Fatores associados ao tipo de parto na rede pública de Patos de Minas – MG / Factors associated with the type of delivery in the public network of patos de Minas – MG

Authors

  • Anderson de Sousa Godinho Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Marthius Campos Oliveira Santos
  • Matheus Henrique Amaral de Deus
  • Maurício de Melo Pichioni
  • Pedro Henrique Dornelas
  • Karine Cristine de Almeida
  • Natália de Fátima Gonçalves Amâncio

DOI:

https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-088

Keywords:

cesárea. parto normal. gestação. nascidos vivos

Abstract

Introdução: A taxa de cesarianas em Patos de Minas, Minas Gerais, encontra-se bem acima dos 10% preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Objetivo: Estabelecer a relação entre os fatores socioeconômicos e gestacionais que influenciam na escolha do tipo de parto. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva, do tipo transversal com enfoque quantitativo. Os dados foram obtidos do SINASC entre os anos de 2010 e 2016. Para avaliar a significância dos dados foram realizados os testes T e Qui-quadrado. Resultados: O número de partos foi de 21.953, sendo 38,51% vaginais e  61,41% cesáreos, com uma média de 1208 vaginais e 1926 cesáreos. Discussão: Através da análise das variáveis que influenciam no tipo de parto, foi possível inferir que a escolha do parto cesáreo está vinculada a estabilidade socioeconômica da gestante. Conclusão: Diante desses resultados é necessário esforço para que a cesárea só seja realizada quando houver indicação médica.  

References

REFERÊNCIAS

AMÂNCIO, N. F. G.; ARVELOS, C. C. C. Análise da implantação do Programa de Humanização da Assistência Obstétrica em dois hospitais mineiros. Revista Perquirere, Patos de Minas, v. 10, n. 2, p. 10-18. Dez. 2013. Disponível em < http://perquirere.unipam.edu.br/documents/23456/192396/An%C3%A1lise+da+implanta%C3%A7%C3%A3o+do+programa+de+humaniza%C3%A7%C3%A3%20o.pdf>. Acessado em 11 dez. 2018.

BRASIL. Assistência pré-natal: normas e manuais técnicos. Equipe de colaboração: Janine Schirmer et al. 3. ed. Brasília: Secretaria de Políticas de Saúde, SPS/Ministério da Saúde, 2000.

GARCIA N.; VALADARES C. Ministério da Saúde fará monitoramento online de partos cesáreos no país. Ministério da Saúde. Mar 2018. Disponível em <http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/42714-ministerio-da-saude-fara-monitoramento-online-de-partos-cesareos-no-pais>. Acesso em: 10 de dez. 2018.

GUIMARAES, Raphael Mendonça et al . Fatores associados ao tipo de parto em hospitais públicos e privados no Brasil. Rev. Bras. Saude Mater. Infant., Recife , v. 17, n. 3, p. 571-580, jul. 2017 . Disponível em < http://ref.scielo.org/6jcmn9>. Acessado em 07 dez. 2018.

MANDARINO, N. R. et al. Aspectos relacionados à escolha do tipo de parto: um estudo comparativo entre uma maternidade pública e outra privada, em São Luís, Maranhão, Brasil. Caderno de Saúde. Rio de Janeiro, n. 25, p. 1587-1596, jul. 2009.

MELLER, Fernanda de Oliveira; SCHAFER, Antônio Augusto. Fatores associados ao tipo de parto em mulheres brasileiras: PNDS 2006. Ciênc. saúde coletiva , Rio de Janeiro, v. 16, n. 9, p. 3829-3835, set. 2011. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232011001000018&lng=en&nrm=iso>. acesso em 14 de dezembro de 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001000018.

NASCIMENTO, Janyere Ribeiro do; MENDES, Daniella Ribeiro Guimarães. FATORES ASSOCIADOS AO AUMENTO DA INCIDÊNCIA DE CESARIANAS NO BRASIL. 2014. 16 f. TCC (Graduação) - Curso de Enfermagem, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaiso de Goias, 2014. Disponível em: <http://www.senaaires.com.br/wp-content/uploads/2017/05/FATORES-ASSOCIADOS-AO-AUMENTO-DA-INCID%C3%8ANCIA-DE-CESARIANAS-NO-BRASIL.pdf>. Acesso em: 14 dez. 2018.

QUEIROZ, M. V. O; SILVA, N. S. J. e; JORGE, M. S. B.; MOREIRA, T. M. M. Incidência e características de Cesáreas e de partos normais: estudo em uma cidade no interior do Ceará. Revista Brasileira de Enfermagem, v.58, n.6, p.687-91, 2005.

SANTANA, F. A.; LAHM, J. V.; SANTOS R. P. Fatores que influenciam a gestante na escolha do tipo de parto. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. Sorocaba, v. 17, n. 3, p. 123-127, jun. 2015.

WHO. Organização Mundial de Saúde. Declaração da OMS sobre taxas de cesáreas.HRP. Departamento de Saúde Reprodutiva e Pesquisa Organização Mundial Da Saúde. Genebra. 2015.

Published

2020-03-26

Issue

Section

Original Papers