Diagnóstico da qualidade em leites pasteurizados (saquinho) comercializados na cidade de Dourados/MS / Quality diagnosis in pasteurized milk (sachet) commercialized in the city of Dourados/MS

Authors

  • Wesley da Luz
  • Gabriela Pinheiro dos Santos
  • William Renzo Cortez- Veja
  • Sandriane Pizato
  • Carlos Alberto Baca Maldonado
  • Rosalinda Arévalo- Pinedo

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-416

Abstract

Na última década o leite de vaca teve um elevado crescimento de produção, assim como uma demanda mais acentuada. O objetivo desta pesquisa foi realizar o diagnóstico da qualidade em leites pasteurizados (saquinhos) comercializados na cidade de Dourados/MS.  O leite integral em saquinho foi adquirido no comércio local da cidade de Dourados-MS. Foram selecionadas três marcas e denominadas como L1, L2 e L3. As análises físicas e químicas foram realizadas (em triplicata) a cada quinze dias durante três meses. As análises realizadas nas amostras foram: crioscopia, adição de água, proteína, sólidos totais, lactose, densidade, sólidos não gordurosos (SNG), teor de gordura e pH no analisador de leite Ultrassom marca (Lactoscan SA 50 Milk Analyzer). Assim mesmo, realizaram-se análises de gordura através do método de Gerber, análises de acidez (°D e a determinação de proteínas através do método titulométricos com formol. Os resultados obtidos do leite através do analisador de leites nas marcas L1, L2 e L3 respectivamente foram: crioscopia (H°): -0,506; -0,539; -0,503, Adição de água (%): 0,018; 0,013; 0,015, Proteína (%): 2,93; 3,0; 2,88, Sólidos (%): 0,67; 0,63; 0,63, Lactose (%): 4,46; 4,41; 3,95, Densidade (g/mL): 1,029; 1,030; 1,027, SNG (%): 8,04; 8,40; 8,03, Gordura (%): 3,32; 3,90; 3,88, Acidez (°D): 16,32;  16,23; 18,26,  pH: 6,71; 6,60; 6,82, Gordura método Gerber (%): 3,628; 3,99; 3,72 e proteína método do formol (%): 2,94; 3,12; 3,12. Os leites pasteurizados comercializados em Dourados-MS apresentaram composição físico-química variável. Ressalta-se a importância da atuação por parte dos órgãos fiscalizadores, dentro das indústrias de produção de leite, para que a legislação seja cumprida e haja uniformidade na comercialização dos leites.

References

AGENAS, S; DAHLBORN, K; HOLTENIUS K. Changes in metabolism and milk production during and after feed deprivation in primiparous cows selected for different milk fat content. Livestock Production Science, v. 83, p. 153-164, 2003.

AGNESE, A. P.; NASCIMENTO, A. M. D. do; VEIGA, F. H. A.; PEREIRA, B. M.; OLIVEIRA, V. M. de. Avaliação físico-química do leite cru comercializado informalmente no Município de Seropédica – RJ. Revista Higiene Alimentar, v.16, n. 94. p. 58-61, 2002.

ARAÚJO, C.G.F.; RANGEL, A.H.N.; MEDEIROS H.R.; MENDES, C.G.; ABRANTES, M.R; SOUSA, E.S.; SILVA, J.B.A. Avaliação qualitativa do leite pasteurizado tipo A, B, e C comercializado em Natal, RN. Rio Grande do Norte: UFRN, 2012.

BEZERRA, J. R.; RIGO, M.; BASTOS, R.G.; RAYMUNDO, M.S. introdução à tecnologia de leite e derivados. Universidade Estadual do Centro-Oeste. Pág. 17-18, 20-22. 2012. Disponível em:< http://www2.unicentro.br/editora/files/2012/11/raniere.pdf>. Acesso em: 28 de fevereiro de 2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 68, de 12 de dezembro de 2006. Oficializa os métodos analíticos oficiais físico-químicos, para controle de leite e produtos lácteos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 14 dez. 2006. Seção 1, p. 8.

CALDEIRA, L. A.; ROCHA-JÚNIOR, V.R.; FONSECA, C. M.; MELO, L. M.; CRUZ, A. G, OLIVEIRA, L. L. S. Caracterização do leite comercializado em Janaúba-MG. Alim Nutr. 2010; 21(2):191-5.

CALDERÓN, A. et al. Indicadores de calidad de leches crudes em diferentes regiones de Colômbia. Revista M. V. Z. Córdoba, v. 11, p. 725-737, 2006.

CONAB, 2018. Pecuária leiteira: análise dos custos de produção e da rentabilidade nos anos de 2014 a 2017. Conab / Companhia Nacional de Abastecimento. Disponível em < http://www.conab.gov.br/>. Acesso: 06/01/2020

CORTEZ, M. A. S; DIAS, V. G.; MAIA, R. G.; COSTA, C. C. A. Características físico-químicas e análise sensorial do leite pasteurizado adicionado de água, soro de queijo, soro fisiológico e soro glicosado. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, v. 65, n. 376, p. 18-25, 2010.

EMBRAPA. Qualidade físico-química, higiênico-sanitária e composicional do leite cru Indicadores e aplicações práticas da Instrução Normativa 62. Porto Velho, RO 2014. Disponível em < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/125963/1/Doc-158-leite.pdf> Acesso em: 04/12/2019.

