Sarampo no Brasil: perfil epidemiológico dos casos notificados entre 2018 e 2021 / Measles in Brazil: epidemiological profile of reported cases between 2018 and 2021

Authors

  • Aline Vieira de Andrade
  • Bianca Maria Mendes da Silva
  • Manuela Izabel Benício
  • Maria Clara Lins Santos
  • Maria Alessandra da Silva Lima
  • Rayan Mateus Moraes do Nascimento
  • Valdy Wagner de Souza Santos
  • Ewerton Fylipe de Araújo Silva

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-255

Keywords:

epidemiologia, sarampo, brasil.

Abstract

O Sarampo é uma doença exantemática, infecciosa aguda, causada pelo vírus da família Paramyxoviridae e gênero Morbillivirus, com alto nível de transmissão e extremamente contagiosa. O objetivo deste estudo foi traçar o perfil epidemiológico dos casos notificados de sarampo no Brasil no período de 2018 a 2021. Foi realizado uma estudo epidemiológico descritivo de modo transversal acerca dos casos de Sarampo no Brasil no período de 2018 a 2021. Para isso, foram utilizados os dados dos Boletins Epidemiológicos produzidos pela Vigilância de Saúde do Ministério da Saúde. Observou-se um aumento nos casos de 2018 a 2019, e sua diminuição em 2021. Também foi perceptível que todas as regiões foram afetadas, principalmente a região norte. Sobre a faixa etária, constatou-se que a maioria dos casos ocorreram em pessoas de 20 a 29 anos. Por fim, a vacina continua sendo a forma mais segura e mais eficiente para a prevenção do Sarampo, ajudando no controle dos casos, impedindo sua disseminação e o contágio entre os indivíduos. Cabendo aos profissionais de saúde conscientizar a população sobre a importância da vacinação, os cuidados necessários para a prevenção e proteção contra a doença. Além de melhorar as estratégias para as futuras campanhas de vacinação e buscativa dos casos.

References

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico, n. 37, 2018-2019. Disponível em: <https://saude.rs.gov.br/upload/arquivos/carga20190408/30140824-informe-sarampo-n37-19mar19aed.pdf> Acesso em: 10 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico, v. 50, n. 29, 2019. Disponível em: < https://www.conasems.org.br/wp-content/uploads/2019/10/Boletim_0011650176_Boletim_epidemiologico_SVS_29___25000.169591_2019_88-1.pdf > Acesso em: 17 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico, v. 51, n. 06, 2019. Disponível em: <https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/Boletim_epidemiologico_SVS_06.pdf> Acesso em: 11 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico, v. 51, n. 50, 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/boletins/boletins-epidemiologicos/edicoes/2020/boletim_epidemiologico_svs_50.pdf/@@download/file/Boletim_epidemiologico_SVS_50.pdf> Acesso em: 12 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico, v. 53, n. 03, 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/boletins/boletins-epidemiologicos/edicoes/2022/boletim-epidemiologico-vol-53-no03.pdf> Acesso em: 13 de maio de 2022.

BURTET, G.; FONTANELA, C; MAROCCO, A. A. L. Movimentos antivacinas: ameaça para a saúde pública. Conjecturas, v. 21, n. 5, p. 36–51, 2021.

DOMINGUES, C. M. A. S.; et al. Vacina Brasil e estratégias de formação e desenvolvimentos em imunizações. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 28, n. 2, 2019.

MEDEIROS, E. A. S. Entendendo o ressurgimento e o controle do sarampo no Brasil. Acta Paulista de Enfermagem, v. 33, 2020.

OLIVEIRA, M. R.; et al. O retorno do sarampo e a importância do reconhecimento dos achados semiológicos. Brazilian Journal of Health Review, v.4, n.2, p. 6748-6751 mar./apr. 2021.

ZONIN, J. M.; et al. Sarampo – Uma revisão de literatura. Brazilian Journal of Health Review, v.4, n.4, p. 16467-16475 jul./aug, 2021.

Published

2022-06-07

Issue

Section

Original Papers