COVID-19: agravos em casos de baixa perfusão e de insuficiência pulmonar

COVID-19: grievances in cases of low perfusion and pulmonary insufficiency

Authors

  • Lucas Rodrigues Gobbi
  • Maria Clara Cardoso Pereira
  • Isadora Bontorin
  • Marcio Rabelo Mota

DOI:

https://doi.org/10.34117/bjdv8n8-079

Keywords:

COVID-19, perfusão, letalidade, oxigênio

Abstract

Introdução e Objetivo: Considera-se uma prévia relação entre a perfusão pulmonar e os sintomas ocasionados por COVID-19, uma vez que a patologia está intimamente relacionada com a inflamação e com a interferência cardiopulmonar. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura sobre a influência da perfusão sanguínea e do volume de oxigênio nos índices de agravo em pacientes acometidos pelo vírus da covid-19. Métodos: Foi realizado levantamento bibliográfico do período de 2014 a 2021 nas bases de dados MedLine, PubMed, Scielo e OPAS. Foram utilizadas as palavras-chave “covid-19” e “perfusão”, “letalidade” e “oxigênio” com suas correspondências em inglês. Foram selecionados 28 artigos e, após leitura dos resumos, foram excluídos os que se referiam a outras doenças cardiopulmonares. Os artigos selecionados foram agrupados em 5 categorias: a) Influência na perfusão no bom funcionamento metabólico; b) Histórico da doença em nível mundial; c) Agravos em quadros de covid-19 propiciados por perfusão insuficiente; d) Fisiopatologia da doença; e) Pacientes com históricos de doenças cardiopulmonares. Resultados: Observou-se a relação entre a perfusão sanguínea e o desempenho metabólico, do ponto de vista da oxigenação dos tecidos e estabelecimento de funções cardiopulmonares adequadas. Conclusão: Concluiu-se que a perfusão sanguínea é fundamental para o desempenho metabólico, porém, não é possível afirmar a influência direta da perfusão em quadros de piora e índices de letalidade, sendo os estudos pouco conclusivos no momento. Pacientes hipoxêmicos de COVID-19 apresentam, no geral, baixa compatibilidade entre ventilação e perfusão pulmonar, desencadeando casos moderados a graves de COVID-19, não sendo possível, portanto, afirmar que a má perfusão é responsável por casos de agravo uma vez que é, também, observada em casos moderados.

Published

2022-08-05

How to Cite

Gobbi, L. R., Pereira , M. C. C., Bontorin, I., & Mota , M. R. (2022). COVID-19: agravos em casos de baixa perfusão e de insuficiência pulmonar: COVID-19: grievances in cases of low perfusion and pulmonary insufficiency. Brazilian Journal of Development, 8(8), 56059–56074. https://doi.org/10.34117/bjdv8n8-079

Issue

Section

Original Papers