Reflexões Fenomenológicas na Relação Avós-Netos: Uma Leitura Compreensiva a Partir da Experiência dos Avós / Phenomenological Reflections on Grandparent-Grandchild Relations: A Comprehensive Reading from Grandparent Experience

Authors

  • Alana Alexandra Almeida da Silva
  • Sandra Souza

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-671

Keywords:

Avosidade, Netos, Fenomenologia.

Abstract

A partir dos anos 1980 as relações entre avós e netos passaram a ser vistas por uma ótica diferente, havendo um aumento na valorização e na importância desses relacionamentos. No início dos anos 2000 passou-se a entender o século XXI como sendo o século dos avós. Esta pesquisa tem como objetivo compreender o sentido da vida dos avós com a chegada dos netos e trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho fenomenológico que contou com a participação de 8 avós (4 casais) da cidade de João Pessoa/PB. Para se ter acesso à experiência de ser avô/ó, o instrumento metodológico utilizado foi a narrativa em que os participantes deram um depoimento do seu vivido. Encontramos oito núcleos de sentido para a avosidade: o aconchego de ser avô(ó); a experiência de ser avô(ó): auto percepção e auto enfrentamento; o lugar do neto(a) na vivência psicológica dos avós; a relação avô(ó)/neto(a): o despertar de sentidos; o cotidiano de ser avô(ó): vivências práticas e emocionais; papel social da avosidade: limites e realizações no ato de educar; o lugar do neto(a) na vivência familiar: encontros e desencontros; e o confronto de gerações: reflexões e possibilidades. Os resultados mostraram que existe uma gama de sentimentos como felicidade, prazer, satisfação, ao mesmo tempo, medo, receio, raiva e (re)vivem situações nas relações e na vivência psicológica que são capazes de gerar mudanças no modo de ser no mundo. Sugerimos novos estudos sobre a temática ampliando as relações da avosidade com o processo de envelhecimento, os sentidos vivenciados pelos netos a respeito da avosidade em suas vidas, bem como o olhar dos pais sobre a presença dos avós na vida de seus filhos.

References

AMATUZZI, Mauro Martins. Psicologia fenomenológica: uma aproximação teórica humanista. Estudos de Psicologia, Campinas: Pontifícia Universidade Católica, v. 26, n. 1, p. 93-100. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v26n1/a10v26n1.pdf> Acesso em: 20 de mar. de 2019.

ANDRADE, Celana Cardoso; HOLANDA, Adriano Furtado. Apontamentos sobre pesquisa qualitativa e pesquisa empírico-fenomenológica, v.27, n.2, p.259-268. 2010. Disponível em: <http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso510.pdf> Acesso em: 04 de abr. de 2018.

ARATANGY, Lidia Rosemberg; POSTERNAK, Leonardo. Livro dos avós: na casa dos avós é sempre domingo? Artemeios. São Paulo. 2005.

AZAMBUJA, Rosa Maria da Motta; RABINOVICH, Elaine Pedreira. O avô e a avó na visão dos netos. Revista Kairós Gerontologia, v. 20, n.2, p. 311-332. 2017. Disponível em: < https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/2176-901X.2017v20i2p311-332> Acesso em: 06 de abr. de 2018.

BAKMAN, Gizele. Notas sobre ser avô no século XXI. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v.70, n.2, p. 96 – 110. 2018. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v70n2/08.pdf> Acesso em: 17 de mai. de 2019.

BECKER, Ana Cláudia; FALCÃO, Deusivania Vieira da silva. O envelhecimento, a velhice e o significado de ser avô(ó) na perspectiva de atores profissionais idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro v. 19 n.2. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232016000200289&lng=en&nrm=iso&tlng=pt> Acesso em: 17 de mai. de 2019.

BRAZ, Álef Pereira; ALÉSSIO, Renata Lira dos Santos. Fontes de sentido de vida para idosas longevas. Revista Kairós – Gerontologia. v. 21, n.1, p. 317-336. 2018. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.23925/2176-901X.2018v21i1p317-336> Acesso em: 30 de jun. de 2019.

CAMARANO, Ana Amélia et al. Famílias: espaço de compartilhamento de recursos e vulnerabilidades. Estudos macroeconômicos do IPEA, p. 137-167. 2004. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/Arq_12_Cap_05_rachura.pdf> Acesso em: 05 de abr. de 2019.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. Resolução Nº 510: normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Maio/2016.

DUTRA, Elza. A narrativa como uma técnica de pesquisa fenomenológica. Estudos de psicologia, v.7, n.2, p. 371-378. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-294X2002000200018&lng=en&nrm=iso&tlng=pt> Acesso em: 08 de abr. de 2018.

HARWOOD, Jake. et al. Grandparent-grandchild contact and attitudes to ward old er adults: moderator and mediator effects. Pers Soc Psychol Bull, v.31, n.3, p. 393-406. 2005. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15657454/> Acesso em: 05 de abr. De 2019.