EMBRAPA GADO DE LEITE. Anuário leite 2020: Leite de vacas felizes. disponível em: < https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1124722/anuario-leite-2020-leite-de-vacas-felizes > Acesso em: 08 de abril de 2021.

FAO - FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION- FAO (2008) -FAOSTAT - FAT- Statistics division/ Prod STAT: Livestock (animals and primary). Disponível em: < http://www.fao.org/faostat/en/#data/QL >. Acesso em: 09 de setembro de 2019.

FERREIRA, D.F. Análises estatísticas por meio do Sisvar para Windows versão 4.0. In... REUNIÃO ANUAL DA REGIÃO BRASILEIRA DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE BIOMETRIA, 45, 2000. Anais... São Carlos, SP: SIB, p. 255-258, 2000.

GARCIA, A. O.; BERALDO, R. D.; VAN DENDER, A. G. F.; SILVA-ALVES, A. T.; TRENTO, F. K. H. S.; YOTSUYANAGI, K. Avaliação da Qualidade Físico-Química e Microbiológica do Leite Pasteurizado Tipos A, B e C Comercializados em Campinas -SP. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 21, n. 150, p. 131-132, 2006.

HENNO, M.; JÔUDU, I.; KAART, T.; PUSSA, T.; KART, O. The Effect of Milk Protein Contents on the Rennet Coagulation Properties of Milk from Individual Dairy Cows. International Dairy Journal, Vol. 18, Issue 9, September 2008, Pages 964-967.

IAL, INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Métodos físico-químicos para análises de alimentos. 4ª ed. (1ª Edição digital), 2008. 1020 p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Censo Agropecuário: resultados definitivos 2017. Disponível em: < https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=73096> Acesso em: 09 de outubro de 2019.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO. Aprovar os Regulamentos Técnicos de Identidade e Qualidade dos Produtos Lácteos. Portaria MAPA - 146, de 07/03/1996. Disponível em: < https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/legislacoes/portaria-mapa-146-de-07-03- 1996, 669.html>. Acesso em: 28 de maio de 2020.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 76, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2018. Diário Oficial da união, 2018.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 68, DE 26 DE Agosto DE 2006. Diário Oficial da união.

MOYSÉS, J, B; CARVALHO, I. F.; HOFFMANN, F. L. Avaliação físico-química do leite pasteurizado tipo c produzido e comercializado na região de Tangará da Serra – MT, Brasil – Estudo de Caso. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, v. 366, p. 22-27, 2009.

Neves, L.N.O; Silva, P. H. F, Oliveira M. A. L. Determinação Espectofotométrica de WPNI e HMF em leite UHT através da análise por componentes principais. Quim. Nova, Vol. 39, No. 6, 741-747, 2016.

OLIVEIRA-FILHO, J.G.; FIQUEIREDO H.A.S., SILVA, E.R.; CRUZ, I.A. Diagnóstico da Cadeia Produtiva de Leite em uma Unidade Agropecuária de Ensino Técnico Federal. Cadernos de Agroecologia, vol. 9, n. 4, p. 1-5,2015

PERES, J. R. O leite como ferramenta do monitoramento nutricional. In: GONZALEZ, F. H. D.; DURR, J. W.; FONTANELI, R. S. (Ed.). Uso do leite para monitorar a nutrição e metabolismo de vacas leiteiras. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2001. p. 29-43.

QUINTANA, R. C., CARNEIRO, L.C. Avaliação do leite in natura comercializado clandestinamente no município de morrinhos, GO. Rev. Inst. Adolfo Lutz vol.65 no.3, SP 2006.

ROSA, L. S.; GARBIN, C. M.; ZAMBONI, L.; BONACINA, M. S. Avaliação da qualidade físico-química do leite ultra pasteurizado comercializado no município de Erechim-RS. Revista Visa em Debate, Sociedade Ciência Tecnologia. Erechim, RS, p. 99-107, 2015. Disponível em: Acesso em: 13 março 2020.

SILVA, M. C. D.;.da SILVA, J. V. L.; RAMOS, A. C. S.; MELO, R.O.; OLIVEIRA, J. O. Caracterização microbiológica e físico-química de leite pasteurizado destinado ao programa do leite no Estado de Alagoas. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 28, n. 1, p. 226- 230, 2008.

SILVA, R. O. P. Leite UHT ou Pasteurizado: afinal, qual tem os melhores preços? Análises e indicadores do agronegócio. v. 11, n. 9, setembro 2016.

ZOCCHE, F; BERSOT, L. S.; BARCELLOS, V. C.; PARANHOS, J. K. Qualidade Microbiológica e Físico-Química do Leite Pasteurizado produzido na região oeste do Paraná. Arch. Vet. Sci., v. 7, n. 2, p. 59-67, 2002.

Published

2021-04-16

How to Cite

Luz, W. da, Santos, G. P. dos, Veja, W. R. C.-., Pizato, S., Maldonado, C. A. B., & Pinedo, R. A.-. (2021). Diagnóstico da qualidade em leites pasteurizados (saquinho) comercializados na cidade de Dourados/MS / Quality diagnosis in pasteurized milk (sachet) commercialized in the city of Dourados/MS. Brazilian Journal of Development, 7(4), 39431–39444. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-416

Issue

Section

Original Papers