A influência da fase do treinamento multicomponente no desenvolvimento das valências físicas em atletas universitários de basquetebol / The influence of the multicomponent training phase on the development of physical valences in college basketball athletes

Authors

  • Rafael Bizarelo Ribeiro dos Santos
  • Raphael da Silva Lau
  • Moisés Borges
  • José Camilo Camões
  • César Rafael Marins Costa

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-330

Keywords:

Periodização do treinamento, Atletas universitários, Treinamento desportivo, Basquetebol.

Abstract

O basquetebol é caracterizado por uma alta demanda energética e um perfil intermitente de esforços. Diante disso, é fundamental que o planejamento do treinamento seja direcionado a melhorar as valências físicas ao longo da temporada regular. O calendário esportivo e tempo dedicado a preparação esportiva é diferente quando comparamos o desporto universitário e o alto rendimento. O objetivo do presente estudo foi verificar a influência do treinamento multicomponente, seguindo uma lógica de periodização linear semestral, no desenvolvimento de valências físicas de atletas universitários de basquetebol. Foi realizado um estudo experimental ao longo de 24 semanas (microciclos), com duração média de 2 horas de treinamento em dois dias da semana não consecutivos. A amostra foi composta por sete atletas de basquetebol universitário masculino, que foram submetidos ao um processo de treinamento dividido em duas fases igualmente distribuídas: preparação geral e específica. Os testes realizados para verificar as valências físicas foram o teste de corrida sinuosa com condução de bola, corrida com condução com de bola (sprint 15m), Teste de 12 minutos de Cooper e o Sargent test. No teste de corrida sinuosa com condução de bola foi notado uma redução de 20,5% em média no tempo de teste após 24 semanas de treinamento, e foram verificadas diferenças significativas em todos os intervalos coletados (p<0.05). O teste de sprint de 15m com condução de bola sofreu uma redução de 7,87% ao final da preparação total. O teste de Cooper de 12 minutos teve uma melhora significativa apenas após preparação geral (p<0.05), porém mesmo após período específico foi verificado um acréscimo no Vo²máx de, em média, 9,7%. Não foram verificadas diferenças estatisticamente significativas no desempenho do Sargent test em nenhum intervalo de intervenção. No entanto, ao final do estudo, foi possível verificar um acréscimo no resultado de média de 6,9%. Conclui-se que o planejamento adotado, em especial na fase de preparação geral, foi capaz de promover melhora significativa em importantes variáveis, enquanto a fase de preparação específica sustentou alguns ganhos da preparação geral e propiciou melhora significativa, apenas, na variável agilidade com a bola. Assim como na fase de preparação geral, a preparação específica não aumentou o desempenho no salto vertical.

References

ANDRADE, Vitor Luiz de; GOBBI, Ronaldo Buken; BERTUCCI, Danilo Rodrigues; JUNIOR, Pedro Balikian. Influência da gordura corporal no desempenho em saltos verticais em jogadores profissionais brasileiros de basquetebol. Arquivos de Ciências do Esporte, v. 6, n. 1, 2018.

ARAÚJO, Thiago Machado de. Efeitos da preparação física sobre a performance global de atletas amadores de basquetebol universitário. 2018.

ASCHENDORF, Paula F. et al. Effects of basketball-specific high-intensity interval training on aerobic performance and physical capacities in youth female basketball players. The Physician and sportsmedicine, v. 47, n. 1, p. 65-70, 2019.

BENELI, L. M.; RODRIGUES, EDUARDO FANTATO; MONTAGNER, PAULO CÉSAR. Periodização do treinamento desportivo para atletas da categoria infantil masculino de basquetebol. Revista Treinamento Desportivo, v. 7, n. 1, p. 29-35, 2006.

BOMPA, T.O. Periodização da Força. A nova onda no treinamento de força. Toronto, Copywell, 1995.

BOMPA, Tudor O. Periodização: teoria e metodologia do treinamento. Phorte, 2002.

CARVALHO, Keyla Batista et al. Perfil somatotípico e nível de composição corporal de jogadores de basquetebol amador. Conexões - Ciência e Tecnologia, [S.l.], v. 6, n. 3, 2012.

DA SILVA, José Roberto Moreira. Treino da Força no Basquetebol-A perspetiva de preparadores físicos de equipas de alto rendimento. 2014.

DANTAS, Estélio HM. A prática da preparação física. In: A prática da preparação física. 1986. p. 325-325.

