Perfil granulométrico e digestibilidade do amido da silagem de milho submetida a diferentes processamentos / Grain size profile and starch digestibility of corn silage submitted to different processing

Authors

  • Lisandro Rodrigo Buriol
  • Selio Roque Torteli
  • Glauber Gallina
  • Joziane Battiston
  • Cristiano Reschke Lajús

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-433

Keywords:

Colheita, Produção de leite, Cracker, Peneira e Grãos-Processados.

Abstract

Este trabalho tem como objetivo avaliar o perfil granulométrico da silagem de milho (Zea Mays L.) confeccionada com e sem a utilização de cracker nas peneiras 10,15 e 20 mm. O experimento realizou-se no município de Nova Erechim, extremo Oeste de Santa Catarina. Utilizou-se o Delineamento de Blocos Casualizados (DBC) em esquema de parcela subdividida (2x3), com quatro repetições, sendo que na parcela principal foram alocadas as máquinas (com e sem cracker) e na sub parcela foram alocadas as peneiras (10 mm, 15 mm e 20 mm). Foram avaliados: perfil granulométrico da silagem através do método Penn State, grãos processados pelo método do copo de monitoramento, grau de processamento da silagem através da análise de KPS, teor de amido da silagem, produção de leite em tonelada/tonelada de Matéria Seca (MS) de silagem e viabilidade econômica. Na avaliação da separação das partículas via Penn State, observou-se que os tratamentos com cracker no ajuste de corte de 10 e 15 mm, resultaram em maiores quantidades de partículas finas, retidas na peneira de fundo. Já o tratamento sem cracker com ajuste de corte para 20 mm, resultou em maiores proporções de partículas grandes, acima de 19 mm. O maior número de grãos não processados, avaliados via copo de monitoramento, foi obtido nos tratamentos sem a utilização de cracker. Os melhores escores de KPS foram verificados nos tratamentos com a utilização de cracker. Os teores de amido mantiveram similaridade entre os tratamentos com e sem cracker, não diferindo entre si.  Conforme dados apresentados os ajustes de processamento que apresentaram maior eficiência técnica para processamento de grãos, perfil granulométrico e KPS foram os tratamentos com cracker, embora a máxima eficiência técnica foi observada nos tratamentos sem cracker.

References

ASCOM CIDASC/EMBRAPA. Silagem para suprir a escassez de pasto. 2018. Joint Venture. Disponível em: <http://www.cidasc.sc.gov.br/blog/2018/05/08/silagem-para-suprir-a-escassez-de-pasto/>. Acesso em: 31 out. 2019.

BERNARDES, T. F. Silagem de milho: monitorar a colheita é fundamental. 2017. Milkpoint. Disponível em: https://www.milkpoint.com.br/colunas/thiago-fernandes-bernardes/silagem-de-milho-monitorar-a-colheita-e-fundamental-108701n.aspx. Acesso em: 22 maio 2020.

BERNARDES, T. F; RÊGO, A. C. Study on the practices of silage production and utilization on Brazilian dairy farms. Journal of Dairy Science, Champaign, v. 97, n. 3, p. 1852-1861, Mar. 2015. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24393176/>. Acesso em: 22 maio 2020.

BOLLER, W. Integração Lavoura Pecuária Floresta. Máquinas para a colheita e conservação de forragens. 2002. cap. 14, p 367-434. Disponível em: <http://www.cnpt.embrapa.br/biblio/li/li01-forrageiras/cap14.pdf>. Acesso em: 02 nov. 2019.

CASSOLI L. (Brasil). MilkPoint. 20, 30 ou 40%? Qual deveria ser o teor de amido na silagem de milho? 2017. Disponível em: < https://www.milkpoint.com.br/colunas/esalqlab/20-30-ou-40-qual-deveria-ser-o-teor-de-amido-na-silagem-de-milho-206262n.aspx>. Acesso em: 16 maio 2020.

CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia. Abril 2020. Disponível em: <https://www.cepea.esalq.usp.br/br/indicador/leite.aspx>. Acesso em: 12 maio 2020.

