A educação como instrumento de protagonismo social da juventude em vulnerabilidade social / Education as an instrument of social protagonism for socially vulnerable youth

Authors

  • Nikolas Medson Araújo Ribeiro
  • Bárbara Sanara Silveira
  • Viviane Bernadeth Granda Brandão
  • Zilmar Santos Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-483

Keywords:

Educação, Juventude, Vulnerabilidade Social, Protagonismo Social.

Abstract

Este trabalho consiste em analisar a Educação como instrumento de protagonismo social da juventude em vulnerabilidade social. A juventude está relacionada intrinsecamente como uma construção social. Este processo de construção perpassa a sua constituição de subjetividade que inclui a cultura, os modos de vida, os sistemas simbólicos, sociais e educativos. Observa-se que os jovens em situações de vulnerabilidade social são os mais atingidos pelas dificuldades de acesso à educação, ao trabalho e ao lazer, em função de diversas desigualdades que perpassam a distribuição de renda, classe social, racismo, gênero, dentre outras. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter qualitativo, com a base de pesquisa em artigos científicos publicados em periódicos e livros que discutem a temática proposta. Diante da investigação realizada, constata-se que a Educação como função libertadora, é um instrumento de protagonismo para a juventude em vulnerabilidade social que é permeada por diversas desigualdades no Brasil.

References

ABRAMO, Helena. Considerações sobre a tematização social da juventude no Brasil. Juventude e Contemporaneidade – RBPE, nº 5 e nº 6, ANPED, Brasília-DF, 1997.

BLUES, Baco Exu do. Bluesman Disponível em: https://www.letras.mus.br/baco-exu-do-blues/bluesman/. Acesso em: 11 mar. 2021.

BRASIL. Lei nº 12.852 de 05 de agosto de 2013 – Estatuto da Juventude.

Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato20112014/2013/lei/l12852.htm>. Acesso em: 12 de março de 2021.

CARRANO, P. C. R. Jovens na Cidade. Trabalho e Sociedade, Rio de Janeiro, ano 1, nº 1, ago, 2014.

CARVALHO, Laura. Valsa brasileira: do boom ao caos econômico. São Paulo: Todavia, 2018.

DAYRELL, Juarez. O jovem como sujeito social. Revista Brasileira de Educação. v.2 n. 24, Rio de Janeiro – RJ, p. 40-52, 2003.

DAYRELL, Juarez. Ser alguém na vida: um estudo sobre jovens do meio rural e seus projetos de vida. Educação e Pesquisa, v. 41, n. 2, São Paulo -SP, p. 375-390, 2015.

DAYRELL, Juarez. A escola “faz” as juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, out. 2007.

DAYRELL, Juarez; CARRANO, P. C. Jovens no Brasil: difíceis travessias de fim de século e promessas de um outro mundo. 25ª REUNIÃO ANUAL DA ANPED, GT 3. Movimentos Sociais e Educação. Caxambu (MG): 2003.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GROPPO, L. A. Teorias críticas da juventude: geração, moratória social e subculturas juvenis. Em Tese. Florianópolis, v. 12, n. 1, jan./jul., 2015.

GROPPO. Luís Antonio. Juventude: ensaios sobre sociologia e história das juventudes modernas. Rio de Janeiro: DIFEL, 2000.

HOOKS, bell. Ensinando a Transgredir: a educação como prática de liberdade. Tradução de Marcelo Brandão Cipolla. 2. ed, São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2017.

PEREIRA, Alexandre Barbosa. Juventude, juventudes.2012 Disponível em: <https://teoriaedebate.org.br/2012/04/12/juventude-juventudes/>. Acesso em 20 març. 2021.

OLIVEIRA, A. A. S &TRANCOSO, A. E. R. Juventudes: desafios contemporâneos conceituais. Estudos Contemporâneos da Subjetividade, v. 4, 262-273, 2014.

REZENDE, Raissa Pinto. Uma breve discussão sobre a categoria juventude a partir de sua dimensão espacial. II Coloquio do Nugea, Universidade Federal do Juiz de Fora, Instituto de Ciências Humanas. 31 e maio e 01 de junho de 2016.

SANTOS, Boaventura de Sousa & Maria Paula MENEZES (org).Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez Editora, 2010.

Published

2021-04-19

How to Cite

Ribeiro, N. M. A., Silveira, B. S., Brandão, V. B. G., & Cardoso, Z. S. (2021). A educação como instrumento de protagonismo social da juventude em vulnerabilidade social / Education as an instrument of social protagonism for socially vulnerable youth. Brazilian Journal of Development, 7(4), 40439–40451. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-483

Issue

Section

Original Papers