Gastroplastia Endoscópica Vertical (GEV): nova técnica de cirurgia bariátrica minimamente invasiva para o tratamento da obesidade e seus desafios quanto à anatomia gastroesofágica

Endoscopic Sleeve Gastroplasty (ESG): a new minimally invasive bariatric surgery technique for the treatment of obesity and its challenges as to gastroesophageal anatomy

Authors

  • Luana Oliveira Magalhães
  • Laura Fontoura Castro Carvalho
  • Fernanda Guimarães Lopes
  • Lucas Oliveira e Souza
  • Izabella Barcelos Rios Ferreira
  • Natália Rodrigues de Carvalho
  • Marcela de Moura Rezende
  • Luiza Vilela Barreira

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv5n5-041

Keywords:

Gastroplastia Endoscópica Vertical, técnicas minimamente invasivas, Obesidade

Abstract

INTRODUÇÃO: Na medicina, técnicas cada vez menos invasivas são desenvolvidas para o tratamento de doenças. A gastroplastia endoscópica é uma nova alternativa terapêutica da obesidade, antes tratada basicamente por medicamentos e bypass gástrico (NETO, 2018). Esse procedimento ocorre sem a realização de cortes, diminuindo as complicações operatórias (HUBERTY, 2018). O estômago, então, tem seu volume reduzido através da aplicação do sistema de sutura endoscópica OverStitch, sendo de extrema importância o conhecimento anatômico do segmento gastroesofágico (SOWIER, 2018). OBJETIVO: Apresentar a técnica da GEV e compará-la com o bypass gástrico realizado por via laparoscópica, abordando a importância de conhecer-se a anatomia gástrica para a realização da gastroplastia. METODOLOGIA: Consistiu na revisão bibliográfica das principais bases de dados virtuais, como SciElo e PubMed. DISCUSSÃO E RESULTADOS: A GEV, utilizando o sistema de sutura endoscópica OverStitch, objetiva a redução da luz gástrica por meio da sua tubulização; acoplado a um endoscópio, permite a realização de pontos totais com a utilização de uma agulha curva e fio de polipropoleno 2-0. O primeiro ponto é dado ao nível da incisura angular, sendo realizados pontos em “U” na ordem: parede anterior -> grande curvatura -> parede posterior, com repetição em sentido contrário, sendo todo o procedimento realizado em 2h (NETO, 2018). Nota-se que, diferentemente da técnica do bypass gástrico, não ocorre nenhuma alteração anatômica irreversível na cavidade gástrica, permitindo reintervenção para alcançar resultados duradouros (NAVA, 2016). Vale ressaltar que é de extrema importância que o cirurgião conheça bem a anatomia interna do estômago, uma vez que a cirurgia é realizada por essa via. CONCLUSÃO: A GEV é, atualmente, a alternativa mais segura dentre outras cirurgias bariátricas. Em comparação ao bypass gástrico, essa nova cirurgia é menos invasiva, com curto tempo de procedimento, o que diminui riscos no pós-operatório, sendo possível tratar a obesidade de um modo mais seguro e rápido, além de realizar uma alteração anatômica reversível no estômago.

References

Barola S, Yen-I Chen, Ngamruengphong S, Kalloo AN, Khashab MA, Kumbhari V. Technical aspects of endoscopic sleeve gastroplasty. Gastrointestinal Endoscopy, Volume 85, Issue 4, 2017, Page 862. ISSN 0016-5107. https://doi.org/10.1016/j.gie.2017.02.012.

Celio, Adam C, and Walter J Pories. “A History of Bariatric Surgery: The Maturation of a Medical Discipline.” The Surgical clinics of North America vol. 96,4 (2016): 655-67. doi:10.1016/j.suc.2016.03.001

Csendes A, Braghetto I, Burdiles P, Korn O. Roux-en-Y long limb diversion as the first option for patients who have Barrett’s esophagus. Chest Surg Clin N Am. 2002 Feb;12(1):157-84.

Dayyeh BKA, Acosta A, Camilleri M, Mundi MS, Rajan E, Topazian M, Gostout CJ. Endoscopic Sleeve Gastroplasty Alters Gastric Physiology and Induces Loss of Body Weight in Obese Individuals. Clinical Gastroenterology and Hepatology. Volume 15, Issue 1, 2017, Pages 37-43.e1, ISSN 1542-3565.https://doi.org/10.1016/j.cgh.2015.12.030.

DAYYEH, B. K. A.; EDMUNDOWICZ, S. A.; LARSEN, M. Endoscopic bariatric therapies. American Society for Gastrointestinal Endoscopy, Volume 81, No. 5 : 2015.

Elder KA, Wolfe BM. Bariatric surgery: a review of procedures and outcomes. Gastroenterology. 2007;132(6):2253-2271

GALVÃO-NETO, M. P.; GRECCO, E.; SOUZA, T. F.; QUADROS, G.; SILVA, L. B.; CAMPOS, J. M. Gastroplastia vertical endoscópica – terapêutica minimamente invasiva para tratamento primário da obesidade. Arq Bras Cir Dig 2016;29(Supl.1):95-97.

