Conhecimento de acadêmicos de medicina sobre Sarcopenia / Medical students' knowledge about Sarcopenia

Authors

  • Maria Carolina Trancoso Souza
  • Luís Fernando Ramos Rodrigues
  • Evandro Barbosa dos Anjos
  • Rachel Aquino Coutinho
  • Daniel Spósito Santos
  • Maria Clara Ferreira Miranda
  • Anna Cecilia Ferreira Miranda
  • Emanuelle Corrade Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-004

Keywords:

conhecimento, diagnóstico, educação, estudantes de medicina, Sarcopenia.

Abstract

Introdução: Entende-se a sarcopenia como o processo de redução gradual de massa muscular, e também, como a diminuição das forças e funções musculares de um indivíduo. A sarcopenia é, usualmente, negligenciada e/ou subdiagnosticada na prática regular. E, na medida em que há progressão desta doença, há inúmeras consequências biopsicossociais como prejuízo nas atividades básicas de vida diária, aumento do risco de quedas e fraturas, perda da independência, aumento dos custos hospitalares e aumento do risco de morte. Objetivo: O presente trabalho teve como objetivo avaliar o conhecimento dos acadêmicos de medicina sobre a sarcopenia. Justificativa: A escolha deste tema deu-se devido à necessidade de conhecer e compreender a importância do conhecimento dos critérios diagnósticos, da identificação precoce da doença e instituição do tratamento adequado para melhor prognóstico dos pacientes. Metodologia: Utilizou-se uma abordagem analítica através da aplicação do questionário de Esmee M. Reijnierse, 2017, traduzido e modificado, para alunos matriculados do 9º ao 12º períodos do curso de medicina no segundo semestre do ano letivo de 2021 no Centro Universitário Funorte, localizado em Montes Claros/MG. A coleta de dados evidenciou que, entre os acadêmicos de medicina, há uma lacuna de conhecimento acerca dos critérios diagnósticos, aplicação na prática clínica e manejo da sarcopenia. Considerações finais: Portanto, há necessidade da educação contínua, com implementação frequente dos conceitos adquiridos em salas de aula e nos estágios supervisionados.

References

Lima-Costa MF, de Andrade FB, Souza PRB, Neri AL, Duarte YAO, Castro-Costa E, de Oliveira C (2018) The Brazilian Longitudinal Study of Aging (ELSI-Brazil): objectives and Design. Am J Epidemiol 187 (7):1345–1353

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2012. Disponível em: <http://ibge.gov.br>. Acesso em: 2020.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2019. Disponível em: <http://ibge.gov.br>. Acesso em: 2020.

Guccione AA. Fisioterapia geriátrica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2002.

Cruz-Jentoft A.J, et al., Sarcopenia: Revised European consensus on definition and diagnosis. Age and Ageing, v. 48, n. 1, p.16–31. Janeiro 2019.

Sousa AS, Guerra RS, Fonseca I, Pichel F, Ferreira S, Amaral TF. Financial impact of sarcopenia on hospitalization costs. Eur J Clin Nutr. 2016;70(9):1046‐1051

Phillips, J. L., Heneka, N., Bhattarai, P., Fraser, C., & Shaw, T. Effectiveness of the spaced education pedagogy for clinicians’ continuing professional development: a systematic review. Med Educ. 2019 Sep;53(9):886-902.

Custers E. Long‐term retention of basic science knowledge: a review study. Adv Health Sci Educ Theory Pract. 2010;15:109‐128.

Mansouri M, Lockyer J. A meta‐analysis of continuing medical education effectiveness. J Contin Educ Health Prof. 2007;27:6‐15.

Cervero RM, Gaines JK. The impact of CME on physician performance and patient health outcomes: an updated synthesis of systematic reviews. J Contin Educ Health Prof. 2015;35:131‐138.

Liu CK, Leng X, Hsu FC, et al. The impact of sarcopenia on a physical activity intervention: the Lifestyle Interventions and Independence for Elders Pilot Study (LIFE-P). J Nutr Health Aging. 2014 Jan;18(1):59-64

Schwendimann R, Bühler H, De Geest S, Milisen K. Characteristics of hospital inpatient falls across clinical departments. Gerontology. 2008;54(6):342-8.

Published

2022-07-01

Issue

Section

Original Papers