DE ALMEIDA, Marcos Bezerra et al. EFEITO DA APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA NO DESEMPENHO TÉCNICO-TÁTICO DE JOGADORES DE BASQUETEBOL UNIVERSITÁRIO. In: Congresso Internacional de Atividade Física, Nutrição e Saúde. 2017.

DE SOUZA, Mayara Pelegrini; CRUZ, Roberto Moraes; ROCHA, Ricelli Endrigo Ruppel. Efeito do destreinamento sobre as características antropométricas e desempenho físico em jogadores de Futsal Sub-17. RBFF-Revista Brasileira de Futsal e Futebol, v. 10, n. 40, p. 604-611, 2018.

DELEXTRAT, Anne; GRUET, Mathieu; BIEUZEN, Francois. Effects of small-sided games and high-intensity interval training on aerobic and repeated sprint performance and peripheral muscle oxygenation changes in elite junior basketball players. The Journal of Strength & Conditioning Research, v. 32, n. 7, p. 1882-1891, 2018.

ESCOBAR, Ariel Aline Jardim Alves et al . Benefícios do treinamento funcional em conjunto com o Fifa 11+ no controle postural de atletas de basquetebol. Rev. Bras. Ciênc. Esporte, v. 41, n. 1, p. 73-80, 2019.

FERIOLI, Davide et al. The preparation period in basketball: training load and neuromuscular adaptations. International journal of sports physiology and performance, v. 13, n. 8, p. 991-999, 2018.

GOMES, Edson Gomes Lopes Gomes; MACHADO, Thiago Machado de Araújo Machado; BEZERRA, Marcos Bezerra de Almeida Bezerra. CORRELAÇÃO ENTRE AGILIDADE E CONTROLE POSTURAL EM ATLETAS DE BASQUETEBOL UNIVERSITÁRIO. In: Congresso Internacional de Atividade Física, Nutrição e Saúde. 2017.

JACKSON, Andrew S.; POLLOCK, Michael L. Generalized equations for predicting body density of men. British journal of nutrition, v. 40, n. 3, p. 497-504, 1978.

LEVERITT, Michael et al. Concurrent strength and endurance training. Sports medicine, v. 28, n. 6, p. 413-427, 1999.

MAGGIONI, Martina A. et al. Effects of ball drills and repeated-sprint-ability training in basketball players. International journal of sports physiology and performance, v. 14, n. 6, p. 757-764, 2019.

MCARDLE, William D.; KATCH. FRANK I.; KATCH, Victor L. Nutrição para o esporte e exercício. Grupo Gen-Guanabara Koogan, 2016.

MELO, Silvia; CESSE, Eduarda; LIRA, Pedro; RISSIN, Anete; CRUZ, Rachel; FILHO, Malaquias. Doenças crônicas não transmissíveis e fatores associados em adultos numa área urbana de pobreza do nordeste brasileiro. Ciênc. Saúde Coletiva, v. 24, n. 8, p. 3159-3168, 2019.

MENEZES, Pablo de Souza. Efeito do treinamento pliométrico para verificar a agilidade em atletas de futsal feminino. 2014.

SANTOS, Rafael Bizarelo Ribeiro dos; OLIVEIRA, Omara Machado Araújo de; SANTOS VILAR, Juliana dos. Perfil da ingestão alimentar de atletas universitários em função do SARS-CoV-2. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 16147-16161, 2021.

SILVA, Alexander Fernandes; CARMO, Vanessa Sarmento Dias do; BORGES, Moisés Augusto de Oliveira; LIMA, Bruno Lucas Pinheiro; LIMA, Vicente Pinheiro. Composição corporal entre policiais militares fisicamente ativos e inativos. Conhecimento Interativo, v. 12, n. 2, p. 414-423, 2018.

SILVA, Fabrício Lima Costa da; MONTEIRO, Paulo Cesar; BORGES, Moisés Augusto de Oliveira; LIMA, Bruno Lucas Pinheiro; LIMA, Vicente Pinheiro. Correlação entre as medidas antropométricas e aptidão cardiorrespiratória em militares do sexo masculino. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 13, n. 83, p. 514-522, 2019.

Published

2021-04-13

How to Cite

Santos, R. B. R. dos, Lau, R. da S., Borges, M., Camões, J. C., & Costa, C. R. M. (2021). A influência da fase do treinamento multicomponente no desenvolvimento das valências físicas em atletas universitários de basquetebol / The influence of the multicomponent training phase on the development of physical valences in college basketball athletes. Brazilian Journal of Development, 7(4), 38182–38197. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-330

Issue

Section

Original Papers