A governança pública e sua aplicação nos regimes próprios de previdência social / Public governance and its application in the schemes own social security

Authors

  • Gislene Pereira Silva Gomes Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná
  • Carlos Alberto Dias
  • Andreia Teixeira de Oliveira Santos
  • Ciro Meneses Santos
  • Ivana Carneiro Almeida
  • João Paulo Calembo Batista Menezes

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-465

Keywords:

Gestão pública. Governança Pública. Regimes Próprios de Previdência.

Abstract

O objetivo do presente artigo é apresentar uma revisão bibliográfica sobre a utilização dos instrumentos de governança pública na gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). A pesquisa foi realizada em livros, manuais e artigos científicos publicados em periódicos relevantes. O estudo descreveu os modelos de gestão pública que são praticados no Brasil, demonstrando a influência da cultura patrimonialista e a governança pública como resultado da evolução do gerencialismo. A pesquisa constatou que a governança pública vem sendo aplicada no âmbito da administração pública e que a previdência social vem adotando seus instrumentos, inclusive nos regimes próprios, como é o caso do programa Pró-Gestão RPPS que visa a melhoria da qualidade e capacitação dos gestores públicos.

References

Barros, Nara R. M., Leal, Débora A. (2021) Tramitação simplificada, um dos paradigmas nas ações administrativas institucionais, Brazilian Journal of Development, 7(1), p.10494-10502.

Brasil, (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Presidência da República – Casa Civil – Available in: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Access: 15 Dez 2020.

Brasil, (2015). Previdência Social – Ministério da Previdência Social - Available in: http://sa.previdencia.gov.br/site/2018/01/PORTARIA-MPS-n%C2%BA-185-de-14maio2015-atualizada-at%C3%A9-02jan2018.pdf. Access: 20 Dez 2020.

Brasil, (2020). Ministério da Economia – Secretaria Especial de Previdência e Trabalho – SEPRT. Available in: https://www.gov.br/previdencia/pt-br/assuntos/previdencia-no-servico-publico/pro-gestao-rpps-certificacao-institucional/arquivos/2020/manual-do-pro-gestao-rpps-versao-3-1_1092020.pd%20f. Access: 15 Dez 2020.

Brasil, (2015). Ministério da Previdência Social. Plano Estratégico / Ministério da Previdência Social. Brasília: MPS, 44.

Brasil, (2020). Tribunal de Contas da União. Referencial básico de governança aplicável a organizações públicas e outros entes jurisdicionados ao TCU / Tribunal de Contas da União. Edição 3 - Brasília: TCU, Secretaria de Controle Externo da Administração do Estado – Secex Administração, 242.

Carvalho J. S. F. (2020). Manual de direito administrativo. 34 ed. São Paulo: Atlas.

Filgueiras, F. (2018). Indo além do gerencial: a agenda da governança democrática e a mudança silenciada no Brasil. Revista de Administração Pública, 52(1), 71-88.

Flick, U. (2008). Introdução à Pesquisa Qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed Editora.

Gil, Antonio C. (2002) Como Elaborar Projetos de Pesquisa, 4 ed. São Paulo: Atlas.

Ibrahim, Fábio Zambitte. Curso de Direito Previdenciário. 15. ed. rev., ampl. e atual. Rio de Janeiro: Impetus, 2010.

Louzano, J. P. D. O., Tavares, Bruno, Martins, Fabrícia J. O., Costa, Thiago M. T., (2019). Accountability no regime próprio de previdência dos servidores municipais de diferentes estruturas institucionais. Repositório FGV EAESP. 24(77). DOI:

https://doi.org/10.12660/cgpc.v24n77.75891

Oliveira, A. G. D., Pisa, Beatriz J., (2015). IGovP: Índice De Avaliação Da Governança Pública - Instrumento de Planejamento do Estado e de Controle Social Pelo Cidadão. Revista de Administração Pública. 49(5). Rio de Janeiro.

Pereira, A. S., Sthitsuka, D. M., Pereira, F. J., & Shitsuka, R.. (2018) Metodologia da Pesquisa Científica, Universidade Federal de Santa Maria. Núcleo de Tecnologia Educacional, Santa Maria. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pereira, L. C. B. (1998). Exposição no Senado sobre a Reforma da Administração Pública. Caderno do MARE, Ministério da Administração Federal e Reforma do Estado, Brasília, 03.

Sano, H. & Abrucio, F. L. (2008). Promessas e Resultados da Nova Gestão Pública no Brasil: o Caso das Organizações Sociais de Saúde em São Paulo. RAE - Revista de Administração de Empresas, 48(3), 64-80. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902008000300007

Rodrigues, Eduardo A. S., Furtado, Laiane G., Lima, Diana, V., (2019). Adoção de Princípios de Boa Governança na Previdência Social do Brasil: Conhecendo as Diretrizes da ISSA. Revista Brasileira de Previdência. Available in: http://revista.unicuritiba.edu.br/index.php/previdencia/article/view/4467. Access: 05 Jan 2021.

Secchi, L. (2009). Modelos Organizacionais e Reformas Da Administração Pública. Rev. Adm. Pública, 43(2), 347-369. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122009000200004.

Tavares, Paulino V., Romão, Ana Lúcia, (2021) Transparência, Accountability e Corrupção: Uma Percepção Qualitativa da Governança Pública no Brasil e na África do Sul, Brazilian Journal of Development, (7)3, p 23596-23633.

Unesp, Universidade Estadual Paulista. (2020). Tipos de Revisão de Literatura. Botucatu.

Violin, T. C. (2007). Da Administração Pública Patrimonialista À Administração Pública Gerencial E A Burocracia. A&C R. de Dir. Administrativo & Constitucional, Belo Horizonte, 7(30), 225-247, Available in: http://www.revistaaec.com/index.php/revistaaec/article/view/646. Access: 10 Jan 2021.

Zwick, E., Teixeira, Marília P. R., Pereira, José R., Vilas Boas, Ana A. (2012). Administração pública tupiniquim: reflexões a partir da Teoria N e da Teoria P de Guerreiro Ramos. Cad. EBAPE.BR, Rio de Janeiro,10(2), 284-301.

Published

2021-04-18

How to Cite

Gomes, G. P. S., Dias, C. A., Santos, A. T. de O., Santos, C. M., Almeida, I. C., & Menezes, J. P. C. B. (2021). A governança pública e sua aplicação nos regimes próprios de previdência social / Public governance and its application in the schemes own social security. Brazilian Journal of Development, 7(4), 40136–40149. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-465

Issue

Section

Original Papers