Qualidade de vida e condições de saúde de idosos que buscam atendimento em uma clínica de fonoaudiologia / Quality of life and health conditions of elderly people looking for service in a phonoaudiology clinic

Authors

  • Frances Tockus Wosiacki
  • Adriele Barbosa Paisca
  • Ana Cristina Guarinello
  • Telma Pelaes de Carvalho
  • Roberta Vetorazzi Souza Batista
  • Amanda dos Santos
  • Ana Paula Hey
  • Giselle Massi

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-376

Keywords:

Envelhecimento, Qualidade de Vida, Fonoaudiologia, Saúde do Idoso.

Abstract

Introdução: A Participação Social, a Autonomia e a Independência são considerados pilares no âmbito da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, capazes de sustentar a Qualidade de Vida da população que envelhece. A atuação fonoaudiológica voltada à promoção da saúde e à integração social deve considerar as singularidades dos sujeitos e suas histórias de vida. Objetivo: analisar aspectos relacionados à QV e as condições de saúde fonoaudiológica, na singular perspectiva de idosos que buscam atendimento clínico na área da Fonoaudiologia. Método: Participaram do estudo, vinte e uma pessoas idosas que buscavam atendimento fonoaudiológico, em uma clínica- escola, situada no Paraná. A coleta de dados ocorreu por meio de aplicação de questionário sobre o perfil sociodemográfico dos participantes e entrevista semiestruturada. Tal instrumento enfocou questões a respeito da opinião dos idosos sobre suas condições de saúde e qualidade de vida. Os dados constituídos pelo material linguístico- discursivo produzidos pelos participantes foram organizados e tratados por meio da Análise do Conteúdo. Resultados: os participantes apresentaram idades entre 61 e 84 anos, sendo a maioria formada por mulheres casadas, com escolaridade compatível com o ensino fundamental e com renda de até um salário mínimo. A principal queixa que apresentam vincula-se à perda auditiva. Entretanto, além de tal perda, atrelam o zumbido e dificuldades na deglutição como aspectos que intervêm negativamente na qualidade de vida, na medida em que prejudicam as relações interpessoais. Conclusão: para além de questões orgânicas, é necessário que o fonoaudiólogo considere o posicionamento do idosos, contribuindo para que se mantenham integrados à família e na comunidade em que estão inseridos. Além disso, esse profissional pode promover a participação ativa dos idosos na promoção da própria qualidade de vida. 

 

References

ALVES, R.F.; SILVA, R.P.; ERNESTO, M.V.; BARROSA, G.L.; SOUZA, F.M. Gênero e saúde: o cuidar do homem em debate. Psicol Teor Prat. 2011;13(3): 152-66

BARDIN, L. (2011). Análise de conteúdo (L. de A. Rego & A. Pinheiro, Trads.). Lisboa: Edições 70. (Obra original publicada em 1977)

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília, set. 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

BRASIL. Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa- PNSPI 2006. Ministério de Saúde. Portaria n. 2528/GM, de 19 de outubro de 2006. Brasília; 2006.

BRAGA, M.; et al. Depressive symptoms in elderly living only or accompanied: the impact of hearing protection. MOJ Gerontology & Geriatrics. 2017; 2(1): 37-41.

CALDAS, C. P.; VERAS, R.P. Promovendo a saúde do idoso na comunidade. Biblioteca Lascasas,v.3,n. 4,p. 773-781,2007.

CAMARANO, A.A.; BELTRÃO, K.I.; PASCOM, A.R.P.; MEDEIROS, M.; CARNEIRO, I.G.; GOLDANI, A.M., et al. Como vai o idoso brasileiro? Texto para discussão 1999; 10 (2): 1-63

CAMPOS, G. W. S. Reforma política e sanitária: a sustentabilidade do sus em questão?. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 12, n. 2, p. 301-306, Abril. 2007.

