Influência do exercício resistido e hidroginástica na manutenção da funcionalidade na terceira idade

Influence of resistance exercise and aquaerobics on maintaining functioning in the elderly

Authors

  • Filipe Álvares Leite de Andrade
  • Juliana Alves Cordeiro Vasco
  • Luís Filipe Garcia
  • Mikaella Rosa Silva
  • Walleson Fernando dos Santos Carneiro
  • Lucas Raphael Bento e Silva
  • Euler Alves Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-135

Keywords:

exercício resistido, hidroginástica, funcionalidade e terceira idade

Abstract

Introdução: O envelhecimento é algo inerente a qualquer indivíduo, muitas vezes é encarado com receios e preconceitos. O processo do envelhecimento provoca perda gradativa da funcionalidade, tornando o indivíduo inapto a realizar as suas atividades de vida diárias (AVD). Objetivos: Avaliar a influência do treinamento de força e da hidroginástica na manutenção da funcionalidade de indivíduos idosos que residem em Goiânia - Go. Métodos: O presente estudo é caracterizado por um desenho transversal descritivo. Participaram do estudo trinta voluntários de ambos os sexos. Os voluntários foram divididos em três grupos. A) praticantes de musculação (n = 10), B) praticantes de hidroginástica (n =10) e grupo controle (não praticante de exercícios físico) (n = 10). Todos os voluntários passaram pelos critérios de inclusão e exclusão, em seguida foi aplicado o questionário índice de Katz e por fim foi desenvolvido o teste Time Up and Go Test (TUG). O teste Shapiro-Wilk confirmou a não normalidade dos dados. Assim, utilizou-se o teste Friedman com pos hoc com comparações múltiplas pelo teste Mann Whitney. A significância adotada foi de 5% (P<0,05). Resultados: No teste TUG houve diferenças significativas ao comparar os praticantes de musculação (p=0,001) e hidroginástica (p=0,000) com o grupo controle. No entanto, não houve diferenças significativas ao comparar os praticantes de musculação com os da hidroginástica (p=1,00). No Índice de Katz, não houve diferenças significativas (p>0,05) entre os três grupos (musculação, hidroginástica e controle). Ambos os grupos tiveram a pontuação escalar máxima do teste. Conclusão: O presente estudo demonstrou que a prática de exercícios físico proporciona melhora na funcionalidade dos indivíduos idosos.

Published

2022-08-02

Issue

Section

Original Papers