COOKE, K. M.; BERNARD, J. K.. Effect of cutting length and grain processing on lactation use of dairy cows. 2005. Journal of Dairy Science Volume 88, Edição 1, Janeiro de 2005, páginas 310-316. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022030205726898>. Acesso em: 12 dez. 2019.

CORREA, C. E. S.et al. 2002. Relationship between corn vitreousness and ruminal in situ starch degradability. Journal of Dairy Science. 85:3008– 3012. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12487466/>. Acesso em: 15 maio 2020.

D’OLIVEIRA, P. S.; OLIVEIRA, J. S. Produção de Silagem de Milho para Suplementação do Rebanho Leiteiro. 2014. Disponível em: <https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/105773/1/COT-74-Persio-Producao-de-Silagem-de-Milho-para-Suplementacao-do-Rebanho-Leiteiro.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2019.

DE PAULA R. F. (Brasil). Pionner. Colheita de Milho para Silagem de Planta Inteira com Ensiladeiras Automotrizes. 2017. Disponível em: <http://www.pioneersementes.com.br/blog/171/colheita-de-milho-para-silagem-de-planta-inteira-com-ensiladeiras-automotrizes>. Acesso em: 01 nov. 2019.

DE PAULA R. F. (Brasil). Pionner. A importância do quebramento de grãos na qualidade da silagem de planta inteira de milho. 2019. Disponível em: <http://www.pioneersementes.com.br/blog/138/a-importancia-do-quebramento-de-graos-na-qualidade-da-silagem-de-planta-inteira-de-milho>. Acesso em: 11 maio 2020.

DIAS JUNIOR G. S et al. Relationship between processing score and kernel-fraction particle size in whole-plant corn silage. Journal of Dairy Science, v99, n4, p. 2719–2729, 2016. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26851843/>. Acesso em: 13 mar. 2020.

DIAS JÚNIOR G. S. Processamento de silagem de milho e suplementação de vacas leiteiras com enzimas fibrolíticas. 2016. Disponível em: <http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11476> Acesso em: 16 maio 2020.

ELIAS, H. T. Milho Silagem. Boletim Agropecuário, Florianópolis -SC, v. 53, p. 18-21, de outubro de 2017. Mensal. Disponível em: <http://docweb.epagri.sc.gov.br/website_cepa/Boletim_agropecuario/boletim_agropecuario_n53.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

ELIAS, H. T.; PORTO, B.; JOCHIMS, F. Milho para fins de silagem: análise da evolução da produção em Santa Catarina. Boletim Agropecuário, Florianópolis -SC, v. 60, p. 20-29, 15 de maio 2018. Mensal. Disponível em: <http://docweb.epagri.sc.gov.br/website_cepa/Boletim_agropecuario/boletim_agropecuario_n60.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

EMBRAPA, 2018. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 5. ed. Distrito Federal: Embrapa Solos, 2018. 486 p.

EPAGRI/CEPA, 2018. Santa Catarina amplia em 10% a produção de milho. Disponível em: < http://www.agricultura.sc.gov.br/index.php/noticias/825-santa-catarina-amplia-em-10-a-producao-de-milho#:~:text=Segundo%20levantamentos%20da%20Epagri%2FCepa,em%20218%20mil%20hectares%20plantados>. Acesso em: 07 jul. 2020.

FACTORI, M. A. Degradabilidade ruminal de híbridos de milho em função do estádio de colheita e processamento na ensilagem. 2008. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/95285/factori_ma_me_botfmvz.pdf?sequence=1>. Acesso em: 12 dez. 2019.

FERREIRA, D. F. SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística Revista Científica Symposium, Lavras: v. 6, n. 2, p. 36-41, jul./dez. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000068&pid=S0100-2945201100050009300004&lng=pt>. Acesso em: 12 dez. 2019.

FERREIRA, G.; MERTENS, D. R. Chemical and physical characteristics of corn silages and their effects on in vitro disappearance. Journal of Dairy Science, v. 88, p.4414-4425, 2005. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022030205731283>. Acesso em: 12 dez.