CASSOL, K.; GALLI, J.F.M., ZAMBERLAN, N.E.; DASSIE-LEITE, A.P. Qualidade de vida em deglutição em idosos saudáveis. J. Soc. Bras. Fonoaudiol. 2012.

CAVALCANTE FILHO, J. B.; et al . Acolhimento coletivo: um desafio instituinte de novas formas de produzir o cuidado. Interface (Botucatu), Botucatu , v. 13, n. 31, p. 315-328, Dec. 2009 .

CHIOSSI, J.S.C.; ROQUE, F.P.; GOULART, B.N.G.; CHIARI, B.M. Impacto das mudanças vocais e auditivas na qualidade de vida de idosos ativos. Ciênc. saúde coletiva [periódico na Internet]. No prelo2013.

COSTA, R.G.; SOUZA, L.B.R.S. Perfil dos usuários e da demanda pelo serviço da clínica-escola de fonoaudiologia da UFBA. Rev Cien Méd Biol. 2009;8(1):53-9

DALLARI, D. A. Sociedade, Estado e direito: caminhada brasileira rumo ao século XXI. In: MOTA, Carlos Guilherme. (org.) Viagem incompleta – a experiência brasileira (1500-2000): a grande transação. São Paulo: SENAC, 2000.

DEBERT, G. G. A reinvenção da velhice: sociabilização e processos de reprivatização do envelhecimento. São Paulo: EdUSP, 1999.

DUCHIADE, M.P. População brasileira um retrato em movimento, In: MINAYO M.C.S., org Os muitos Brasis. Saúde e população na década de 80. São Paulo, Rio de Janeiro, Editora Hucitec-ABRASCO, 1995 P.34

FAZITO, L.T.; Perim, J.V.; Di Ninno, C.Q.M.S. Comparação das Queixas Alimentares de Idosos Com e Sem Prótese Dentária. Rev CEFAC. 2004;6(2):143-50.

GIRARDI, G.S.; GUARINELLO, A.C.; BERBERIAN, A.P.; MASSI, G.; MARQUES, J.M. Atendimento em fonoaudiologia: estudo de uma clínica-escola na cidade de Curitiba – Paraná. Rev Bras de Ciên da Saúde. 2012;10(34):24-30.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Mudanças demográficas no Brasil no início do século XXI: subsídios para as projeções da população. Rio de Janeiro: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, IBGE, 2015.

JACOBI, P. Serviços Locais de Saúde: Construção de Atores e Políticas. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 10, n. 1, p. 130-131, Mar. 1994.

KARSH, U.M. Idosos dependentes: famílias e cuidadores. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.19, n.3.p 861-863,2003

LIMA, B.P.S.; GUIMARÃES, J.A.T.L.; Rocha M.C.G. Características epidemiológicas das alterações de linguagem em um centro fonoaudiológico do primeiro setor. Ver Soc Bras Fonoaudiol. 2008;13(4):376-80.

MARCOLINO, J. Achados fonoaudiológicos na deglutição de idosos do município de Irati - Paraná. Rev. bras. geriatr. gerontol., Rio de Janeiro , v. 12, n. 2, p. 193-200, Aug. 2009.

MASSI, G.; et al . Envelhecimento ativo: um relato de pesquisa- intervenção. Rev. CEFAC, São Paulo , v. 20, n. 1, p. 5-12, Feb. 2018.

MASSI, G.; et al. Impacto de atividades dialógicas intergeracionais na percepção de crianças, adolescentes e idosos. Rev. CEFAC, São Paulo , v. 18, n. 2, p. 399-407, Abril. 2016.

MASSI, G.; et al . Linguagem e envelhecimento: práticas de escrita autobiográfica junto a idosos. Rev. CEFAC, São Paulo , v. 17, n. 6, p. 2065- 2071, Dec. 2015 .

MATTA, G.C.; Lima, J.C.F. Estado, sociedade e formação profissional em saúde: contradições e desafios em 20 anos de SUS. Fund Fiocruz. 2009;25(10):410- 22.

