Elaboração, aceitabilidade e avaliação da composição nutricional de uma receita de bolinho de taioba, uma panc (planta alimentícia não convencional)/ Preparation, acceptability and evaluation of the nutritional composition of a taioba cookie recipe, a panc (unconventional food plant)

Authors

  • Maria Clara Bandeira Lara
  • Dayanne da Costa Maynard
  • Janaina Sarmento Vilela
  • Maria Claudia da Silva
  • Camila Melo Araujo de Moura e Lima

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-100

Keywords:

agroecologia, biodiversidade, nutrientes, sustentabilidade.

Abstract

A alimentação do brasileiro é baseada em uma pequena parcela de alimentos, juntamente com uma substituição da alimentação natural da terra por um alto consumo de alimentos ultraprocessados. O país apresenta uma situação em que cada vez mais se perde a rica diversidade de fauna e flora, tendo como consequência grande parte das espécies botânicas desconhecidas pela população. As Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC’s) estão entre essas espécies, o aumento do conhecimento e a utilização dessas plantas na culinária são boas opções para proteção da saúde e do meio ambiente, por crescerem espontaneamente sem a utilização de agrotóxicos e fertilizantes. A Taioba é uma planta brasileira incluída nesse grupo, apresenta elevado valor nutricional, fonte de ferro, pode se comer as folhas, talo e raiz sendo facilmente adicionada em receitas do dia-a-dia. Assim o objetivo desse trabalho foi elaborar e verificar a aceitabilidade quanto ao sabor, cor, textura e aroma de uma receita a base da Taioba uma planta alimentícia não convencional. Foi realizada a preparação de um bolinho de Taioba no Laboratório de Habilidades Culinárias do Centro Universitário de Brasília, Campus Asa Norte, onde foi preparada a receita ao mesmo tempo da realização da Ficha Técnica de Preparação utilizando os dados da Tabela Brasileira de composição de alimentos (TACO). O teste de aceitação de atributos (aparência, aroma, sabor e textura) foi realizado por uma equipe composta por 30 julgadores não treinados, voluntários de ambos os sexos. Cada julgador recebeu uma unidade de bolinho e respondeu ao Teste Afetivo que expressa o grau de gostar ou desgostar do produto quanto a impressão de características como aparência, aroma, textura e sabor. As fichas são compostas por escala hedônica estruturada de cinco pontos, abrangendo de “desgostei muito” (nota 1) a “gostei muito” (nota 5).  A amostra foi composta por 24 (80%) mulheres e 6 (20%) homens. A partir dos resultados foi possível concluir que a preparação foi bem avaliada pelos julgadores, tendo como principal resultado em relação ao sabor 50% (n=15) deram nota 5 e a aparência foi obtido que 50% (n=15) deram nota 4. No geral foram obtidos bons resultados, a receita foi bem aceita e relatada que poucos há conheciam. Os participantes demonstraram interesse e curiosidade sobre a Taioba. Assim também, a ficha técnica de preparação da receita de bolinho de Taioba (20g) mostrou um produto com boa fonte de proteína 2,4g, fibra alimentar 0,9g, cálcio 200mg, dentre outros. A partir dos resultados obtidos foi possível concluir que a Taioba apresentou boas características nutricionais e teve uma boa aceitação na sua avaliação e na forma de consumo apresentada. Porém por ser uma planta pouco conhecida, precisa ser mais divulgada, tanto entre consumidores quanto entre produtores, com o intuito de ser adicionada as refeições diárias da população.

References

ALMEIDA, M. E. F. ; CORREA, A.D. Utilização de cactáceas do gênero Pereskia na alimentação humana em um município de Minas Gerais, Ciência Rural, v.42, n.4, abr, 2012.

BRACK, P. ; KELEN, M. E. B. ; SILVA, D. B. ; MARASINI, J. B. ; NOUHUYS, I. S. V. Encontro sobre Plantas Alimentícias Não Convencionais. 2014.

BRASIL, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimentos. Hortaliças não convencionais (tradicionais)./ Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Brasília: MAPA/ACS, 2010. 52 p.

DE SOUZA ANDRADE, J.; CHAVES, M. S. Hortaliça não convencional: processamento, composição química e análise sensorial de xanthosoma violaceum (araceae). 2013.

DUTCOSKY, S. D. Análise Sensorial de Alimentos. 2nd ed. Curitiba: Champagnat; 2007.

FAO; WORLD HEALTH ORGANIZATION. Vitamin and mineral requirements in human nutrition Second edition. World Health Organization, p. 1-20, 1998.

GARCIA, S. G. A. de S. N. L. , Reunión Anual de La Sociedad InterAmericana de Horticultura Tropical – ISTH 23. P. 27-30, 2015.

GOLZE, L. O.; SOUZA, A. Aceitabilidade de alimentação à base de capucinha (Tropaeolum majus). Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 3, n. 2, mar. 2009. ISSN 1980-9735.

KINUPP, V.F. Plantas Não – Convencionais (PANCs): Uma riqueza negligenciada. Anais da 61ª Reunião Anual da SBPC – Manaus, AM – Julho/2009.

MELGAREJO, L. ; LISBOA, M. ; BRACK, P. . Seminário 10 anos da Lei de Biossegurança e os Transgênicos no Brasil. 2015.

OLIVEIRA, D. de C. da S.; et al. Composição mineral e teor de ácido ascórbico nas folhas de quatro espécies olerícolas não-convencionais. Hortic. Bras., Vitoria da Conquista , v. 31, n. 3, p. 472-475, Sept. 2013 .

PASCHOAL, V. PANCs: O potencial da biodiversidade Brasileira. Revista Brasileira de Nutrição Funcional, v. 68, p. 1-14, 2016.

Published

2019-11-08

How to Cite

Lara, M. C. B., Maynard, D. da C., Vilela, J. S., Silva, M. C. da, & Lima, C. M. A. de M. e. (2019). Elaboração, aceitabilidade e avaliação da composição nutricional de uma receita de bolinho de taioba, uma panc (planta alimentícia não convencional)/ Preparation, acceptability and evaluation of the nutritional composition of a taioba cookie recipe, a panc (unconventional food plant). Brazilian Journal of Development, 5(11), 24099–24109. https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-100

Issue

Section

Original Papers