GOMES, S. P. et al. Efeito do tamanho de partícula do volumoso e da freqüência de alimentação sobre o consumo e a digestibilidade em ovinos. Revista Brasileira Saúde Produção Animal., v.13, n.1, p.137-149, 2012.

GOOGLE Earth. Versão 9.3.99.1.2019. Disponível em: <https://earth.google.com/web/@- 26.513971, -52.555070. Acesso em: 12 dez. 2019.

HEINRICHS J.; JONES CM. 2013. The Penn State Particle Separator. DSE 2013– 186. Disponível em: <https://extension.psu.edu/penn-state-particle-separator> Acesso em: 11 maio 2020.

HOFFMAN, P. C. et al. A query for effective mean particle size of dry and high moisture corns. Journal of Dairy Science, v95, p. 3467–3477, 2012.Disponível em: < https://www.journalofdairyscience.org/article/S0022-0302(12)00321-9/fulltext >. Acesso em: 14 maio 2020.

KHAN, N. A. et al. Nutritive value of maize silage in relation to dairy cow performance and milk quality. Journal of the Science of Food and Agriculture, Malden, v. 95, n. 2, p. 238-252, Jan. 2015. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24752455/>. Acesso em: 11 maio 2020.

LOPES F. C. F. et al. Embrapa Milho e Sorgo. Avaliacao da degradabilidade ruminal in situ da matéria seca de silagens de milho (Zea mays, L.) com diferentes graus de vitreosidade e com perfil de aminoácidos modificado. 2004. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/487781/avaliacao-da-degradabilidade-ruminal-in-situ-da-materia-seca-de-silagens-de-milho-zea-mays-l-com-diferentes-graus-de-vitreosidade-e-com-perfil-de-aminoacidos-modificado>. Acesso em: 12 dez. 2019.

LUGÃO, S.M.B. et al. Silagem de milho na atividade leiteira do Sudoeste do Paraná. Londrina: IAPAR, 2011. 124p.

MACEDO JÚNIOR G. L. Qualidade da fibra para a dieta de ruminantes. Ciência Animal, 2007. Disponível em: <http://www.uece.br/cienciaanimal/dmdocuments/Artigo1.2007.1.pdf>. Acesso em: 13 dez. 2019.

MAGALHÃES P. C. (Brasil). Embrapa. Fisiologia do Milho. 22. ed. Sete Lagoas: Embrapa, 2003. 200 v. Disponível em: <http://docsagencia.cnptia.embrapa.br/milho/circul22.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

MAHANNA, B. et. al. Silage Zone Manual. Pioneer, Johnston, IA, Estados Unidos. 2014. Disponível em: <https://intelseed.ca/uploads/Silage_Zone_Manual-2017.pdf> Acesso em: 31 out. 2019.

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Texto, 2007. 206 p.

MORON I. R. et al. Cinética da digestão ruminal do amido dos grãos de milho e sorgo submetidos a diferentes formas de processamento. Ciência Agrotécnica, Lavras, v.24, n.1, p 208-212, 2000. Disponível em: <http://www.editora.ufla.br/index.php/component/phocadownload/category/36-volume-24-numero1nova?download=554:vol24numero1nova> . Acesso em: 12 dez. 2019.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Subcommittee on Dairy Cattle Nutrition. Nutrient Requeriments of Dairy Cattle. 6ed. rev. Washington, D.C. National Academy Press, 1989. 157p. Disponível em: <https://www.worldcat.org/title/nutrient-requirements-of-dairy-cattle/oclc/20243431>. Acesso em: 12 dez. 2019.

NEUMANN, M. et al. Efeito do tamanho de partícula e da altura de corte de plantas de milho na dinâmica do processo fermentativo da silagem e no período de desensilagem. Revista Brasileira de Zootecnia, Brasil, v. 36, n. 5, p.1603-1613, 11 abr. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbz/v36n5s0/a20v3650.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

OLIVEIRA, J. S. et al. Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho destinados à silagem em bacias leiteiras do estado de Goiás. Pesquisa Agropecuária Tropical. v.37, n.1, p.45-50, 2007

PAZIANI, S. F; CAMPOS, F. P. Silagem de milho: ponto ideal de colheita e suas implicações. 2015. Disponível em: <http://www.aptaregional.sp.gov.br/acesse-os-artigos-pesquisa-e-tecnologia/edicao-2015/janeiro-junho-3/1651-silagem-de-milho-ponto-ideal-de-colheita-e-suas-implicacoes/file.html>. Acesso em: 11 dez. 2019.

