Estudo comparativo das condições de saneamento rural em municípios do norte e nordeste brasileiro / Comparative study of rural sanitation conditions in northern and northeastern brazilian municipalities

Authors

  • Izaclaudia Santana da Cruz
  • Andressa Silva
  • Eduarda Oliveira Reis
  • Donilsson da Silva Santos
  • Eduardo Oiticica Garcia

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-061

Keywords:

Esgotamento Sanitário, Abastecimento de Água, Manejo de Resíduos Sólidos, Soluções Alternativas, Saúde Coletiva.

Abstract

O saneamento ambiental, por meio de infraestrutura e serviçoes, constitui uma ferramenta para garantia da qualidade de vida e saúde da população. Por meio do fornecimento de água potável, coleta dos esgotos, manejo adequado dos resíduos sólidos e drenagem pluvial é possível melhorar os indicadores sociais e de saúde das comunidades. Contudo, é evidente que a problemática da falta de saneamento é um a realidade da maioria dos municípios do Norte e Nordeste. Diante do contexto apresentado, é importante relacionar o diagnóstico de saneamento com os indicadores de saúde pública, de modo a direcionar o poder público a adotar medidas que visem a melhoria da qualidade do saneamento ambiental. Além disso, a comparação entre municípios permite a proposição de medidas adequadas às realidades locais e a adoção de alternativas similares para os cenários semelhantes. Essa pesquisa tem como base legal a Política Nacional de Saneamento Básico (Lei 11.445/2007) e o Plano Nacional de Saneamento Básico (Decreto 8141/2013). O objetivo geral deste artigo é comparar a situação do saneamento básico com os índices socioeconômicos e de saúde pública nas áreas rurais das cidades de Xique-Xique (BA), Valença (BA) e Conceição do Araguaia(PA), por meio dos seguintes objetivos específicos: 1) levantar dados secundários sobre as condições de saneamento; 2) correlacionar os dados sobre saneamento nos municípios pesquisados com os indicadores socioeconômicos e de saúde; 3) fazer um estudo comparativo dos resultados obtidos entre os municípios pesquisados; e 4) pesquisar e propor alternativas com foco no saneamento rural para a melhoria das condições de vida da população do campo. Dos resultados da pesquisa, depreende-se que os municípios estudados apresentam deficiências na oferta de saneamento básico, especialmente na área rural. Esse cenário tem implicações nos indicadores de saúde, considerando que os três municípios apresentam números de mortalidade infantil e internações por diarreia maiores que a média nacional. Esses indicadores de saúde demonstram a necessidade de melhorias no acesso ao saneamento para essas populações.

References

ASA, Articulação Semiárido Brasileiro. Programa Um Milhão de Cisternas. Disponível em: <http://www.asabrasil.org.br/acoes/p1mc>. Acesso em: 14 de dezembro de 2019.

BRAGA, B. et al. Introdução à Engenharia Ambiental: o desafio do desenvolvimento sustentável. Editora Pearson, 2ª ed. 318 p. 2005.

BRASIL. Ministério das Cidades. Plano Nacional de Saneamento Básico – PLANSAB. 2013. Disponível em: <http://www.cidades.gov.br/images/. Acesso em: 27 jul. 2020

BRASIL. Ministério da Saúde. PORTARIA DE CONSOLIDAÇÃO Nº 5 de 03/10/2017. Disponível em: http://. Acesso em: Fevereiro de 2020.

BRASIL. Lei n. 11.445/2007 que institui a Política Nacional de Saneamento Básico. Disponível em: http://. Acesso em: Fevereiro de 2019.

BRASIL. Decreto Lei 7217/2010 que regulamenta a Política Nacional de Saneamento Básico. Disponível em: http://. Acesso em: Fevereiro de 2019.

CLIMATE-DATA. Clima de Xique-Xique. Disponível em: <https://pt.climate-data.org/location/42801/. Acesso em: 23 de julho de 2020.

FUNASA. Manual de saneamento. 4 ed. Brasília: Funasa, 2016. 645p.

HELLER, Léo. Relação entre saúde e saneamento na perspectiva do desenvolvimento. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 3(2), pp73-84, 1998. Disponível em: http://<https://www.scielo.br/pdf/csc/v3n2/7152.pdf. Acesso em Fevereiro de 2020

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. @Cidades – Município de Xique-Xique, 2016. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=293360>. Acesso em: 29 de dezembro de 2019.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. @Cidades – Município de Valença, 2017. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang =&codmun=293360>. Acesso em: 10 de fevereiro de 2019.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. @Cidades – Município de Conceição do Araguaia, 2017. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/conceicao-do-araguaia/panorama>. Acesso em: 29 mar. 2019.

IGREJA, Rebecca Lemos. O direito como objeto de estudo empírico: o uso de métodos qualitativos no âmbito da pesquisa empírica em Direito. In: Pesquisar empiricamente o direito. MACHADO, Maíra Rocha (org.). São Paulo: Rede de Estudos Empíricos em Direito, 2017.

MANTILLA, W. C. Políticas públicas para la prestación de los servicios de agua potable y saneamiento en las áreas rurales. In: CEPAL. Documento de proyecto. Santiago de Chile: CEPAL, mar. 2011. n. 388.

PARÁ. Secretaria de Estado de Turismo. Governo do Estado do Pará. Inventário Turístico. 2014. Disponível em: <http://www.setur.pa.gov.br/sites/default/files/conceicao_do_araguaia_-_inventario_da_oferta_turistica_2014.1.pdf>. Acesso em: 29 mar. 2019.

PARÁ. Fapespa. Governo do Estado do Pará. Região de integração do Araguaia: perfil socioeconômico e ambiental. Perfil Socioeconômico e Ambiental. 2019. Disponível em: http://www.seplan.pa.gov.br/sites/default/files/PDF/ppa/ppa2020-2023/apresentacao_araguaia.pdf. Acesso em: 27 jul. 2020.

REZENDE, Sonaly Cristina (Org.). Panorama do saneamento básico no brasil: Cadernos temáticos para o panorama do saneamento básico no Brasil. 7. ed. Brasília: Ministério das Cidades, 2011. 647 p

SILVA, A. G. Proposição de técnicas e modelos de gestão para o esgotamento sanitário em áreas rurais brasileiras. 2017. 235 f. Dissertação (Mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos) – Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, Belo Horizonte, 2017.

SIQUEIRA, M. S.; ROSA, R.S.; BONFIM, R.; NUGEM, R. C. Internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado na rede pública de saúde da região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2010-2014. Revista Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 26(4):795-806, out-dez 2017. Disponível em: <http://www.https://www.scielo.br/pdf/ress/v26n4/2237-9622-ress-26-04-00795.pdf>. Acesso em: 09 junho. 2020.

UNICEF. Progress on sanitation and drinking water – 2015 update and MDG assessment. Nova Iorque: Unicef, 2015. Disponível em: https://www.unicef.org/publications/index_82419.html. Acesso em: 27 jul. 2020.

Published

2020-08-07

How to Cite

Cruz, I. S. da, Silva, A., Reis, E. O., Santos, D. da S., & Garcia, E. O. (2020). Estudo comparativo das condições de saneamento rural em municípios do norte e nordeste brasileiro / Comparative study of rural sanitation conditions in northern and northeastern brazilian municipalities. Brazilian Journal of Development, 6(8), 54988–55006. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-061

Issue

Section

Original Papers