COVID-19 em idosos: por que eles são mais vulneráveis ao novo coronavírus?/ COVID-19 in elderly: why are they more vulnerable to the new coronavirus?

Authors

  • Elen Cristiane Gandra
  • Simone Graziele Silva Cunha
  • Michele Fabiana da Silva
  • Kátia Ferreira Costa Campos

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-630

Keywords:

Prevenção de doenças, Infecções por coronavírus, Idoso, Análise da vulnerabilidade.

Abstract

 Objetivo: discutir os fatores fisiológicos, sociais, familiares e econômicos que predispõem a vulnerabilidade do idoso a COVID-19. Método: Método crítico-reflexivo com aporte no referencial da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Foram analisados posicionamentos das entidades de saúde do idoso, boletins epidemiológicos, notícias e notas técnicas sobre a vulnerabilidade do idoso a COVID-19, desde março de 2020. Resultado: A vulnerabilidade da população idosa está atrelada aos aspectos fisiológicos do envelhecimento, que impacta a eficácia do sistema imune aumentando propensão a morbidade e mortalidade por doenças infecciosas. Além disso, o isolamento social está como fator de proteção, mas também traz limites a saúde emocional, social, cognitiva, predispondo à depressão, ao suicídio, dependência, potencial de abuso por parte de familiares mais próximos, doenças neurológicas e morte prematura. Conclusões: Os idosos já vivenciavam algumas situações de vulnerabilidade, mas se acentuaram frente a pandemia do COVID-19, surgindo a necessidade de um olhar mais acurado e humanizado para essa população. Assim, deve-se implementar ações de estratificação de risco considerando o índice de vulnerabilidade clínico-funcional dos idosos, assim como a monitorização rigorosa dos idosos vulneráveis.

References

Brasil. Ministério da Saúde. COVID-19 no BRASIL. Brasilía-DF. 2020, [acesso 14 jul. 2020]. https://susanalitico.saude.gov.br/extensions/covid-19_html/covid-19_html.html

Nunes VMA, Machado FCA, Morais MM, Costa LA, Nascimento ICS, Nobre TTX, et al. COVID-19 e o cuidado de idosos: recomendações para instituições de longa permanência. EDUFRN. 2020. https://repositorio.ufrn.br/jspui/ handle/123456789/28754.

Brasil. Ministério da Saúde. Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741, de 01 de outubro de 2003). Brasília: Senado Federal, 2003.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 milhões de idosos. 2018, [acesso 18 jan. 2021] https://censo2021.ibge.gov.br/2012-agencia-de-noticias/noticias/24036-idosos-indicam-caminhos-para-uma-melhor-idade.html#:~:text=O%20Brasil%20tem%20mais%20de,divulgada%20em%202018%20pelo%20IBGE.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretária de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico. Doença pelo Coronavírus 2019. Brasília-DF. 2020, [acesso 04 abr. 2020]. https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/03/BE6-Boletim-Especial-do-COE.pdf.

SBGG. Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Posicionamento sobre COVID19. 2020, [acesso 14 jul. 2020]:1-10. https://sbgg.org.br/ posicionamento-sobre-covid-19-sociedade-brasileira-de-geriatria-e-gerontologiasbgg-atualizacao-15-03-2020.

Chen N, Zhou M, Dong X, Qu J, Gong F, Han, Y, et al. Epidemiological and clinical characteristics of 99 cases of 2019 novel coronavirus pneumonia in Wuhan, China: a descriptive study. The Lancet. 2020;395(10223):507-513. https://doi.org/10.1016/ S0140-6736(20)30211-7.

OMS. Organização Mundial de Saúde. Painel de Emergência de Saúde da OMS. Página incial da OMS (COVID-19). 2021, [acesso 15 jan. 2021]. https://covid19.who.int/region/amro/country/br.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretária de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico Especial. Doença pelo Coronavírus COVID-19. Semana Epidemiológica 3 a 9/1/2021. 2021, [acessado 15 jan. 2021]. https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/janeiro/15/boletim_epidemiologico_covid_45.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº 2.528 de 19 de outubro de 2006 - Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa - PNSI. Diário Oficial da União, 2006.

