As microalgas e a vida: o micromundo fotossintetizante e alunos de ensino médio / The microalgae and life: the photosynthesizing microworld and high school students

Authors

  • Gustavo Henrique Pereira Lima
  • Ana Fávaro
  • Flávia Freitas Coelho

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-695

Keywords:

Divulgação científica, educação, ensino de botânica, macrófitas aquáticas, perifíton.

Abstract

As microalgas, organismos microscópicos procariontes ou eucariontes capazes de realizar fotossíntese, podem ser encontradas livremente na coluna d’água ou associadas às raízes de macrófitas aquáticas, formando o perifíton. As microalgas perifíticas desempenham um importante papel na estabilização dos ecossistemas aquáticos. Contudo, apesar de sua relevância, as microalgas são pouco conhecidas pelos alunos de ensino médio, que acabam manifestando um desinteresse pelas disciplinas de Botânica. É possível que este desinteresse esteja relacionado com as dificuldades enfrentadas pelos professores ao preparar as aulas práticas, como a falta de equipamentos, e com o modelo de ensino mecanizado, que apenas expõe o conteúdo. Portanto, este trabalho teve como objetivo levar o conhecimento sobre as microalgas para os alunos do ensino médio de uma escola pública, de forma que eles pudessem aprender o conteúdo relacionando esses organismos às suas vivências diárias. Para o estudo, nós utilizamos plantas aquáticas das espécies Salvinia auriculata, Pistia stratiotes e Eichhornia crassipes. Dois encontros entre a equipe da Universidade Federal de Lavras envolvida no projeto e os alunos do primeiro ano do ensino médio da Escola Estadual Cinira Carvalho da cidade de Lavras – MG foram realizados. No primeiro encontro, os alunos manusearam as plantas aquáticas e nós estimulamos uma discussão com eles a respeito desses organismos, das microalgas perifíticas e sobre a importância da conservação dos ecossistemas aquáticos. Já no segundo encontro, exploramos mais profundamente os conhecimentos a respeito das microalgas e macrófitas. Nós também instruímos os alunos a preparar lâminas contendo microalgas perifíticas e visualizá-las no microscópio óptico. Durante o primeiro encontro já conseguimos perceber um grande interesse por parte dos alunos. Apesar de alguns conhecerem as plantas, as informações novas aliadas às experiências e à possibilidade de tocar as plantas fizeram com que os alunos participassem mais ativamente da aula e questionassem a vida e o ambiente onde plantas aquáticas habitavam. Durante o segundo encontro, os alunos ficaram ainda mais entusiasmados após prepararem as próprias lâminas e visualizarem as algas presentes nelas. Também percebemos, durante o segundo encontro, que os alunos demonstraram mais domínio a respeito dos temas abordados no primeiro encontro. Dessa forma, considerando os resultados observados, reforçamos a importância de permitir que os alunos compartilhem suas experiências pessoais relacionadas com o tema estudado, e das atividades de extensão universitária como forma efetiva de divulgação da ciência.

 

 

References

BERNARDO, B. et al. RELATO DE EXPERIENCIA NO ENSINO MÉDIO: A IMPORTÂNCIA DAS ALGAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA. Anais IV Congresso Internacional de Educação Científica e Tecnológica, 2017.

BICUDO, C.E.M. & MENEZES, M. Algas do Brasil. In: Forzza et al. (org.). Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil. Vol. 1. Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Pp 49-61, 2010.

BIZZO, Nélio. Ensino de Evolução e História do Darwinismo.Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 302f 1991.

BURKHOLDER, J. A. Interactions of Benthic Algae with Their Substrata. Pp: 253-297. In: Stevenson, R. J., Bothwell, M. L. & Lowe, R. L. (Eds.). Algal Ecology. Freshwater Benthic Ecosystems. Academic Press, San Diego, California, 753 p,1996.

CATTANEO, A., GALANTI, G., GENTINETTA, S. and SUSANA, A. Epiphytic algae and macroinvertebrates on submerged and floating-leaved macrophytes in an Italian lake. Freshwater Biology, 39(4), 725-740, 1998.

CHAMIXAES, C.B.C.B. Variação Temporal e Espacial da Biomassa, Composição de Espécies e Produtividade das Algas Perifíticas Relacionada com as Condições Ambientais de PequenosRios da Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Lobo (Itirapina • SP). São Carlos, USP, tese de doutorado, 1991.

DEMARCO, J. O.; CADORE, J. S.; INSELSPERGER, V.; RODRIGUES, A. C.; FORTES, P. R.; Extensão Universitária na Conscientização Ambiental em Escolas de Educação Básica. Revista Monografias Ambientais. Santa MariaSanta Maria, Edição Especial Curso de Especialização em Educação Ambiental. p. 101-107. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas – UFSM, 2015.

