Accountability e as câmaras municipais de Rondônia: uma investigação nos portais eletrônicos / Accountability and Rondônia city halls: an investigation in electronic portals

Authors

  • Gleimiria Batista da Costa Matos Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Fábio Rogério de Morais
  • Tiago Garcia Araújo
  • Lucas Rommel de Souza Neves
  • Leandro Bomfim Silva
  • Cláudio Maurício Simões de Souza

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv6n12-333

Keywords:

Accountability, portais eletrônicos, câmaras municipais.

Abstract

A velocidade da informação cresce de modo exponencial e as ferramentas tecnológicas de informação e comunicação transformaram o mundo, assim como as organizações. Entretanto, bem mais remota que estas tecnologias, é a necessidade de os governos serem transparentes e públicos de suas ações. A legislação brasileira, como a própria Constituição e a Lei de Acesso à Informação cobram do Estado ações neste sentido e a tecnologia da informação e comunicação é uma aliada no atendimento desta necessidade. Assim, busca-se um cenário favorável à formação de accountability, um termo sem uma tradução literal, mas com conceitos que serão explorados neste artigo, que desempenham papéis importantes para a formação de dados abertos governamentais e portais de transparência da administração pública. Destarte, tem-se o seguinte questionamento: qual o nível de accountability apresentado nos portais das assembleias legislativas dos três municípios mais populosos do estado de Rondônia? Objetivando responder esta indagação, foi verificado o nível de prestação de contas, transparência e participação nos portais eletrônicos das câmaras municipais de cidades com mais de 100 mil habitantes. Para tanto, utilizou-se um protocolo de observação criado por Raupp e Pinho (2013a), o qual escalonou os portais das câmaras municipais e apresentou-os como um quadro grave de capacidade de accountability, visto os municípios serem os mais populosos. A pesquisa conclui que para a construção da accountability nas dimensões da prestação de contas e transparência, os portais apresentam resultados medianos e na dimensão participação, não existem condições para que se efetive a participação dos cidadãos nos legislativos municipais.

 

 

References

AKUTSU, L.; PINHO, J. A. G. Sociedade da informação, accountability e democracia delegativa: investigação em portais de governo no Brasil. Revista de Administração Pública, v. 36, n. 5, p. 723–746, 2002.

ANDRADE, R. G.; RAUPP, F. M.; PINHO, J. A. G. Em busca da transparência ativa em câmaras: uma investigação nos maiores municípios brasileiros. Advances ScientifIc and Applied Accounting, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 003-020, jan/abr. 2017.

BOBBIO, N. Estado, governo, sociedade. Fragmentos de um discurso político. Tradução Marco Aurélio Nogueira. São Paulo: Paz e Terra, 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988. Disponível em: <http://www.senado.leg.br/atividade/const/con1988/con1988_07.05.2015/art_70_.asp>. Acesso em: 17 dez. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 de novembro 2011.

CAMPOS, A. M. Accountability: quando poderemos traduzi-la para o português? Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 2, p. 30-50, fev./abr. 1990.

COELHO, T. R. et al. Transparência governamental nos estados e grandes municípios brasileiros: uma “dança dos sete véus” incompleta? Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 23, n. 75, 18 ago. 2018.

da CRUZ, N. F. et al. Measuring Local Government Transparency. Public Management Review, v. 18, n. 6, p. 866–893, 2016.

DAHAL, R. A. Sobre a democracia. Tradução: Beatriz Sidou. Brasília: Universidade de Brasília. 2001.

HARRISON, T. M.; SAYOGO, D. S. Transparency, participation, and accountability practices in open government: A comparative study. Government Information Quarterly, v. 31, n. 4, p. 513–525, 2014.

HERMONT, T. B. V.; JARDIM, T. D. M.; SOARES, F. M. Acesso à informação pública: uma leitura da Lei 12.527, de 18 de novembro de 2011. Brasília: UFMG; Senado Federal, 2013.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2019. Resultado dos Dados População Estimada do Censo. www.ibge.gov.br.

KLEIN, R. H. et al. Identification of mechanisms for the increase of transparency in open data portals: an analysis in the Brazilian context. Cadernos EBAPE.BR, v. 16, n. 4, p. 692–715, dez. 2018.

LÓPEZ-LÓPEZ, V. et al. e-Government, Transparency & Reputation: An Empirical Study of Spanish Local Government. Information Systems Management, v. 35, n. 4, p. 276–293, 2018.

O’DONNELL, G. Accountability horizontal e novas poliarquias. Lua Nova, São Paulo, n. 44, p. 27-52, 1998.

PINHO, J. A. G. Investigando portais de governo eletrônico de estados no Brasil: muita tecnologia, pouca democracia. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 471-493. maio/jun. 2008.

PLATT NETO, O. A. et al. Publicidade e Transparência das Contas Públicas: Obrigatoriedade e Abrangência desses Princípios na Administração Pública Brasileira. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 1, p. 75–94, 2007.

RAUPP, F. M.; PINHO, J. A. G. de. Prestação de contas, transparência e participação em portais eletrônicos de câmaras municipais. Cadernos da Escola do Legislativo. Minas Gerais. v.14, n. 22, p. 47-73, jul./dez. 2012.

RAUPP, F. M.; PINHO, J. A. G. de. Accountability em câmaras municipais: uma investigação em portais eletrônicos. Revista de Administração, São Paulo, v. 48, n. 4, p. 770–782, 19 dez. 2013a.

RAUPP, F. M.; PINHO, J. A. G. de. Os vereadores prestam contas em portais eletrônicos? Um estudo comparativo entre municípios da Bahia e de Santa Catarina. Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, v. 5, n. 3, p. 193-216, jul./set. 2013b.

TALUKDER, M. S. et al. Determinants of user acceptance and use of open government data (OGD): An empirical investigation in Bangladesh. Technology in Society, v. 56, n. September, p. 147–156, 2019.

Published

2020-12-15

How to Cite

Costa Matos, G. B. da, Morais, F. R. de, Araújo, T. G., Neves, L. R. de S., Silva, L. B., & Souza, C. M. S. de. (2020). Accountability e as câmaras municipais de Rondônia: uma investigação nos portais eletrônicos / Accountability and Rondônia city halls: an investigation in electronic portals. Brazilian Journal of Development, 6(12), 97984–97995. https://doi.org/10.34117/bjdv6n12-333

Issue

Section

Original Papers