MIRANDA, M. P. B. V. B. Amarras do mundo rural: implicações de isolamento social na saúde e nos projetos jovens. Dissertação (Mestrado em Sociologia da Saúde). 164p. Universidade do Minho. Braga - Portugal, 2004.

MITRE, S. M.; ANDRADE, E. I. G.; COTTA, R. M. M. Avanços e desafios do acolhimento na operacionalização e qualificação do Sistema Único de Saúde na Atenção Primária: um resgate da produção bibliográfica do Brasil. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 17, n. 8, p. 2071-2085, Aug. 2012 .

MOTTA, A. B. Sociabilidades possíveis: idosos e tempo geracional. In: PEIXOTO C. E. (Org.). Família e Envelhecimento. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004. p. 109 144.

NERI, M. C. Renda, consumo e aposentadoria: evidências, atitudes e percepções. In: NERI, A. L. (Org.). Idosos no Brasil: vivência, desafios e expectativas na terceira idade. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2007. p. 91-107.

PASCHOAL, S. M. P.; SALLES, R. F. N.; FRANCO, R. P. Epidemiologia do Envelhecimento. In: CARVALHO FILHO, Eurico Thomaz de; PAPALÉO NETTO, Matheus. (Org.). Geriatria. Fundamentos, Clínica e Terapêutica. 2ed.São Paulo: Atheneu, 2006

PEREIRA, K.C.R.; ANGELA, M.A.; JEFFERSON L.T. Contribuição das condições sociodemográficas para a percepção da qualidade de vida em idosos. Rev. bras. geriatr. gerontol 14.1 (2011): 85-95.

QUALLS, S. H.; ZARIT, S. H. (Ed.). Aging families and caregiving. Hoboken: John Wiley & Sons, 2009

ROCHA M.A.S.; Lima M.L.L.T. Caracterização dos distúrbios miofuncionais orofaciais de idosos institucionalizados. Geriatria & Gerontologia. 2010; 4(1):21-

ROLIM, L. B.; BARRETO, R. S.; CRUZ, L. C.; Sampaio, K. J. A. J. Participação popular e o controle social como diretriz do SUS: uma revisão narrativa. Saúde em Debate • Rio de Janeiro, v. 37, n. 96, p. 139-147, jan. / mar. 2013.

REIS, E. P. Reflexões leigas para a formulação de uma agenda de pesquisa em políticas públicas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 18, n. 51, p. 21-30, fev. 2003.

SANTOS, S. R.; et al . Qualidade de vida do idoso na comunidade: aplicação da Escala de Flanagan. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto , v. 10, n. 6, p. 757-764, Dez.2002.

SOUZA, I. A. L.; MASSI, G. A saúde fonoaudiológica a partir do discurso do idoso institucionalizado. Rev. CEFAC, São Paulo , v. 17, n. 1, p. 300-307, Feb. 2015 .

SOUZA. P.; Massi, G. A influência da estrutura de um grupo na linguagem escrita de idosos: um estudo de caso. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2011;16(3):350-5

WILLIG, Mariluci Hautsch. As histórias de vida dos idosos longevos de uma comunidade: o elo entre o passado e o presente. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2012.

ZANIN, L. E.; ALBUQUERQUE, I. M. N.; MELO, D. H. Fonoaudiologia e estratégia de saúde da família: o estado da arte. Rev. CEFAC, São Paulo , v. 17, n. 5, p. 1674-1688, Oct. 2015.

Published

2021-04-14

How to Cite

Wosiacki, F. T., Paisca, A. B., Guarinello, A. C., Carvalho, T. P. de, Batista, R. V. S., Santos, A. dos, Hey, A. P., & Massi, G. (2021). Qualidade de vida e condições de saúde de idosos que buscam atendimento em uma clínica de fonoaudiologia / Quality of life and health conditions of elderly people looking for service in a phonoaudiology clinic. Brazilian Journal of Development, 7(4), 38845–38866. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-376

Issue

Section

Original Papers