O uso da palhaçaria para crianças e adolescentes que demandam de hospitalização: uma revisão integrativa da literatura / The effect of the use of clowning for children and adolescents who require hospitalization: an integrative literature review

Authors

  • Tayná Bernardino Coutinho
  • Vitoria Pereira Sabino
  • Iasmim Cristina Zílio
  • Crhis Netto de Brum
  • Samuel Spiegelberg Zuge
  • Ana Lucia Lago Lopes

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-045

Keywords:

ludoterapia, hospitalização, pediatria, hebiatria.

Abstract

O processo de hospitalização infanto-juvenil resulta em situações estressantes advindas de inúmeras condições inerentes ao processo, favorecendo traumas no decorrer da experiência. Nessa perspectiva, a inserção de palhaços em hospitais pode ser considerada uma proposta amenizadora desses fatores estressantes. Analisar, nas evidências científicas disponíveis, como tem sido desenvolvido o conhecimento sobre o uso da palhaçaria em crianças e adolescentes hospitalizados. Trata-se de uma Revisão Integrativa da Literatura, a coleta dos estudos ocorreu em janeiro e fevereiro de 2022 nas seguintes bases de dados: na Biblioteca Virtual em Saúde - BVS, na Web of Science, PubMed e na SciVerse Scopus. Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão foram selecionados 26 artigos baseados na leitura integral do texto. Nestes ocorreu um levantamento de delineamento de pesquisa, ano, linguagem e país de publicação e analisados por temáticas, oferecendo um panorama geral da palhaçaria hospitalar, enfatizando nos resultados benéficos da utilização desta intervenção na redução do cortisol, modificação de parâmetros de sinais vitais, redução do nível de dor, da ansiedade e dos sentimentos negativos. O percurso do conhecimento científico acerca da temática investigada tem sido permeado por estudos que evidenciam os benefícios do uso da palhaçaria com crianças em ambientes hospitalares, sejam por avaliação dos sinais vitais, nível de estresse, percepção das emoções e sentimentos ou pela ótica dos demais agentes atuantes nesse processo (pais, profissionais da saúde, acadêmicos de cursos da área).

References

CATAPAN SC, OLIVEIRA WF & de ROTTA TM. Palhaçoterapia em ambiente hospitalar: uma revisão de literatura. Ciência & saúde coletiva 2019; 24 (9): 3417-3429. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018249.22832017.

FERRARI, Maria Fernanda Muniz et al. Pain as the fifth vital sign, challenges for its incorporation in health training. Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 1-4, abr. 2019. GN1 Genesis Network. http://dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20190081.

GANONG, L. H. Integrative Reviews of Nursing.Rev. Nurs. Health, v. 10, n. 1, p. 1-11, 1987.

GONÇALVES K. G. et al., (2017). Criança hospitalizada e equipe de enfermagem: opinião de acompanhantes. Revista de Enfermagem UFPE online, Recife, 11(Supl. 6):2586-93, junho 2017. 10.5205/reuol.9799-86079-1- RV.1106sup201713.

GOMES, Ilvana Lima Verde et al. A hospitalização no olhar de crianças e adolescentes: sentimentos e experiências vivenciadas. Cogitare Enfermagem, Ceará, v. 04, n. 17, p. 703-709, ago. 2012.

KINGSNORTH, S., Blain, S., & McKeever, P. (2011). Physiological and emotional responses of disabled children to therapeutic clowns: a pilot study. Evidence-based complementary and alternative medicine; 2011, 732394. https://doi.org/10.1093/ecam/neq008.

MARQUES, E. et al. Atividades lúdicas na atenção à saúde da criança e do adolescente com câncer: perspectivas da equipe de enfermagem. Escola Anna Nery, 20 (3), set 2016 e20160073. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160073

MELETTI, Dânia P. et al. Psychological preparation reduces preoperative anxiety in children. Randomized and double-blind trial. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 95, n. 5, p. 545-551, set. 2019. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.jped.2018.05.009.

MENDES, Karina dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, dez. 2008. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0104-07072008000400018.

MORAES, Carolina Sbeghen et al. A palhaçaria como promotora da saúde no processo de cuidado da criança hospitalizada: um relato de experiência. In: Edson da Silva (Paraná) (org.). Conhecimentos e desenvolvimento de pesquisas nas ciências da saúde, (4a ed.) Ago, 2020, Atena, https://www.atenaed

OLIVEIRA, C. de S Cláudio, C. V. Ribeiro, R. P., Trevisan, J. M. Palhaço de hospital: percepções do profissional da enfermagem de uma unidade pediátrica/Hospital clown: perceptions of the nursing worker of a pediatric unit. Ciência, Cuidado E Saúde, 16(3), 2017. https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v16i3.34924.

RIBEIRO, W. et al. Contributos do brinquedo terapêutico no processo de cuidado a criança hospitalizada: um estudo da literatura. Research, Society and Development, 9(7),1-19, 2020. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4706.

ROCHA, Maria Cecilia Pires da et al. Stress among nurses: an examination of salivary cortisol levels on work and day off. Revista da Escola de Enfermagem da Usp, [S.L.], v. 47, n. 5, p. 1187-1194, out. 2013. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0080-623420130000500025.

SANTOS, J. M. S. dos, et al. Atividades lúdicas e educação em saúde com crianças hospitalizadas: um relato de experiência projeto resgatar. Gepnews, Maceió, 2(2), 616- 623, 2016. http://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/7960/5794.

SILVA, J. M. L. et al. The instructional therapeutic toy as a tool in child cancer care. Research, Society and Development, 9(7):1-14, 2020. 10.33448/rsd-v9i7.4253. URL: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4253.

SILVA, Karla Fabiana Nunes da et al. Efeitos da música na ansiedade de doadores de sangue: ensaio clínico randomizado. Acta Paulista de Enfermagem, [S.L.], v. 34, p. 1-8, mar. 2021. Acta Paulista de Enfermagem. http://dx.doi.org/10.37689/acta-ape/2021ao00461.

SIMÕES JUNIOR, José Sebastião et al. Utilização do Brinquedo Terapêutico como Estratégia de Comunicação no Cuidado à Criança com Deficiência Auditiva. In: 24º Pesquisando em Enfermagem, 2017. 24º Pesquisando em Enfermagem - Tecnologias na Saúde: Processos de Produção e Incorporação nas Práticas de Cuidado. p. 222.

Published

2022-07-12

Issue

Section

Original Papers