Genser L, Casella Mariolo JR, Castagneto-Gissey L, Panagiotopoulos S, Rubino F. Obesity, Type 2 Diabetes, and the Metabolic Syndrome: Pathophysiologic Relationships and Guidelines for Surgical Intervention. Surg Clin North Am. 2016 Aug;96(4):681-701. doi: 10.1016/j.suc.2016.03.013. PMID: 27473795. (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27473795/)

HUANG, ZHI-PING, GUO, YANLIU, CHAO-QIAN et al. The effect of metabolic surgery on nonobese patients (BMI o30 kg/m2 ) with type 2 diabetes: a systematic review. American Society for Metabolic & Bariatric Surgery. Volume 14, Edição 6, P 810-820, 2018. Disponível em: <https://www.soard.org/article/S1550-7289(18)30092-3/fulltext>. Acesso em: 14 abr. 2021.

HUBERTY, V.; MACHYTKA, E.; BOŠKOSKI, I.; BAREA, M.; COSTAMAGNA, G.; DEVIERE, J. Endoscopic gastric reduction with an endoluminal suturing device: a multicenter prospective trial with 1-year follow-up. Georg Thieme Verlag KG Stuttgart · New York.

Jalal MA, Cheng Q, Edye MB. Systematic Review and Meta-Analysis of Endoscopic Sleeve Gastroplasty with Comparison to Laparoscopic Sleeve Gastrectomy. Obes Surg. 2020 Jul;30(7):2754-2762. doi: 10.1007/s11695-020-04591-4. PMID: 32304011.

Loo, H., Chan, W.‐K. and Galvao Neto, M. (2017), Endoscopic sleeve gastroplasty: Case report, technique and literature review. Journal of Digestive Diseases, 18: 598-603. https://doi.org/10.1111/1751-2980.12548

López-Nava Breviere G, Bautista-Castaño I, Fernández-Corbelle JP, Trell M. Endoscopic sleeve gastroplasty (the Apollo method): a new approach to obesity management. Rev Esp Enferm Dig. 2016 Apr;108(4):201-6. doi: 10.17235/reed.2016.3988/2015. PMID: 26900986.

NETO, A. C.; BERNARDO, W. M.; MOURA, D. T.; BRUNALDI, V. O.; MARTINS, R. K.; JOSINO, I. R.; SOUZA, T. F. The Effectiveness of Endoscopic Gastroplasty for Obesity Treatment According to FDA Thresholds: Systematic Review and Meta-Analysis Based on Randomized Controlled Trials. Springer Science+Business Media, LLC, part of Springer Nature 2018.

RAMOS, Almino Cardoso et al . Bypass Gástrico Simplificado: 13 anos de experiência e 12.000 pacientes operados. ABCD, arq. bras. cir. dig., São Paulo , v. 27, supl. 1, p. 2-8, 2014 . https://doi.org/10.1590/s0102-6720201400s100002

Runge TM, Yang J, Fayad L, Itani MI, Dunlap M, Koller K, Mullin GE, Simsek C, Badurdeen D, Kalloo AN, Khashab MA, Kumhbari V. Anatomical Configuration of the Stomach Post-Endoscopic Sleeve Gastroplasty (ESG)-What Are the Sutures Doing? Obes Surg. 2020 Mar 10;: PMID: 31858398. doi: 10.1007/s11695-019-04311-7.

Sartoretto, A., Sui, Z., Hill, C. et al. Endoscopic Sleeve Gastroplasty (ESG) Is a Reproducible and Effective Endoscopic Bariatric Therapy Suitable for Widespread Clinical Adoption: a Large, International Multicenter Study. OBES SURG 28, 1812–1821 (2018). https://doi.org/10.1007/s11695-018-3135-x

SOWIER, A.; PYDA, P.; BORUCKA, A. M.; SOWIER, S.; BIATECKI, J.; KAPTURZAK, J. Initial experience with endoscopic sleeve gastroplasty in Poland. Pol Przegl Chir 2018; 90 (2): 16-22.

SABISTON, David C; TOWNSEND, Courtney M. (Ed.). Sabiston tratado de cirurgia: as bases biológicas da prática cirúrgica moderna. 18. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 2 v. ISBN 978-85-352-2708-6.

SKANDALAKIS, Lee J; SKANDALAKIS, John E. Anatomia e Técnica Cirúrgica: Manual Prático. 4a edição. Editora Thieme Revinter, 2016. ISBN 9788537206652

NETTER, Frank H.. Atlas de anatomia humana. 7ª ed. RIO DE JANEIRO: Elsevier, 2019.

IBGE: Obesidade Mais que Dobra no País. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, 2020. Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/ibge-obesidade-mais-que-dobra-no-pais/>. Acesso em: 14 de abr. de 2021

MELLO, Bernardo Schwartz. Cirurgia Bariátrica. Whitebook. Disponível em: <https://whitebook.pebmed.com.br/conteudo/condutas-cirurgicas>. Acesso em: 16 de abr. de 2021

OBESIDADE – Introdução. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, 2010. Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/obesidade-introducao/>. Acesso em: 14 de abr. de 2021

O que é a Obesidade?. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, 2010. Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/o-que-e-obesidade/>. Acesso em: 14 de abr. de 2021

Cirurgia Metabólica - Técnicas Cirúrgicas. Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, 2019. Disponível em: <https://www.sbcbm.org.br/tecnicas-cirurgicas-metabolica/>. Acesso em: 13 de abr. de 2021

Published

2022-09-08

Issue

Section

Original Papers