O caso do currículo básico (mínimo) de ciências da rede estadual do rio de janeiro – a ressignificação de suas habilidades em um contexto de pressão institucional

The case of the basic (minimum) science curriculum of the rio de janeiro state school system - the re-signification of its abilities in a context of institutional pressure

Authors

  • Diego Mota
  • Denise Rocha Corrêa Lannes

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv8n8-055

Keywords:

currículo escolar, ensino de ciências, políticas educacionais, currículo mínimo

Abstract

O estudo aborda o processo de implementação do Currículo de Ciências nas escolas da rede estadual de educação do Rio de Janeiro - um currículo que propõe desenvolver competências e habilidades através dos conteúdos. Para fomentar suas intenções a Secretaria de Educação adotou um conjunto de estratégias indutoras, como avaliações em larga escala, metas e premiações por desempenho. Nesse cenário, o ensaio apresenta a política curricular como um movimento no qual os professores ressignificam o documento e influenciam os demais contextos. As ancoragens das representações sociais dos docentes são apresentadas e discutidas sob o aporte teórico do Ciclo de Políticas de Stephen Ball. O escopo do texto centra-se na relação entre os professores e as habilidades e competências do currículo, sob a perspectiva de pressões institucionais para essa aproximação.

Published

2022-08-04

How to Cite

Mota, D., & Lannes, D. R. C. (2022). O caso do currículo básico (mínimo) de ciências da rede estadual do rio de janeiro – a ressignificação de suas habilidades em um contexto de pressão institucional: The case of the basic (minimum) science curriculum of the rio de janeiro state school system - the re-signification of its abilities in a context of institutional pressure. Brazilian Journal of Development, 8(8), 55524–55536. https://doi.org/10.34117/bjdv8n8-055

Issue

Section

Original Papers