O toyotismo e a precarização dos direitos trabalhistas / Toyotism and the precariousness of labor rights

Authors

  • Ana Carla Vaz Porto Brazilian Journals Publicações de Periódicos, São José dos Pinhais, Paraná

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-686

Keywords:

Toyotismo, precarização, direitos trabalhistas

Abstract

O presente artigo objetiva tratar acerca da adoção do modelo toyotista de produção e seus efeitos negativos sobre os direitos trabalhistas, bem como discorrer acerca deste modelo e dos que o antecederam, abordando principalmente o contexto histórico em que surgiram, seus princípios e ideais.

References

ALVES, Giovanni. O novo e precário mundo do trabalho – Reestruturação produtiva e sindicalismo no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2000.

BARRETO, Glaucia. Curso de direito do trabalho. Niterói: Impetus, 2008.

BRASIL. Consolidação das Leis Trabalhistas. In: Vade Mecum Saraiva. 12a. ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). In: Vade Mecum Saraiva. 12a. ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

BRASIL. Lei n. 11.196, de 21 de novembro de 2005. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11196.htm>. Acesso em 14 abr. 2021.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Súmula n. 277. Disponível em . Acesso em 14 abr. 2021.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Súmula n. 330. Disponível em . Acesso em 14 abr. 2021.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Súmula n. 331. Disponível em . Acesso em 14 abr. 2021.

CAMARGOS, Regina Coeli; IBARRA, Antonio; MARCOLINO, Adriana; PELATIERI, Patrícia. Terceirização e precarização das condições de trabalho: condições de trabalho e remuneração em atividades tipicamente terceirizadas e contratantes. In: CAMPOS, André Gambier (organizador). Terceirização do trabalho no Brasil. Brasília: Ipea, 2018. p. 11-31.

CORIAT, Benjamin. Pensar pelo avesso – o modelo japonês de trabalho e organização. Traduzido por Emerson S. da Silva. Rio de Janeiro: Revan: UFRJ, 1994.

GODINHO, Maurício Delgado. Curso de direito do trabalho. 14a. ed. São Paulo: LTr, 2015.

GORZ, André. Misérias do presente, riqueza do possível. Traduzido por Ana Montoia. São Paulo: Annablume, 2004.

RODRIGUES, Francisco Demetrius Monteriro; SANTOS, José Márcio dos; SILVA, Priscila de Souza. Perfil dos trabalhadores terceirizados no Brasil. In: Revista da ABET, v. 19, n. 1, janeiro a junho de 2020, p. 163-184.

STANDING, Guy. O precariado: a nova classe perigosa. Traduzido por Cristina Antunes. São Paulo: Autêntica, 2013.

MOREIRA, João Carlos; SENE, José Eustáquio de. Geografia geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. 5a. ed. São Paulo: Scipione, 2012. v. 2.

STF decide que é lícita a terceirização em todas as atividades empresariais. 2018. Disponível em <http://portal.stf.jus.br/noticias/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=388429>. Acesso em 17 mar. 2021.

TERCEIRIZAÇÃO e desenvolvimento: uma conta que não fecha. Dossiê acerca do impacto da terceirização sobre os trabalhadores propostas para garantir a igualdade de direito. Secretaria Nacional de Relações de Trabalho e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. São Paulo: Central Única dos Trabalhadores, 2014.

WOOD, Stephen. O modelo japonês em debate: pós fordismo ou japonização do fordismo. Traduzido por Vera Pereira. Disponível em <http://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_17/rbcs17_03.htm>. Acesso em 14 abr. 2021.

Published

2021-04-30

How to Cite

Porto, A. C. V. (2021). O toyotismo e a precarização dos direitos trabalhistas / Toyotism and the precariousness of labor rights. Brazilian Journal of Development, 7(4), 43435–43453. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-686

Issue

Section

Original Papers