Desempenho de estação de tratamento de esgoto doméstico no semiárido brasileiro e potencial de seu efluente para fins de irrigação / Performance of domestic sewage treatment plant in the Brazilian semiarid region and potential of its effluent for irrigation purposes

Authors

  • Valdívia Gomes de Sousa Bezerra Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Marcelo Gurgel Tavares
  • Solange Aparecida Goularte Dombroski
  • Fernanda Lima Cavalcante
  • Luiz di Souza
  • Rafael Castelo Guedes Martins
  • Rafael Oliveira Batista

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-197

Keywords:

Esgotamento sanitário, Disposição no ambiente, Infraestrutura-urbana.

Abstract

O esgotamento sanitário inadequado é um dos principias problemas do semiárido brasileiro, e, além disso, o desempenho satisfatório das estações de tratamento de esgoto é essencial à qualidade ambiental. Neste sentido, este trabalho avaliou o desempenho de uma estação de tratamento de esgoto doméstico de um condomínio do município de Mossoró-RN. Para isso, o experimento foi montado em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições, no tempo, em três pontos de amostragem. Na estação o esgoto doméstico foi tratado por grade, desarenador, reator biológico aerado e reator ultravioleta artificial, sendo os pontos de amostragem os seguintes: EMR - Efluente coletado à montante do reator biológico aerado, EJR - Efluente coletado à jusante do reator biológico aerado e EJRUV - Efluente coletado à jusante do reator ultravioleta artificial. Nas amostras coletadas foram determinados atributos físico-químicos (DBO, DQO, pH, condutividade elétrica, turbidez, sólidos totais, sólidos suspensos, sólidos dissolvidos, nitrato, fósforo total, teor de óleos e graxas, N, P, Na+, K+, Ca2+, Mg2+, Cl-, CO32-, HCO3- e razão de adsorção de sódio) e microbiológicos (Coliformes totais, Escherichia coli e ovos de helmintos).Comparando os pontos de amostragem EMR e EJRUV, houve remoção superior a 92% para os atributos físico-químicos DBO, DQO, turbidez e óleos e graxas, enquanto para os atributos microbiológicos coliformes totais e Escherichia coli ocorreu redução 6,23 e 5,64 log10, respectivamente. Ao longo do período experimental não foi detectada a presença de ovos de helmintos no esgoto doméstico. A qualidade do efluente obtido em EJRUV atendeu aos padrões exigidos pela legislação estadual do Estado do Ceará para fins de uso agrícola e florestal.

 

 

References

ALBORNOZ, L. L.; BERNARDES, A. M.; TESSARO, I. C.; CENTURIÃO, T.C.; MENDES, C. A. B. Monitoramento, caracterização e avaliação da eficiência de remoção de poluentes em uma estação compacta de tratamento de efluentes. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE QUALIDADE AMBIENTAL, 10., 2016, Porto Alegre. Anais... Porto alegre: PUCRS, 2016.

ALMEIDA, O. A. Qualidade da água de irrigação. 1 ed. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. 227p.

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. M.; SPAROVEK, G. Koppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, Stuttgart, v. 22, n. 6, p. 711–728, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR-13969: Tanques sépticos - Unidades de tratamento complementar e disposição final dos efluentes líquidos - Projeto, construção e operação. Rio de Janeiro: ABNT, 1997. 60p.

AYRES, R.; MARA, D. Analysis of wastewater for use in agriculture: a laboratory manual of parasitological and bacteriological techniques. Geneva: Who, 1996. 35p.

BARRETO, L. V. BARROS, F. M.; BONOMO, P.; ROCHA, F. A.; AMORIM, J. S. Eutrofização em rios brasileiros. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 9, n.16, p. 21-79, 2013.

BATISTA, F. G. A; QUEIROZ, F. R. P.; OLIVEIRA, D. S. Percepção socioambiental do reuso das águas residuárias em condomínios verticais da cidade de Campina Grande – PB. Holos, Natal, v. 6, n. 1, p. 70-82, 2014.

BILLOTTA, P. DANIEL, L. A. Utilização de lâmpadas germicidas na desinfecção de esgoto sanitário. Revista Ambiente & Água, Taubaté, v. 7, n. 1, p. 120-129, 2012.

BRASIL. Resolução nº 430, de 13 de maio de 2011. Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução no 357, de 17 de março de 2005. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de Maio. 2011.

CEARÁ. Resolução COEMA nº 2 de 2 de fevereiro de 2017. Dispõe sobre padrões e condições para lançamento de efluentes líquidos gerados por fontes poluidoras, revoga as Portarias SEMACE nº 154, de 22 de julho de 2002 e nº 111, de 05 de abril de 2011, e altera a Portaria SEMACE nº 151, de 21 de fevereiro de 2017. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 21 de Fevereiro de 2017.