PAZIANI, S.F. et al. Características agronômicas e bromatológicas de híbridos de milho para produção de silagem. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa-MG, v.38, n.3, p.411-417, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-35982009000300002&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 12 dez. 2019.

PEDROSO, A. F. Embrapa Produção e Manejo de Silagem. 1998. Disponível em: <https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CPPSE/12424/1/PedrosoAF8552.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

PEREIRA, L. G. R. et al. Alimentos para gado de leite. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2009. 568 p.

PEREIRA, M. N. et al. Ruminal degradability of hard or soft texture corn grain at three maturity stages., Scientia Agricola Piracicaba, v. 61, n. 4, p. 358-363, 2004. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162004000400002>. Acesso em: 08 maio 2020.

SALVATI, G. G. S. Strategies to improve kernel processing and dairy cow performance in whole-plant corn silage based on vitreous endosperm hybrid. 2019. 87 P. Tese. Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 2019. Disponível em: <http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/USP_5eeeb8196a6ed43cb82dec73b7537b79>. Acesso em: 05 maio 2020.

SANTOS L. F. O.; Koerich G. Composição Química e Processamento Físico Das Silagens De Milho Do 1º Torneio De Silagem De PALMAS – PR. 2019. Disponível em: <https://docplayer.com.br/168911745-Composicao-quimica-e-processamento-fisico-das-silagens-de-milho-do-1o-torneio-de-silagem-de-palmas-pr.html> Acesso em: 17 maio 2020.

SANTOS, L. F. O. et al. Composição química e processamento físico das silagens de milho do 1° torneio de silagens de Palmas - PR. In: 1ª REUNIÃO TÉCNICA SUL BRASILEIRA DE PESQUISA DE MILHO E SORGO, 1., 2019, Chapecó. Anais [...] . Chapecó: Misosul, 2019. v. 1, p. 1-578.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIAS DO SOLO - SBCS. Manual de adubação e calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Porto Alegre- RS, 2016.

SILVEIRA J. M. Maturidade e tamanho de corte da forragem como estratégias de ensilagem de híbridos de milho. Piracicaba, 2019. 67p. Disponível em: <https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-12072019-142501/fr.php>. Acesso em: 04 maio 2020.

TICIANI E.; CAPELESSO A.; OLIVEIRA D.E. Milho para silagem: Como fazer escolha do cultivar. 2011. SB RURAL. Disponível em: <https://www.udesc.br/arquivos/ceo/id_cpmenu/1043/caderno_udesc_059_15197424943896_1043.pdf>. Acesso em: 31 out. 2019.

ZINN, R. A.; OWENS, F.N.; WARE, R.A. Flaking corn: processing mechanics, quality standards, and impacts on energy availability and performance of feedlot cattle. Journal of Animal Science, v.80, p.1145-1156, 2002. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/11351461_Flaking_corn_Processing_mechanics_quality_standards_and_impacts_on_energy_availability_and_performance_of_feedlot_cattle>. Acesso em: 12 dez. 2019.

ZOPOLLATTO, M; DANIEL, J. L. P.; Mari, L. G. Aditivos microbiológicos em silagens no Brasil: revisão dos aspectos da ensilagem e do desempenho de animais. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1516-35982009001300018&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 20 nov. 2019.

Published

2021-04-16

How to Cite

Buriol, L. R., Torteli, S. R., Gallina, G., Battiston, J., & Lajús, C. R. (2021). Perfil granulométrico e digestibilidade do amido da silagem de milho submetida a diferentes processamentos / Grain size profile and starch digestibility of corn silage submitted to different processing. Brazilian Journal of Development, 7(4), 39680–39710. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-433

Issue

Section

Original Papers