Campos HRPS, Krull RS, Pimassoni LHS, Oliveira FSD, Melotti DE, Barros AD, Kappe LS. Influência da atividade física na força da musculatura respiratória do idoso. Caderno de educação, saúde e fisioterapia. 2018;5(10). http://revista.redeunida.org.br/ojs/index.php/cadernos-educacao-saude-fisioter/article/view/1905.

Freitas EV, Py L. Tratado de geriatria e gerontologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.

Lopes NLS, Maués TD, Melo RA, Nascimento RG, Cunha KC, Sarges ESNF. Achados cardiopulmonares e funcionais em idosos com doença pulmonar obstrutiva crônica. Rev. CPAQV. 2020;12(2). https://www.researchgate.net/profile/Katiane_Cunha2/publication/341946347_ACHADOS_CRDIOPULMONARES_E_FUNCIONAIS_EM_IDOSOS_COM_DOENCA_PULMONAR_OBSTRUTIVA_CRONICA/links/5edac5e292851c9c5e869349/ACHADOS-CARDIOPULMONARES-E-FUNCIONAIS-EM-IDOSOS-COM-DOENCA-PULMONAR-OBSTRUTIVA-CRONICA.pdf.

Damo CC, Doring M, Alves ALSA, Portella MR. Risco de desnutrição e os fatores associados em idosos institucionalizados. Rev. bras. geriatr. gerontol. 2018;21(6):711-717. http://dx.doi.org/10.1590/1981-22562018021.180152

Besora-Moreno M, Llauradó E, Tarro L, Solà R. Social and Economic Factors and Malnutrition or the Risk of Malnutrition in the Elderly: A systematic review and Meta- Analysis of observational studies. Nutrients. 2020;12(737). https://doi.org/10.3390/nu12030737

Paixão AA, Ximenex LSV, Santos ET. Tendências temporais da mortalidade por desnutrição em idosos no estado de Mato Grosso do Sul, no período de 2002 a 2012. Rev. Eletrônica da Assoc. dos Geografos Brasileiros. 2020;1(31) file:///C:/Users/DELL/Downloads/8068-Texto%20do%20artigo-34207-1-10-20200601.pdf.

Plagg B, Engl A, Piccoliori G, Eisendle K. Prolonged social isolation of the elderly during COVI-19: between benefit and damage. Arch Gerontol Geriatr. 2020; 89:104086.

Day P, Gould J, Hazelby G. A public health approach to social isolation in the elderly. JCN. 2020;34(3).

Wand APF, Zhong BL, Chiu HFK, Draper B. Covid-19: the implications for suicide in older adults. International Psychogeriatrics. 2020:1-6. doi:10.1017/S1041610220000770

Han SD, Mosqueda L. Elder Abuse in the COVID-19 Era. J Am Geriatr Soc. 2020;68(7):1386-1387. doi:10.1111/jgs.16496

Andrade FMD. Padrões de violência contra idosos: análise pelo Sistema de Vigilância de violências e acientes. Dissertação. Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais. 2021.

McMichael TM, Currie DW, Clark S. et al. Epidemiology of Covid-19 in a Long-Term Care Facility in King County, Washington. The new england journal of medicine [Internet]. 2020 [acesso 12 abr. 2020]. https://www.nejm.org/doi/ full/10.1056/NEJMoa2005412

Moraes EM, Viana LG, Resende LMH, Moura AS, Menezes A, Mansano NH. COVID-19 nas instituições de longa permanência para idosos: Estratégias de rastreamento laboratorial e prevenção da propagação da doença. Cien Saude Colet. 2020. http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/covid19-nas-instituicoes-de-longa-permanencia-para-idosos-estrategias-de-rastreamento-laboratorial-e-prevencao-da-propagacao-da-doenca/17631?id=17631

Montenevo L, Jiang X, Rojas FL, Schmutte IM, Simon KI, Weinberg BA, Wing C. Determinants of disparities in COVID-19 job losses. The National Bureau of economic research. NBER working Paper Series. 2020(27132). https://www.nber.org/papers/w27132

Published

2021-04-28

How to Cite

Gandra, E. C., Cunha, S. G. S., Silva, M. F. da, & Campos, K. F. C. (2021). COVID-19 em idosos: por que eles são mais vulneráveis ao novo coronavírus?/ COVID-19 in elderly: why are they more vulnerable to the new coronavirus?. Brazilian Journal of Development, 7(4), 42572–42581. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-630

Issue

Section

Original Papers