FERRAZ, D. L. M.; CUNHA, P. E. V.; NETO, C. F.; ARAÚJO, A. L. C. Avaliação do desempenho operacional de uma ETE em escala real, composta de retor UASB seguido de tanque de aeração com biodiscos. In: SIMPÓSIO ÍTALO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL, 12., 2014, Natal. Anais... Natal: ABES, 2014.

FERREIRA, F. D.; CARAIOLA, M. Eficiência do lodo ativado em fluxo continuo para tratamento de esgoto. Revista acadêmica ciência agraria ambiental. Curitiba, v. 6, n. 2, p. 259-279, 2008.

JORDÃO, E. P.; PESSÔA, C. A. Tratamento de esgotos domésticos. 7 ed. Rio de Janeiro: 2014. 1087p.

LACERDA, P. M.; RODRIGUES, R.; NALINI JÚNIOR, H.; MALAFAIA, A. G.; RODRIGUES, A. S. L. Influência da irrigação com águas residuárias no desenvolvimento de feijão-de-porco (Canavalia ensiformis). Revista Acadêmica: Ciências Agrárárias e Ambientais, Curitiba, v. 9, n. 2, p. 159-168, 2011.

LATIF-EUGENÍN, F.; BEAZ-HIDALGO, R.; SILVERA-SIMÓN, C.; FERNANDEZ-CASSI, X.; MARÍA J. F. Chlorinated and ultraviolet radiation -treated reclaimed irrigation water is the source of Aeromonas found in vegetables used for human consumption. Environmental Research, New York, v. 154, n. 1, p 190-195, 2017.

MALAFAIA, G. ARAÚJO, F.G. LEANDRO, W.M. RODRIGUES, A.S.L. Teor de nutrientes em folhas de milho fertilizado com vermicomposto de lodo de curtume e irrigado com água residuária doméstica. Revista Ambiente & Água, Taubaté, v. 11, n. 4, p. 799-809, 2016.

MARQUES, J. S. S.; LOPES, A. B. G.; SOUSA, D. C. C.; FERREIRA, E. B.; PAZ, E. S.; LIMA, G. F.; NETTO, I. S.; SOUZA, S. L. Desafios da implantação de tratamento de esgoto em regiões ribeirinhas. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n.12, p.98817-98824, 2020.

NOBRE, S. S. S. Monitoramento da estação de tratamento de esgoto de um condomínio residencial em Mossoró/RN. 2015. 37f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Sanitária e Ambiental) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Pau dos Ferros, 2015.

OLIVEIRA, C. S.; SÁ, O. R. Avaliação da eficiência do tratamento de efluentes em um abatedouro do município de Passos, MG, Brasil. Ciência et Praxis, Belo Horizonte, v. 8, n. 16, p 13-20, 2015.

RIBEIRO, J. W. ROOKE, J. M. S. Saneamento básico e sua relação com o meio ambiente e a saúde pública. 2010. 36f. Monografia (Especialização em Análise Ambiental) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2010.

NOBRE, S. S. S. Monitoramento da estação de tratamento de esgoto de um condomínio residencial em Mossoró/RN. 2015. 37f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Sanitária e Ambiental) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Pau dos Ferros, 2015.

RICE, E. W.; BAIRD, R. B.; CLESCERI, A. D. Standard methods for the examination of water and wastewater. 22. ed. Washington DC: APHA, AWWA, WPCR, 2012. 1496 p.

ROLIN, H. O.; CHAVES, J. R.; NUNES, A. B. A.; SILVA FILHO, H. A.; SANTOS, E. V. M. Qualidade dos efluentes de sistemas de tratamento biológico UASB e UCT para reúso agrícola. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá, v. 9, n. 2, p. 393-414, 2016.

SANTOS, S.A.; MERLINI, L. S. Prevalência de enteroparasitoses na população do município de Maria Helena, Paraná. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.15, n. 3, p. 899-905, 2010.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 3 ed. Belo Horizonte: UFMG, 2014. 452p.

Published

2021-04-08

How to Cite

Bezerra, V. G. de S., Tavares, M. G., Dombroski, S. A. G., Cavalcante, F. L., Souza, L. di, Martins, R. C. G., & Batista, R. O. (2021). Desempenho de estação de tratamento de esgoto doméstico no semiárido brasileiro e potencial de seu efluente para fins de irrigação / Performance of domestic sewage treatment plant in the Brazilian semiarid region and potential of its effluent for irrigation purposes. Brazilian Journal of Development, 7(4), 36159–36174. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-197

Issue

Section

Original Papers