Principais influências dos hormônios sexuais nos procedimentos odontológicos feminino na fase climatérica / Main influences of sex hormones in female dental procedures in the climacteric phase

Authors

  • Pedro Luís de Castro Lanzoni Breda
  • Francina Luciana Correia Meira Santos

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-071

Keywords:

climatério, hormônios sexuais, doença periodontal.

Abstract

O climatério constitui o período de transição da vida da mulher, caracterizado pela redução progressiva dos hormônios sexuais estrógeno e progesterona, que atuam em diferentes funções como restaurar e regenerar os tecidos da cavidade bucal, dentre outras. Devido a essa baixa hormonal, a mulher torna-se mais propensa a manifestações de doenças, favorecendo alguns processos inflamatórios no tecido periodontal, provocando mobilidade e perda dentária, descamações e retrações gengivais, dentre outros distúrbios.: Este estudo visa conscientizar o cirurgião dentista sobre a importância dos fatores predisponentes advindos desse período, das suas consequências e sobre o comprometimento que a baixa desses hormônios implica diretamente na saúde oral e como otimizar uma adequação do meio bucal que possa minimizar os sintomas e obter uma melhor qualidade de vida para essas pacientes. O presente trabalho referiu-se ao estudo integrativo de revisão da literatura, de caráter descritivo e com abordagem qualitativa, onde foram realizadas as buscas por conteúdos retirados de fontes secundárias, entre os períodos de 2014 à 2022, dentre as quais, Livros Teóricos, outras publicações científicas e artigos por buscas nas bases de dados eletrônicas: Pub Med, Scielo, Lilacs e o Google Acadêmico. Foram utillizados os seguintes descritores (DeCS: climatério/climateric, hormônios sexuais/sex hormones, doenças periodontais/periodontal diseases.) Este estudo teve por finalidade analisar de que forma os hormônios sexuais interferem na condição bucal das pacientes que passam pela fase do climatério.

References

ALVES, Estela Rodrigues Paiva et al. Climacteric: intensity of symptoms and sexual performance. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 24, n. 1, p. 64-71, 2015.

ARCANJO, Daiane Mendes; MENEZES, Mariana Rodrigues S. Reposição hormonal com hormônios bioidênticos e seus efeitos pós–menopausa. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, v. 3, n. 7, p. 657-666, 2020.

DE OLIVEIRA, Natália Pereira; GOMEZ, Nicolás Antonio Douglas. Influência das alterações hormonais advindas do climatério nos tecidos bucais. ABCS Health Sciences, v. 44, n. 3, 2019.

LINS, Letícia Marques Rodrigues et al. Impactos da menopausa na saúde da mulher. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 3, n. 5, p. 12018 - 12031 set/out. 2020.

PEIXOTO, Lara Nery et al. Perfil e intensidade de sintomas de mulheres no climatério avaliadas em unidades básicas de saúde de presidente prudente. In: Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436. 2015. p. 85-93.

PEIXOTO, Rita de Cássia Alves et al. Período do climatério: sintomatologia vivenciada por mulheres atendidas na atenção primária. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, v. 18, n. 1, p. 18-25, 2020.

PEREIRA, Angela Bete Severino et al. Atenção ao climatério realizada por profissionais da estratégia saúde da família [Care by family health strategy personnel during the climacteric]. Revista Enfermagem UERJ, v. 24, n. 1, p. 13122, 2016.

ROMANCINI, Clair Maria Passarin; BARBOSA, Géssica Renata; TIYO, Rogério. A relevância clínica no tratamento com hormônios bioidênticos. REVISTA UNINGÁ REVIEW, v. 28, n. 3, 2016.

SANTOS, Renata Morato et al. Associação entre depressão e a intensidade dos sintomas climatéricos na pós-menopausa. 2014. Tese de Doutorado. Instituto Fernandes Figueira.

SOARES, Glaucimara Riguete de Souza et al. O conhecimento produzido acerca de climatério, família e envelhecimento. Rev. enferm. UERJ, p. e32588-e32588, 2018.

SPEZZIA, Sérgio. Perdas dentárias causadas pelo climatério e pelo fumo. Rev Med Minas Gerais, v. 26, 2017.

Published

2022-07-15

Issue

Section

Original Papers