e como tratá-las?OCP. 22 de janeiro de 2020. Disponível em: https://ocp.news/informe/estrias-na-adolescencia-por-que-elas-aparecem-e-como-trata-las. Acesso em: novembro de 2020.

Estrias. Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Disponível em: https://www.sbcd.org.br/cirurgia-dermatologica/o-que-e-cirurgia-dermatologica/para-sua-pele/estrias/#:~:text=As%20estrias%20s%C3%A3o%20les%C3%B5es%20decorrentes,adolesc%C3%AAncia%2C%20gravidez%20e%20em%20obesos. Acesso em: outubro de 2020.

Celulite. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e problemas/celulite/53/#:~:text=Celulite%20%C3%A9%20o%20nome%20popular,em%20algumas%20%C3%A1reas%20do%20corpo. Acesso em: outubro de 2020.

JÚNIOR, Auvani. SILVA, Rodrigo. SILVA, Vanessa. PAULINO, Edson. Estrias: fisiopatologia, principais tratamentos estéticos. Pernambuco. Disponível em: https://semanaacademica.org.br/system/files/artigos/estrias_fisiopatologia_principais_tratamentos_esteticos.pdf. Acesso em: fevereiro de 2021.

OLIVEIRA, Antônio Ricardo Catunda De. Influência dos padrões estéticos na imagem corporal de adolescentes do gênero feminino: um estudo com professores e alunos na educação. Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza – CE.

LI, Lílian; NUNES, Ricardo; SOUZA, Letícia; CAMARGOS, Paula; TAWIL, Thaís; FILHO, Sérgio. Adolescentes. UNICAMP. Disponível em: https://www.fcm.unicamp.br/adolescentes/aprenda. Acesso em: fevereiro de 2021.

SILVA, Luziana de Oliveira. Corpo ideal: a utopia da perfeição. Universidade Federal da Paraíba. Diposnível em: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2008/anais/arquivosEPG/EPG00734_01_O.pdf. Acesso em: fevereiro de 2021.

EISENSTEIN, Evelyn. JORGE, Eduardo. LIMA, Lucia. Transtornos do estresse pós?traumático e suas repercussões clínicas durante a adolescência. Disponível em: http://www.ceiias.org.br/image/artigos1.pdf. Acesso em: novembro de 2020.

Published

2021-04-05

Issue

Section

Original Papers