A capacitação do enfermeiro na higienização oral de pacientes em unidade de terapia intensiva: revisão integrativa / The training of nurses in oral hygiene of patients in intensive care unit: integrative review

Authors

  • Karine Rebeca Araújo Magalhães
  • Juniélyson Souza Hilário
  • Jacqueline Arantes Diniz Basílio

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-154

Keywords:

higiene, hospitais, unidade de terapia intensiva.

Abstract

No âmbito da assistência em saúde o enfermeiro é considerado um dos principais agentes na execução de procedimentos e intervenções que possibilitam a resolução da condição patológica no paciente acometido. No contexto organizacional de hospitais e clínicas no Brasil o cuidado com a saúde bucal é uma atribuição inserida dentro das atividades realizadas pela equipe de enfermagem. Esta premissa é de caráter preventivo, partindo da relação existente entre doenças bucais e o maior risco ao desenvolvimento de desordens sistêmicas, potencializado de forma significativa no âmbito hospitalar, sobretudo em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). A problemática em questão está ligada diretamente ao grau de capacitação dos profissionais de enfermagem para o cuidado efetivo da higiene oral de pacientes críticos neste contexto de internação. O objetivo deste trabalho é descrever a importância da educação continuada e o papel do profissional da área de enfermagem na prestação de cuidados em saúde, dispensados na higienização bucal de pacientes em UTI’s. Será desenvolvido um estudo bibliográfico descritivo, do tipo revisão integrativa. Para o levantamento e composição da amostra de trabalhos a serem avaliados serão objeto de análise estudos publicados entre os anos de 2016 e 2021, com temática central voltada significância da higienização oral de pacientes em UTI’s, sendo consultadas publicações de descritores nos idiomas português, inglês e espanhol. Trabalhos não associados a temática central ou que não apresentem achados significativos para a finalidade desta pesquisa serão excluídos da amostra analisada no desenvolvimento da revisão.

References

AMERICAN THORACIC SOCIETY. Guidelines for the Management of Adults with Hospital-acquired, ventilator-associated, and healthcare-associated pneumonia. American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine, v. 171. p. 388-416, 2005

ARAÚJO, R. J. G.; OLIVEIRA, L. C. G.; HANNA, L. M. O.; CORREA, A. M.; CARVALHO, L. H. V.; ALVARES, N. C. F. Análise de percepções e ações de cuidados bucais realizados por equipes de enfermagem em unidades de tratamento intensivo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 21, n.1, p. 38-44, 2009.

ASSOCIAÇÃO DE MEDICINA INTENSIVA BRASILEIRA (AMIB). Procedimento operacional padrão: Higiene bucal em pacientes internados em UTI adulto ou pediátrica. Departamento de odontologia e de enfermagem – AMIB, São Paulo, 2019. Disponível em: <https://www.amib.org.br/fileadmin/user_upload/amib/2019/novembro/29/2019_POP-HB_em_papel-carta_AMIB.pdf>. Acesso em: 12/10/2021.

BARROS, M. M.; PEREIRA, E. D.; CARDOSO, F. N.; SILVA, R. A. O enfermeiro na prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde. Ciências da Saúde, Brasília, v. 14, n. 1, p. 15-21, 2016.

BLUM, D.F. et al. Influência da presença de profissionais em odontologia e protocolos para assistência à saúde bucal na equipe de enfermagem da unidade de terapia intensiva. Estudo de levantamento. Rev Bras Ter Intensiva, v. 29, n. 3, p. 391-393, 2017.

BRASIL, P. R. C.; SANTOS, A. M. Desafios às ações educativas das Equipes de Saúde Bucal na Atenção Primária à Saúde: Táticas, saberes e técnicas. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 28, n. 4, p. 01-23, 2018.

BRITO, L. F. S.; VARGAS, M. A. O.; LEAL, S. M. C. Higiene oral em pacientes no estado de síndrome do déficit no autocuidado. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 28, n. 3, p. 359-67, 2007.

CAVALCANTE, L.S.; MATOS, M.P.S.O. Práticas de higienização oral ao paciente da UTI e efeitos benéficos na análise de 30 enfermeiros no Pronto Socorro e Hospital 28 de Agosto em Manaus/AM. J Health Sci Inst., v. 33, n. 3, p. 239-42, 2015

Conselho Federal de Enfermagem (BR). Lei n. 7498 de 1986: dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem, e de outras providências [Internet]. 1986 [citado 2009 ago 05]. Disponível em: http:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7498.htm

DOURADO, E. P. G.; OLIVEIRA, R. P. A.; SOBRAL, A. P. V. Conhecimento dos enfermeiros intensivistas sobre saúde bucal e suas implicações na saúde geral do adolescente, na cidade do Recife-PE. Rázon y Palabra, v. 20, n. 4, p. 132-150, 2016.

LIMA, A. M. Conhecimentos e atitudes dos enfermeiros em relação a saúde bucal dos pacientes oncológicos pediátricos. Dissertação (Mestrado em Hebiatria). Faculdade de Odontologia de Pernambuco, Camaragibe, 2008.

LIMA, D. C. et al. A importância da saúde bucal na ótica de pacientes hospitalizados. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, supl. 1, p. 1173-1180, 2011.

MACEDO, F.R. et al. Associação entre periodontite e doença pulmonar. RGO, Porto Alegre, v. 58, n.1, p. 47-53, jan./mar., 2010

MORILLO, C.M.R. Avaliação da presença de microorganismos periodontopatogênicos em amostras subglóticas de pacientes intubados e mecanicamente ventilados, submetidos a cirurgias eletivas. São Paulo, 2018.

MUNIZ, D.; SILVA, W.; LEITE, J. C. R. A. Papel da enfermagem relacionado à saúde bucal de pacientes diagnosticados com pneumonia na UTI: Uma revisão integrativa. Saber Científico, v. 5, p. 01-12, 2016.

NEUMANN, I. Soluções utilizadas para higiene oral em pacientes de terapia intensiva: uma revisão integrativa de literatura. Porto Alegre, 2011.

OUCHI, J. D.; LUPO, A. P. R.; ALVES, B. O.; ANDRADE, R. V.; FOGAÇA, M. B. O papel do enfermeiro na unidade de terapia intensiva diante de novas tecnologias em saúde. Saúde em Foco, ed. 10, p. 412-428, 2018.

SILVEIRA, I.R. et al. Higiene bucal: prática relevante na prevenção de pneumonia hospitalar em pacientes em estado crítico. Acta Paul Enferm., v. 23, n. 5, p. 697- 700, 2010.

SOUZA, M. F. Algumas reflexões sobre o conhecimento em enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem, v. 17, n. 4, 2004.

Weber D. J. et al,. Microbiology of ventilator-associated pneumonia compared with that of hospital-acquired pneumonia. Infection control and hospital epidemiology, Chicago, v.28, n. 7, p.825-31, 2007.

Published

2022-05-18

Issue

Section

Original Papers