Tendência de incidência do Câncer de Pele melanoma e não melanoma na grande Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso

Incidence trend of melanoma and non-melanoma Skin Cancer in the great Cuiabá, capital of the state of Mato Grosso

Authors

  • Júlia Gabriela Rossi Pelegrini
  • Gabrielly Jack Frizon
  • Amanda Gomes Sobrinho
  • Dolores Tavares
  • Vitória Carvalho Domingues
  • Beatriz Maria de Lima

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-104

Keywords:

Câncer de Pele, neoplasias cutâneas, Câncer Ocupacional, incidência

Abstract

Objetivo: Analisar a tendência de incidência do câncer de pele melanoma e não melanoma, por sexo e faixa etária na Grande Cuiabá, entre 2000 a 2016, Método: Estudo de séries temporais, utilizando informações de incidência do Registro de Câncer de Base Populacional de Cuiabá e de mortalidade do Sistema de Informação de Mortalidade, Foram elaborados 13 modelos de regressão polinomial, tendo como variável dependente a taxa de incidência de câncer de pele (CP), e como variável independente cada ano da série histórica compreendida pelo período de tempo analisado, Resultados: Os resultados evidenciaram que houve um decréscimo da tendência de incidência de Câncer de Pele Melanoma e Não Melanoma de forma exponencial na faixa etária de 60-69 anos (%) e na faixa etária de 40-49 anos (%) para o sexo masculino durante o período estudado, sendo demonstrado estatisticamente por dois grupos etários com tendência de declínio (60-69 anos e 40-49 anos), Para o sexo feminino foi observado uma tendência a estabilidade em todas as faixas etárias estratificadas, Conclusão: Conclui-se que a tendência da incidência do Câncer de Pele Melanoma e Não Melanoma apresentou estabilidade ou declínio nas faixas etárias analisadas, A tendência de estabilidade do CP pode refletir um período de subnotificação no país, Já o declínio pode ser resultado da promoção de saúde sobre os cuidados com a pele e uso de Equipamentos de Proteção Individual e protetores solares por agricultores, pecuaristas e trabalhadores de obras que possuem exposição demasiada ao sol, Além disso, a estabilidade no sexo feminino como reflexo da proibição do uso de câmaras de bronzeamento artificial pela Agência Nacional de Saúde (ANVISA) em 2009 e da promoção à saúde pelo governo, No entanto, é importante ressaltar que apesar da aparente estabilidade, o seu valor absoluto continua elevado, sendo necessário que haja melhorias na prevenção, rastreamento e monitoramento, diagnóstico precoce e tratamento do CP, a fim de que tal declínio ocorra também no número absoluto de casos.

Published

2022-07-26

Issue

Section

Original Papers