KIPPER, Caroline Dal Ri; LOPES, Rita Sobreira. O tornar-se avó no processo de individuação. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. v.22, n.1, p.29-34. 2006. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-37722006000100004&script=sci_abstract&tlng=pt> Acesso em: 08 de abr. de 2018.

LIMA, César Augusto Saouda; ROCHA JUNIOR, Armando. O processo de reparação na mudança da avosidade para a parentalidade baseado na custódia e educação dos netos. Revista Educação, v.9, n.1, p. 61-83. 2014. Disponível em: <http://revistas.ung.br/index.php/educacao/article/view/1622> Acesso em: 17 de mai de 2019.

MAINETTI, Ana Carolina; WANDERBROOCKE, Ana Claudia Nunes de Souza. Avós que assumem a criação de netos. Pensando famílias. v.17 n.1, p. 87-98. Porto Alegre. 2013.

Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-494X2013000100009> Acesso em: 09 de abr. de 2018.

MAUX, Ana Andréa Barbosa; DUTRA, Elza Maria do Socorro. Ser mãe como um habitar possível: a experiência de mulheres que adotaram uma criança. In: DUTRA, Elza Maria do Socorro; MAUX, Ana Andréa Barbosa (org.). Pesquisa em psicologia fenomenológica-existencial: interpretações do sofrimento na contemporaneidade. Curitiba: Editora CRV, 2017. p.68 -82.

OLIVEIRA, Alessandra Ribeiro Ventura; VIANNA, Lucy Gomes; CÁRDENAS, Carmen Jansen de. Avosidade: Visões de avós e de seus netos no período da infância. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. v.13, n.3, p.461-474. Rio de Janeiro. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v13n3/a12v13n3.pdf> Acesso em: 27 de abr. de 2018.

PAULA, Flávia Viana de et al. Avós e netos no século XXI: Autoridade, afeto e medo, Revista Rene, 12, p. 913-921. 2011.

PINTO, Kelly Lins Beserra; ARRAIS, Alessandra da Rocha; BRASIL, Katia Cristina Tarouquella Rodrigues. Avosidade x maternidade: a avó como suporte parental na adolescência. Psico-USF, v.19, n.1, p. 37-47. Bragança Paulista. 2014. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/pusf/v19n1/a05v19n1.pdf> Acesso em 15 de mar. de 2021.

RAMOS, Anne Carolina. Morando com meus avós: as famílias conviventes na perspectiva das crianças. Pedagogía y Saberes. v.37. p. 119-131. 2012. Disponível em: <https://orbilu.uni.lu/bitstream/10993/26086/1/Ramos_Morando%20com%20meus%20av%c3%b3s.pdf> Acesso em: 03 de mar. de 2019.

RIBEIRO, Andrea Nascente; ZUCOLOTTO, Marcele Pereira da Rosa. Avós cuidadoras e seus netos: uma reflexão sobre as configurações familiares. Disciplinarum Scientia, v.16, n.1, p. 27-41. 2015. Disponível em: <https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/disciplinarumCH/article/view/1838> Acesso em: 16 de mar. de 2021.

SAMPAIO, Miliana Augusta Pereira et al. Avós do século XXI: uma revisão de literatura, Brasilian Journal of Developmente. v. 7, n.3, p. 24577-24589. 2021. Disponível em: <https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/26127> Acesso em: 16 de mar. de 2021.

SCHIFFMAN, Leon G; KANUK, Leslie Lazar. Comportamento do consumidor. [S.I.] LTC ed., 2000.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. Resolução Nº 510: normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Maio/2016.

SILVA, Cirlene Francisca Sales; DIAS, Cristina Maria de Souza Brito; COSTA, Erideise Gurgel da; VILELA, Daniely da Silva Dias. Intergeracionalidade: reflexões sobre possibilidades que facilitem a convivência entre pessoas idosas e adultos jovens. Brasilian Journal of Development. v. 6, n.5, p. 27957-27970. 2020. Disponível em: <https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/10113> Acesso em: 16 de mar. de 2021.

SILVA, Raimara Lopes; MEDINA, Patrícia. Crianças pequenas e a pessoa idosa: contribuição intergeracional. Revista Eletrônica Pesquiseduca. v.10, n.22, p. 618-633, 2018. Disponível em: <https://periodicos.unisantos.br/pesquiseduca/article/view/808/pdf> Acesso em: 25 de abr. de 2019.

VILLAS BOAS, Susana. A Voz dos Avós: Migração, Memória e Património Cultural. Revista portuguesa de pedagogia, v. 47, n.2, p. 107-113. 2013. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/273188779_A_voz_dos_avos_migracao_memoria_e_patrimonio_cultural> Acesso em: 20 de abr. de 2019.

Published

2021-04-29

How to Cite

Silva, A. A. A. da, & Souza, S. (2021). Reflexões Fenomenológicas na Relação Avós-Netos: Uma Leitura Compreensiva a Partir da Experiência dos Avós / Phenomenological Reflections on Grandparent-Grandchild Relations: A Comprehensive Reading from Grandparent Experience. Brazilian Journal of Development, 7(4), 43160–43180. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-671

Issue

Section

Original Papers