Impactos da implementação do Bundle de pneumonia associada à Ventilação Mecânica: Manutenção da cabeceira da cama elevada de 30º a 45º / Impacts of implementing the Bundle of Ventilator-Associated Pneumonia: Maintenance of the bed head from 30º to 45º

Authors

  • Magali Francisca de Oliveira Silva
  • Márcia Andrea Seibert Campara
  • Flávia Vieira Reis da Silva
  • Paulo Tadeu de Souza Figueiredo
  • Rafael Gonçalves Campolino

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-279

Keywords:

Infecções, Bundle, Pneumonia.

Abstract

As Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) representam um dos principais eventos adversos na prestação do cuidado e entre os pacientes diagnosticados com essas infecções 10% evoluem a óbito. Por meio de análise de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto no Brasil, encontramos uma taxa de prevalência geral de IRAS em torno de 10,8%. A manutenção da cabeceira da cabeceira da cama elevada de 30º a 45º é um dos itens de cuidados do bundle, pacote de medidas utilizado para prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV), justifica-se o estudo pela importância dos impactos desse cuidado no desfecho dos pacientes nas UTIs, melhoria na assistência, redução de custos e vidas salvas. Este trabalho tem como objetivo mostrar os impactos da implementação do bundle de PAV: manutenção da cabeceira da cama elevada de 30º a 45º  na adesão e na prevalência,  no período de abril de 2018 a setembro de 2020, em uma UTI. Para isso, foi realizado um estudo comparativo através de gráficos, por meio de dados públicos fornecido pela Comissão de Controle de Infecções, sobre a adesão e prevalência de PAV nesse período. Após a implementação do item do bundle de PAV, percebeu-se que houve aumento da adesão da manutenção da cabeceira elevada de 30º a 45º pela equipe multidisciplinar nos 6 (seis) meses iniciais seguindo em melhorias. Consequentemente, a prevalência de PAV tende a diminuir com as medidas instituídas continuamente. É necessário que a coleta e registros dos dados diários sejam fidedignos pela equipe responsável e que haja educação permanente no setor para que a melhoria seja mantida e contínua, com a finalidade de reduzir infecções, custos e mortalidade e assim salvando mais vidas.

References

World Health Organization (WHO). Guidelines on core components of infection prevention and control programmesat the national and acute health care facility level [internet]. Geneva: World Health Organization; 2016 [acesso em17 ago 2020]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/251730/9789241549929-eng.pdf;jsessionid=4CB5695BBABD541A911F464D9C27D122?sequence=1

Zingg W, Holmes A, Dettenkofer M, Goetting T, Secci F, Clack L, Allegranzi B, Magiorakos AP, Pittet D; systematic review and evidence-based guidance on organization of hospital infection control programmes (SIGHT) study group. Hospital organisation, management, and structure for prevention of health-care-associated infection: a systematic review and expert consensus. Lancet Infect Dis. 2015 Feb;15(2):212-24. doi: 10.1016/S1473-3099(14)70854-0. Epub 2014 Nov 11. Erratum in: Lancet Infect Dis. 2015 Mar;15(3):263. PMID: 25467650.

Fortaleza CMCB, PadovezeMC, KifferCRV, Barth AL, CarneiroICDRS, GiamberardinoHIG, et al. Multi-state survey of healthcare-associated infections in acute care hospitals in Brazil. JHospInfect. 2017;96(2):139-44. doi: 10.1016/j.jhin.2017.03.024.

França DC, Apolinário AQ, Velloso M, Perreira VF. Reabilitação pulmonar na unidade de terapia intensiva: revisão de literatura. Fisioter. Pesqui. 2010 Mar, 17(1): 81-87.

Ribeiro DC, França RO. Estratégias pra prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica In: Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva; Martins JÁ, Reis LFF, Andrade FMD, organizadores. PROFISIO Programa de Atualização em Fisioterapia em Terapia Intensiva Adulto: Ciclo 8. Porto Alegre: Artmed Panamericana; 2017. p. 11-43. (Sistema de Educação Continuada a Distância, v. 2).

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Boletim Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde nº17: Avaliação dos indicadores nacionais das infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) e resistência microbiana do ano de 2017. Brasília: Anvisa; 29 abr 2019 [acesso em 17 ago 2020]. Disponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/boletim-seguranca-do-paciente-e-qualidade-em-servicos-de-saude

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de prevenção relacionadas à assistência à saúde. Brasília: ANVISA; 2017.

Institute for Healthcare Improvement (IHI) - 100,000 Lives Campaign- How-to Guide: Prevent Ventilator –Associated Pneumonia.

Published

2021-04-06

Issue

Section

Original Papers