FERNANDES, V. O. and ESTEVES, F. A. The use of indices for evaluating the periphytic community in two kinds of substrate in Imboassica lagoon, Rio de Janeiro, Brazil. Braz. J. Biol., 63(2): 233-243, 2003.

FRADE, E. et al. UMA ANALISE DE COMO O AMBIENTE INFLUÊNCIA NA APRENDIZAGEM E NO COMPORTAMENTO DO ALUNO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES. Doxa: Rev. Bras. Psico. e Educ., Araraquara v. 21, n. 1, jan./jun 2019.

FRANKOVICH, T.A., ZIEMAN, J.C., Periphyton light transmission relationships in Florida Bay and the Florida Keys, USA. Aquat. Bot. 83 (1), 14–30, 2005.

GOLDSBOROUGH, L.G., MCDOUGAL, R.L. & NORTH, A.K. Periphyton structure, diversity and colonization. In: M.E. Azim, M.C.M. Beveridge, A.A. Van Dam, &. M.C.J. Verdegem, (eds.), Periphyton: Ecology, exploitation and management. CABI Publishing, Cambridge, pp. 71-83, 2005.

GUAN, J.; JACOBY, C. A. & FRAZER, T. K. Light attenuation by periphyton on Vallisneria americana. Ecological Indicators 116, 2020.

KISS, M.K., LAKATOS, G., BORICS, G., GIDO, Z. & DEAK, C. Littoral macrophyte-periphyton complexes in two Hungarian shallow waters. Hydrobiologia 506 509: 541 548, 2003.

LIMA, G. H. P.; FAVARO, A.; COSTA, A. L.; COELHO, F. F. Algas perifíticas associadas às raízes de Eichhornia crassipes (Pontederiaceae).2019 A. In: XXXII CIUFLA, 2019, Lavras..UFLA

LIMA, G. H. P.; FAVARO, A.; COSTA, A. L.; COELHO, F. F.; Microalgas perifíticas associadas às raízes de Pistia stratiotes (Araceae). 2019 B. In: XXXII CIUFLA, 2019, Lavras. UFLA

LOVERDE-OLIVEIRA, S. M.; NUNES, J. R. S.; SILVA, V. P. Perifiton associado a Eicchornia azurea da baia do Coqueiro, Pantanal Matogrossense: produtividade e densidade. Uniciências (Cuiabá), v. 10, p. 10, 2006.

MELO, L. M. R.; MARIQUE, H. N.; MACHADO, J. H. R.; SILVA, H. A.; Os impactos ambientais em decorrência da interferência negativa humana arrasadora pelo progresso econômico. Braz. J. of Develop. Curitiba, v.6, n.10, p.74935-74952, oct.2020

MOSCHINI-CARLOS, V. Estrutura e função da comunidade perifítica nos ecossistemas aquáticos continentais. In: M.L.M. Pompêo (ed.). Perspectivas na Limnologia Brasileira, pp. 91-103, 1999.

PERSICH, GR & VMT GARCIA. Ocorrência de cistos de dinoflagelados, com ênfase em espécies potencialmente nocivas, no sedimento próximo à desembocadura da laguna dos Patos (RS). Atlântica, 25: 123-133, 2003.

RAIZER, J. & AMARAL, M. E. C. Does the structural complexity of aquatic macrophytes explain the diversity of associated spider assemblages? Journal of Arachnology 29:227-237, 2001.

SAND-JENSEN, K. and BORUM J. Interactions among phytoplankton, periphyton, and macrophytes in temperate freshwaters and estuaries. Aquatic Botany 41: 137-175, 1991.

SANTOS T. R., FERRAGUT C., BICUDO C. E. M. Does macrophyte architecture influence periphyton? Relationships among Utricularia foliosa, periphyton assemblage structure and its nutrient (C, N, P) status. Hydrobiologia 714: 71-83, 2013.

SCHWARZBOLD, A. Métodos ecológicos aplicados ao estudo do perifíton. Acta Limnologica Brasiliensia, 3(1), 545-592, 1990.

TUNDISI, J.G. Água no século XXI: Enfrentando a Escassez. São Carlos: Rima, IIE, 2003.

VADEBONCOUER Y.; Steinman A. D. Periphyton Function in Lake Ecosystems. The Scientific World JOURNAL, 1449–1468, 2002.

VIDOTTI, E. C.; ROLLEMBERG, M. C. E. Algas: da economia nos ambientes aquáticos à bioremediação e à química analítica. Quim. Nova, v. 27, n. 1, p. 139-145, 2004.

Published

2020-10-30

How to Cite

Pereira Lima, G. H., Fávaro, A., & Coelho, F. F. (2020). As microalgas e a vida: o micromundo fotossintetizante e alunos de ensino médio / The microalgae and life: the photosynthesizing microworld and high school students. Brazilian Journal of Development, 6(10), 83525–83535. https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-695

Issue

Section

Original Papers