Perfil sociodemográfico e intervenções odontológicas em pacientes com necessidades especiais atendidos em um serviço público especializado / Sociodemographic profile and dental interventions in patients with special needs treated at a specialized public servisse

Authors

  • Mirian dos Santos Andrade
  • Bruna Lavinas Sayed Picciani
  • Bruna Michalski dos Santos
  • Marcia Maria Pereira Rendeiro
  • Celso da Silva Queiroz
  • Andréa Lanzillotti Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-038

Keywords:

pacientes especiais em odontologia, contenção em odontologia, tratamentos odontológicos em PNEs, controle do comportamento odontológico.

Abstract

Objetivo: Conhecer o perfil sociodemográfico, as técnicas de manejo de comportamento odontológico e as principais intervenções realizadas nos pacientes assistidos no Núcleo de Odontologia para Pacientes Portadores de Necessidades Especiais da Policlínica Piquet Carneiro/UERJ. Metodologia: pesquisa descritiva do tipo transversal, que analisou 526 prontuários de pacientes entre os anos de 2018 e 2019, cujos dados foram registrados no Statistical Package For Social Sciences e apresentados através de frequências simples. Resultados: 58,2% dos pacientes eram homens, 42,8% brancos, 61,8% tinham idade entre 19 a 59 anos e 71,3% residiam no município do RJ. Contabilizou-se 1200 procedimentos, com destaque para a profilaxia (22,3%), exodontias (20,3%), raspagens (19,7%) e restaurações (17,7%). Ademais, 69,4% usaram estabilização protetora passiva, 43,2% usaram a sedação oral medicamentosa, 1,1% a sedação inalatória e 0,6% necessitou de ambas. Apenas 5,9% demandaram anestesia geral. Conclusão: pacientes atendidos na unidade eram principalmente homens brancos, moradores do município do RJ e acometidos por distúrbios comportamentais e desvios de intelecto. Os procedimentos mais realizados foram profilaxias e exodontias simples. As principais técnicas de manejo do comportamento utilizadas foram a estabilização protetora-passiva e a sedação oral medicamentosa. Estes resultados mostram que é viável atender pacientes especiais a nível ambulatorial, com pouca necessidade de anestesia geral.

References

Condessa AM, Lucena EHG, Figueiredo N, Goes PSA, Hilgert JB. Atenção odontológica especializada para pessoas com deficiência no Brasil: perfil dos centros de especialidades odontológicas, 2014. Epidemiol e Serv saúde. 2020;29(5):1-11.

Nascimento SMA, Resende Prestes GB, Ribeiro EOA, Soares KS, Alencar AMA. Análise do perfil dos pacientes com deficiência internados no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas. Rev Odontol da UNESP. 2020;49:1–7.

Campos CC, Frazão BB, Saddi GL, Morais LA, Ferreira MG, Setúbal PCO, et al. Manual prático para o atendimento odontológico de pacientes com necessidades especiais. 2ª ed. Goiânia: Universidade Federal de Goiânia; 2009.

Amaral LD, Andrade RS, Pedrosa DMS, Marsiglio AD, Peruchi CMS, Franco JE, et al. Dental care to patients with autism : clinical management guidelines. Rev Bras Odontol. 2015; 75:1-5.

Portela MCB, Oliveira NAR, Mercante CG, Portes FN, Mansur-Caetano R. Saúde bucal e atendimento odontológico em pacientes com deficiências. Brazilian Journal Health Review. 2021;4(1):706-712.

Picciani BLS, Santos BM , Silva-Júnior GO, Souza TT de, Faria MDB, Bastos LF. Demographic and dental profile of patients met in the Dental Center for Patients with Special Needs of the Brazilian Association of Dentistry. RBO, 2018; 75:1-7.

CPPAS- SES-DF- Comissão Permanente de Protocolos de Atenção à Saúde da SES-DF. Atendimento odontológico à pessoas com deficiências. Portaria SES-DF Nº 287 de 06 de dezembro de 2016, publicada no DODF Nº 228 de 06.12.2016.

Dziedzic A, Tanasiewicz M, Abed H, Dickinson C, Picciani B. Are Special Care Dentistry Services Prepared for a Global Disruption in Healthcare? A Call for a Wider Promotion of Dental Conscious Sedation Training. Healthcare. 2020; 8:1-13.

Silva CC, Lavado C, Areias C, Mourão J, Andrade D de. Conscious sedation vs general anesthesia in pediatric dentistry - a review. Med Express. 2015; 2(1):1–4.

Picciani BLS, Dos Santos BM, Silva-Júnior GO, Marinho MA, Papa EG, Faria MDB, Bastos LF, Gouvêa CVD. Contribution of benzodiazepines in dental care of patients with special needs. J Clin Exp Dent. 2019;11(12): p.1170-1174.

Andrade APP, Eleutéio ASL. Pacientes portadores de necessidades especiais: abordagem odontológica e anestesia geral. Rev Bras Odontol. 2015; 72(1/2):66-69.

Santos JS, Valle DA, Palmier AC, Amaral JHL, Abreu MHN. Utilização dos serviços de atendimento odontológico hospitalar sob sedação e/ou anestesia geral por pessoas com necessidades especiais no SUS-MG, Brasil. Ciênc. Saúde coletiva. 2015; 20(2):515-524.

Williams JJ, Spangler CC, Yusaf NK. Barriers to dental care access for patients with special needs in an affluent metropolitan community. Spec Care Dentist. 2015; 35(4):190-196.

Domingues NB, Ayres KCM, Mariusso MR, Zuanon ACC, Giro EMA. Caracterização dos pacientes e procedimentos executados no serviço de atendimento a pacientes com necessidades especiais da Faculdade de Odontologia de Araraquara - UNESP. Rev Odontol UNESP. 2015; 44(6).

Queiroz FS, Rodrigues MMLF, Júnior GAC, Oliveira AB, Oliveira JD, Almeida ER. Avaliação das condições de saúde bucal de portadores de necessidades especiais. Rev. Odontol UNESP. 2014; 43(6):396-401.

Nasilosky KS, Silveira ER, Neto JBC, Schardosim LR. Avaliação das condições periodontais e de higiene bucal em escolares com transtornos neuropsicomotores. Rev Odonto UNESP. 2015;44(2):103-07.

Silva ELMS, Góes PSA, Vasconcelos MMVB, Jamelli, SR, Eickmann SH, Melo MMDC, et al. Cuidados em saúde bucal a crianças com paralisia cerebral: percepção de pais e cuidadores. Ciênc. Saúde coletiva. 2020; 25(10):3775-3784.

Picciani BLS, Humelino MG, Santos BM, Santos VCB, Oliveira Costa G, Silva-Júnior GO, et al. Sedação inalatória com óxido nitroso/oxigênio: uma opção eficaz para pacientes odontofóbicos. Revista Brasileira de Odontologia. 2014;71(1):72-75.

Portela MCB, Oliveira NAR, Mercante CG, Portes FN, Mansur-Caetano R. Saúde bucal e atendimento odontológico em pacientes com deficiências. Brazilian Journal of Health Review,Curitiba, 2021; 4(1): 706-712.

Published

2022-07-11

Issue

Section

Original Papers