Comparação do estado nutricional e de hábitos alimentares de usuários de uma unidade básica de saúde acompanhados pela nutricionista do local nos períodos antes e durante a pandemia de COVID-19

Comparison of the nutritional status and eating habits of users of a basic health unit accompanied by the local nutritionist in the periods before and during the COVID-19 pandemic

Authors

  • Jordana Rocha de Souza
  • Patricia Fassina

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n4-139

Keywords:

estado nutricional, hábitos alimentares, pandemia por COVID-19, isolamento social

Abstract

Este estudo objetivou comparar o estado nutricional e hábitos alimentares de usuários adultos e idosos de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de um município do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul, acompanhados pela nutricionista do local nos períodos antes e durante a pandemia de Covid-19. Estudo de caráter quali-quantitativo e de corte transversal, realizado com 11 adultos e idosos. Verificou-se os registros nos prontuários dos pacientes referentes ao seu último atendimento nutricional, antes do início da pandemia, e no primeiro atendimento nutricional, já no período de pandemia, a fim de comparar mudanças no estado nutricional devido a pandemia de Covid-19. Destes, foram extraídos dados de sexo, data de nascimento, contato telefônico, além de dados antropométricos de peso (kg) e altura (m) e diagnóstico do estado nutricional calculado por meio do Índice de Massa Corporal (IMC); todos alimentados pela nutricionista da UBS. Além da avaliação do estado nutricional, a cada participante da pesquisa, foi aplicado um questionário na forma de entrevista gravada e transcrita, conforme metodologia proposta por Bardin (2016). Por meio de um encontro presencial e individual, na própria UBS sobre as percepções desses usuários em relação às mudanças que ocorreram na sua alimentação e no seu estado emocional durante o período da pandemia. Os resultados quantitativos foram considerados significativos a um nível de significância máximo de 5% (p<0,05). Constatou-se que, dentre os 11 indivíduos investigados na pesquisa, apenas 1 deles (9,1%, n=1) antes da pandemia apresentava Sobrepeso e durante a pandemia passou a ser Obesidade Grau I, e 2 deles (18,2%, n=2) no período antes da pandemia tinham Obesidade Grau I e durante a pandemia passaram a ser Sobrepeso. Observou-se, com o questionário, que mais da metade dos participantes tiveram conflitos e dificuldades diante do isolamento social, relataram alteração nos hábitos alimentares durante a pandemia e sentiram necessidade em retornar ao acompanhamento nutricional. Concluiu-se que não houve associação significativa em relação ao estado nutricional, nos períodos antes e durante a pandemia de Covid-19, apesar de terem sido constatados relatos de alterações nos hábitos alimentares da população investigada.

Published

2022-08-02

Issue

Section

Original Papers